Como reduzir o risco do câncer de útero?

17 de dezembro de 2013
É importante que possamos fortalecer nossas células para fazer frente ao câncer do colo do útero. Devemos eliminar todos aqueles alimentos que nos intoxicam, como os aditivos artificiais e as farinhas refinadas.

No câncer de útero as células cancerígenas encontram-se nos tecidos do colo do útero. O tratamento natural, em paralelo ao tratamento médico, consistirá em eliminar toxinas e ajudar os órgãos eliminadores (fígado, rins, intestinos); além de alcalinizar e oxigenar o organismo, já que o tumor costuma sobreviver em regiões ácidas.

Um tumor é um processo biológico de defesa (como uma lixeira) porque os mecanismos de expulsão não funcionam bem ou estão saturados.

Fatores como a alimentação, a contaminação do organismo, o emocional, etc. podem influenciar no surgimento de tumores.

Eliminar os tóxicos para evitar o câncer de útero

O primeiro passo consiste em eliminar toxinas e patógenos (vírus, parasitas, fungos, bactérias ruins); já que tudo isso suja e intoxica nosso organismo.

Esse passo não é simples, já que existem alguns patógenos que podem estar alojados há muito tempo; ainda alimentam-se de toxinas e são muito resistentes.

Por isso, é muito importante, antes de começar, eliminar da alimentação tudo aquilo que possa intoxicar o organismo cada vez mais:

  • Aditivos artificiais (corantes, conservantes);
  • Sacarina;
  • Açúcar branco;
  • Glutamato monossódico (condimento presente em sopas em pó, comida asiática, pré-cozidos, etc.);
  • Gorduras trans (margaria, bolos industriais, etc.).

Eliminar os tóxicos para evitar o câncer de útero

Além disso, existem alguns alimentos e suplementos que se tomados diariamente ajudarão muito:

De acordo com o tipo de caso é possível tomar algum suplemento específico.

Saiba mais: toxinas

A flora intestinal equilibrada ajuda a evitar o câncer de útero

Uma vez realizada a limpeza, a fim de ajudar a repovoar a flora intestinal, caso ela tenha sido danificada; assim como para elevar nossas defesas, pode-se tomar “flora intestinal”, medicamento natural que pode ser recomendado por qualquer fitoterapeuta ou comprado em qualquer herbolário.

Isso permite combater vários micro-organismos.

Órgãos eliminadores

Nosso corpo tende a se limpar de maneira natural e a eliminar tudo aquilo que não necessita ou o danifica; contudo, nem sempre é possível, dada à toxidade de algumas substâncias ou pelo excesso delas.

É possível ajudar o organismo a realizar suas funções, bem como vigiar-se para não consumir mais toxinas, como comentamos no primeiro pronto, com o uso de algumas plantas medicinais.

Consuma estas plantas na forma de infusões (três infusões por dia) ou em extratos, consultando previamente o médico:

  • Para o fígado: cardo mariano, boldo, dente de leão;
  • Para o intestino: sementes de linhaça;
  • Para os rins: bardana, dente de leão, rabo de cavalo.
  • Os pulmões requerem ar limpo, exercício e uma boa respiração para regenerar-se.

O consumo de linhaça ajuda a combater o câncer de útero

Cataplasma de argila

Para eliminar diretamente toxinas da região do útero e de toda a barriga em geral, recomendamos realizar cataplasmas de argila e deixá-los durante toda a noite.

Para preparar, misture argila com água até que se forme uma pasta untuosa. Em seguida, aplique na região da barriga e cubra com gaze.

Pela manhã, a argila terá secado e extraído as toxinas e a umidade da região. Logo depois, tire com água morna e aplique um pouco de óleo de amêndoas para que a pele não resseque.

Esse cataplasma pode ser feito por qualquer pessoa, já que é uma forma excelente de manter a saúde e prevenir doenças; além de ajudar no bom funcionamento do intestino.

Leia também: Conheça 14 usos medicinais da argila

Nutrição adequada para combater o câncer

Além desses remédios é importante nutrir as células para reduzir o risco de câncer de útero. Portanto, a seguir propomos alguns alimentos muito benéficos para esse fim:

  • Laranja: se encontrarmos laranjas orgânicas, é possível utilizar sua casca ralada em saladas, cremes, sobremesas, etc.
  • Limão: pode-se temperar os alimentos com um pouco de suco de limão.
  • Couve: pode-se comê-la ralada ou picada; ademais, também pode-se deixar macerar algumas folhas com azeite, vinagre de maçã e sal marinho.
  • Brócolis.
  • Cúrcuma: adicione uma colher de chá em sopas, cremes e sobremesas.
  • Milho: esse cereal é altamente alcalino e muito digestivo.
  • Alho cru.
  • Shiitake e reishi.
  • Kuzu (regulador intestinal).

Saiba mais: Alimentos que podem reduzir o risco de câncer

Suplementos que ajudam a reduzir o risco de câncer de útero

Ademais, existem alguns suplementos naturais muito adequados para combater o câncer de útero:

  • Kalanchoe Daigremontiana, uma planta também conhecida como arando.
  • Vitamina C.
  • Enzimas proteolíticas: auxiliam no não espalhamento do câncer.
  • Própolis
  • Resveratrol

Suplementos que ajudam a evitar o câncer de útero

Quais alimentos eliminar?

Além disso, tão importante quanto consumir alimentos anticancerígenos é evitar todos aqueles que podem piorar a situação. Assim sendo, abaixo temos alguns exemplos:

  • Açúcares;
  • Farinhas refinadas (pão branco, macarrão, arroz branco);
  • Sal de mesa (melhor o sal marinho ou o sal do Himalaia);
  • Carne vermelha;
  • Lácteos;
  • Amendoins.

Imagens oferecidas por Uwe Hermann, napy84 y digiyesica

  • Domingos, A. C. P., Murata, I. M. H., Pelloso, S. M., Schirmer, J., & Carvalho, M. D. B. (2007). Câncer do colo do útero: comportamento preventivo de auto-cuidado à saúde. Ciência, Cuidado e Saúde6, 397-403.
  • Pinho, A. D. A., & França-Júnior, I. (2003). Prevenção do câncer do colo de útero: um modelo teórico para analisar acesso e a utilização do teste de Papanicolaou.