Quando devemos começar uma dieta?

4 de janeiro de 2019
Você conhece os benefícios de começar uma dieta? Aqui nós lhe explicaremos, para que você possa planejar seu regime da melhor maneira.

Mais do que um regime alimentar, é um estilo de vida saudável que precisa de um compromisso real de sua parte. Por essa razão, aqui mostraremos quais são os motivos pelas quais você deve começar uma dieta, para que conte com o guia idôneo para que lhe ajude a alcançar as metas que definiu.

Entendendo essa principal motivação será muito mais fácil para você cuidar do seu bem-estar físico, e fazer disso um hábito em sua rotina diária.

Somos o resultado do que comemos

Uma alimentação equilibrada fornece a energia e os nutrientes necessários em cada etapa de nossas vidas. Esses elementos serão vitais para o crescimento e desenvolvimento. E também na manutenção das seguintes funções básicas:

  • Bombeando sangue,
  • Respiração
  • Digestão
  • Metabolismo
  • Temperatura corporal,
  • Reparação de tecidos,
  • Excreção de resíduos.

Então, não se esqueça de que deve haver um equilíbrio entre o consumo e o gasto energético. Lembre-se que um desequilíbrio devido ao déficit ou excesso são fatores de risco para muitas doenças como: anemia, osteoporose, desnutrição, problemas cardiovasculares, renais, cerebrais, e até mesmo câncer.

Portanto, é importante ter um plano alimentar que se adapte às necessidades individuais de cada pessoa. Sejam crianças, adultos, e mulheres grávidas. Isso não tem muito a ver com estética, mas com hábitos.

Assim, uma pessoa magra pode ter os níveis de colesterol e triglicérides elevados, o que pode levar a doenças cardiovasculares. O mesmo pode acontecer no caso oposto. Em termos de saúde, 80 quilos de gordura não são o mesmo que 80 quilos de músculo.

Veja também: 7 alimentos que toda mulher deve consumir para proteger a saúde do coração

O que você deve saber para começar uma dieta?

Em primeiro lugar, lembramos que cada pessoa é um caso único e, portanto, requer um plano nutricional especial. Não é recomendado iniciar uma dieta sem o diagnóstico oportuno de um especialista, com as análises e exames necessários.

A este respeito, você deve levar em conta as seguintes recomendações se quiser começar uma dieta:

1. Aconselhe-se

Para começar uma dieta consulte um nutricionista

Você deve consultar um especialista no assunto que lhe oriente, aconselhe, e estabeleça a melhor dieta que atenda às suas necessidades, e para controlar o seu progresso.

2. Modifique seus hábitos

Em primeiro lugar, comprometa-se a mudar seu estilo de vida. Só assim estará saudável e perderá peso ao mesmo tempo. Você pode pedir a ajuda de sua família, para que todos da casa possam ser o apoio emocional e moral que você precisa nesta nova etapa de sua vida.

3. Trabalhe com objetivos

Desde já, estabeleça metas que sejam seguras, específicas e práticas, que lhe permitam seguir adiante, apesar dos contratempos que você pode ter pelo caminho.

4. Faça exercício

Faça exercício quando começar uma dieta

Definitivamente, você deve acompanhar a dieta com uma rotina de exercícios que ajudem a permanecer na melhor condição física, emocional, e mental.

Quais os benefícios que uma dieta controlada traz para a saúde?

Acima de tudo, as dietas saudáveis ​​e controladas por profissionais criam os seguintes benefícios na vida das pessoas:

  • Em crianças, traz crescimento e desenvolvimento adequados à idade e ao gênero. Além da criação de hábitos que perdurarão na vida adulta.
  • Em mulheres grávidas, garante um peso adequado e altura do recém-nascido ao nascer do. Além da prevenção de doenças devido à desnutrição da mãe, e também inclui inúmeros benefícios provenientes dos nutrientes fornecidos ao bebê através da amamentação.
  • Nos adultos, a correção de hábitos e a prevenção e tratamento oportuno de doenças.

Por que é necessário ir a um nutricionista?

Quando se pretende iniciar uma dieta é necessário que os interessados ​​procurem uma nutricionista pelas diferenças que existem de pessoa pra pessoa:

  • Idade
  • Estilo de vida.
  • Hábitos
  • Cultura
  • Condição socioeconômica

Certamente, um nutricionista é treinado para avaliar cada um desses aspectos a serem levados em conta. E assim elaborar um plano alimentar que atenda às necessidades de cada paciente.

Veja também: As Lentilhas: Você sabia que elas são fonte de proteínas e antioxidantes?

Quantas calorias você pode comer por dia?

Segundo a Organização Mundial de Saúde, uma pessoa com um peso saudável e sob condições normais deve ingerir cerca de 2.000 calorias por dia. No entanto, isso pode variar, dependendo se você treina com muita intensidade ou não, alguma regulamentação médica, etc…

Como se distribuem as porções?

Em primeiro lugar, devem ser realizadas entre cinco e seis refeições por dia. Existem três refeições principais: café da manhã, almoço e jantar. Por outro lado, entre dois e três lanches:

  • Você não deve passar mais de quatro horas sem consumir alimentos.
  • Você não pode pular refeições.
  • Você tem que respeitar os horários.

O cumprimento dessas recomendações traz múltiplos benefícios para a saúde, como a saciedade, e a diminuição da secreção ácida do estômago sem alimentos, redução de picos de insulina em pacientes diabéticos, entre outros.

Em conclusão, são muitos os benefícios de começar uma dieta. No entanto, para que esta funcione, e seu corpo permaneça saudável, é necessário, como explicamos em várias ocasiões, que seja um processo bem administrado. A assessoria de um especialista é essencial. Desta forma, você garantirá a saúde do seu organismo.

 

  • Pinto, J., & Carbajal, Á. (2010). Dieta Equilibrada, Prudente o Saludable. Nutrición y Salud. https://doi.org/10.1177/0886260513479032
  • OMS. (2015). Alimentación sana. https://doi.org/Nota descriptiva No. 394
  • De Torres Aured, M. L., & Francés Pinilla, M. (2015). La dieta equilibrada. Sociedad Española de Dietética y Ciencias de La Alimentación. https://doi.org/http://www.nutricion.org/publicaciones/pdf/Gu%C3%ADa%20AP-Diet%C3%A9ticaWeb.pdf
  • Álvarez Hernández, J., Cuellas Diaz, A., Gomez Busto, F., Lopez, M., Mañas Martinez, M., Ruiz Hidalgo, D., & Sáncjez Quiles, B. (2011). Alimentación y nutrición saludable en los mayores. Mitos y realidades. Sociedad Española De Geriatria Y Gerontologia.
  • Sánchez Benito, J. L. (2009). Efectos del ejercicio físico y una dieta saludable. Nutricion Clinica y Dietetica Hospitalaria. https://doi.org/10.1007/s10995-010-0571-1