Conheça 14 usos medicinais da argila

· 24 de setembro de 2016
Nem todas as argilas tem a mesma utilização. Por isso, temos que ver qual é a mais adequada ao benefício que queremos obter, quer seja como cicatrizante, anti-inflamatório ou até mesmo para tratar problemas internos.

O que vem à sua cabeça quando escuta a palavra argila? Barro, terra, lama, etc. Você não pode nem imaginar os numerosos usos que este mineral já teve e ainda tem para o ser humano.

Desde os tempos antigos, a argila tem sido utilizada em cerâmica para fazer objetos de uso diário ou decorativos.

Além disso, serve para produzir, por exemplo, louça, cerâmica e porcelana, de acordo com o tipo de argila e com a combinação realizada.

Ela é considerada um elemento importante na construção de edifícios e na elaboração de alvenaria. Nos tempos antigos, foi usada como base para a escrita cuneiforme.

Mas são suas múltiplas propriedades curativas que mais tem nos surpreendido. Neste artigo, iremos contar um pouco sobre os 14 usos medicinais deste mineral.

Tipos

da argila

A geoterapia ou o uso da terra para fins terapêuticos é uma prática muito difundida hoje em dia.

Nela, a lama se destaca por suas propriedades antiácidas, cicatrizantes, absorventes e de regulação da temperatura. Mas não é qualquer lama que pode ser usada nesse tratamento.

Aquela encontrada no mercado é irradiada pelo sol, descontaminada de germes e matéria orgânica, e adequadamente pulverizada.

Os vários tipos existentes diferem na proporção de seus componentes. Por isso, é aconselhável consultar um especialista para escolher o mais adequado.

Aqui apresentamos as mais usadas:

Tipos de argila

Verde

É a mais utilizada. Rica em magnésio, silício e potássio. É anti-inflamatória, analgésica, desintoxicante, remineralizante e absorvente.

Normalmente, é usada para tratar edemas nas pernas, celulite, inflamação, dores articulares e musculares, inchaços, hematomas, entre outros.

Branca

É considerada a argila de maior pureza. É composta principalmente por silício e alumínio, é antibacteriana, anti-inflamatória e cicatrizante, absorve as toxinas e ajuda a combater a prisão de ventre.

Ela é frequentemente usada em tratamentos cosméticos para problemas de pele e até mesmo enxaguantes bucais e gargarejos.

Vermelha

Tem múltiplas virtudes medicinais por ser rica em óxido de ferro. Utiliza-se para curar a rigidez e a inflamação nas articulações. Também é útil para tratar problemas circulatórios e febre.

Rosa

É uma mistura da argila vermelha com a branca. Utiliza-se, na maioria das vezes, para fazer máscaras faciais e capilares.

Preta

Possui efeito cicatrizante e regenerador. É usada para eliminar contraturas e inflamações.

Como utilizar?

A argila pode ser utilizada de forma externa (em forma de cataplasmas, compressas, máscaras e banhos) ou internamente (ingestão).

Ainda que no mercado seja muito recomendado seu uso oral, esse mineral possui diversas contraindicações, entre elas: obstrução intestinal, prisão de ventre e hipertensão.

Por isso, a opção mais segura é a utilização em tratamentos externos.

Para fazer isso você precisa de:

  • Recipientes e utensílios de vidro, porcelana ou madeira.
  • Água não clorada, tão pura quanto possível.
  • Opcionalmente, podem ser adicionados extratos, óleos essenciais, plantas e outros elementos que fortalecem ainda mais sua ação terapêutica.
  • Gaze para compressas ou uma banheira, dependendo do método.

14 usos medicinais da argila

da argila

  • Ação reguladora. Alega-se que a argila é um regulador natural das glândulas endócrinas e é capaz de promover sua estimulação ou inibição conforme apropriado.
  • Acne. Ela é ideal para a remoção de células mortas da pele e bactérias que causam acne. Aplique uma máscara desse mineral e aguarde 15 minutos. Em seguida, enxágue e repita o tratamento três vezes por semana até que você veja o resultado.
  • Gota. A argila fria sobre a área dolorosa não só alivia a dor, mas também absorve as toxinas.
  • Contra as radiações. A argila absorve a radiação prejudicial. Diversos estudos científicos têm demonstrado que as cataplasmas feitas com esse material e as máscaras podem ajudar a proteger organismos expostos a radiações ionizantes.
  • Dores articulares. Para tratar artrite, reumatismo e entorses, a argila é altamente recomendada. Quando quente, atua como um analgésico. E se aplicada como uma compressa na área dolorida, é capaz de aliviar aos poucos a dor em articulações, músculos e vértebras.
  • Edemas e traumatismos. É um anti-inflamatório natural. Aplique uma compressa quente de argila sobre a área afetada por sete dias e irá aliviar as dores na região.
  • Doenças de pele. As máscaras corporais à base deste produto são utilizadas para revitalizar o sistema endócrino e estimular a pele. Por ser energética e antisséptica, a argila evita a proliferação de bactérias, fungos e vírus.
  • Envelhecimento. A argila ativa a regeneração celular, elimina as células doentes e mortas, e absorve as sustâncias indesejadas e as toxinas de nosso organismo. Após o tratamento com ela, nos sentimos rejuvenescidos, relaxados e revigorados e nossa pele ficará brilhante e lisa.
  • Estresse. Para o estresse, não há nada melhor do que um banho noturno frio ou quente de argila. Depois de 20 minutos em uma banheira com argila granulada dissolvida, você se sentirá relaxado, forte e flexível. Estes banhos também purificam o organismo e fortalecem o sistema imunológico.
  • Filtro natural. Para purificar cisternas, tanques e poços, nada melhor do que colocar 250 gramas de argila granulada em um saco de pano para cada 1.000 litros de água. É conveniente fazer previamente uma análise da água e repeti-la logo após as primeiras 36 horas para verificar a qualidade de purificação.
  • Rins. As compressas quentes de argila na parte inferior das costas aliviam os rins e removem cálculos. Também pode ser utilizada para tratar problemas do fígado.
  • Pediculose. Misture 3 colheres de sopa de argila mineral com um copo de água em um prato de barro, mexa com uma colher de pau e deixe repousar. À noite, lave o cabelo com sabão branco puro e, em seguida, aplique a mistura com os dedos em torno da cabeça, especialmente nas raízes do cabelo. Coloque uma touca para dormir. Pela manhã, retire-a e lave novamente o cabelo, secando-o cuidadosamente. Aplique argila seca no cabelo, como se fosse talco, e terá resultados maravilhosos.
  • Pé de atleta. O fungo do pé é uma infecção bastante incômoda. Para eliminá-la, recomenda-se utilizar a argila como talco, pois isso manterá seus pés secos e eliminará os patógenos.
  • Psoríase. Para eliminar a psoríase, são necessários banhos noturnos com argila e máscaras na região afetada. Os resultados são impressionantes.

Como você pode ver, a argila está cheia de surpresas. Esperamos que este novo conhecimento seja útil para você.