Como reduzir os triglicérides de forma natural?

18 de agosto de 2014
Devemos modificar a nossa alimentação, priorizar a ingestão de ácidos graxos monoinsaturados, como o azeite de oliva e os peixes azuis, e evitar os açúcares processados e a comida industrializada.

Os triglicérides são um tipo de gordura que provém dos alimentos de origem animal, em grande medida. Os valores normais são de no máximo 150 mg/dl e se está acima de 200 mg/dl. Significa que se apresenta um problema de triglicérides.

Há medidas a serem tomadas que é preciso efetuar para reduzir tais níveis, protegendo, assim, a saúde de nosso organismo. Neste artigo, você saberá como reduzir os triglicérides de forma natural.

Instruções e conselhos para reduzir os triglicérides

Os níveis muito altos de triglicérides e colesterol no sangue colocam em risco a saúde do coração. Entretanto, também causam outros transtornos. A primeira mudança, sem dúvida, é a alimentação.

Aumente o consumo

Aumentar o consumo de fibras como aveia e cereais integrais, serve para reabsorver a gordura. Além disso, alguns vegetais como brócolis e espinafre e as frutas como a maçã ou a laranja são excelentes aliados.

Leia mais: 8 alimentos ricos em fibras

Evite o consumo

Reduza ou diretamente evite o consumo de pão, massas, biscoitos salgados, produtos de confeitaria, tortas, frituras e álcool, que não oferecem benefícios a nossa saúde e, por sua vez, aumentam a quantidade de lipídios em nosso sangue. Você pode substituir por produtos integrais ou alimentos mais saudáveis.

triglicerido2

Outro grupo alimentar do qual se deve manter afastado são os açúcares processados. Escolha a stévia em vez do açúcar refinado para adoçar. Prefira os sucos naturais aos refrigerantes. Opte pelas frutas frescas em vez de doces ou sobremesas industrializadas. Escolha o chocolate mais puro, que contenha de 50% a 70% de cacau.

Escolha produtos lácteos desnatados, seja  o leite, o queijo, iogurte ou a manteiga. Para temperar sua salada e preparações, opte pelo azeite de oliva, que é mais saudável e delicioso e você não precisará adicionar maionese, por exemplo. Consuma sempre carne magra e evite produtos que contenham muito teor de gordura como o fast-food.

Os embutidos…

Em relação aos embutidos, são um dos principais inimigos para a saúde nesta batalha contra os triglicérides alto. Coma frango ou peru, deixar o salame, a mortadela etc., para ocasiões especiais. Se você come salsichas, melhor que sejam de frango e reduza sempre o sal.

trigliceridos5

Consuma mais…

Ingira mais quantidade de ácidos graxos monoinsaturados, além de azeite de oliva. Também estão presentes nos chamados “peixes azuis”, como é o cabala, o atum, o salmão, a manjuva, o carapau e nos frutos secos, assim como no óleo de canola, todos repletos de ácidos graxos ômega 3.

Perceba que as pessoas que têm problemas com triglicérides alto nem sempre são gordas ou obesas, por isso todos devemos controlar a dieta.

Mude a forma de cozinhar

Recomenda-se cozinhar na brasa ou na chapa, também ao vapor ou ferver os alimentos, se é que não se pode comer cru (que seria o ideal), evitar os ensopados e as frituras, também os produtos pré-cozidos, empanados e congelados. Retire a gordura visível da carne e o frango nunca comê-lo nem cozinhá-lo com a pele.

Bebidas alcoólicas e cigarro

A ingestão de bebidas alcoólicas não é recomendada, exceto uma pequena taça de vinho tinto durante a refeição que é bom para a saúde cardiovascular. Se você fuma, procura deixar esse vício, o que trará como consequência boas mudanças em seu corpo em geral.

trigliceridos3

Remédios naturais

No âmbito dos remédios naturais para eliminar o excesso de triglicérides no sangue, você pode consumir um dente de alho por dia. Graças a todos seus benefícios e propriedades que mantêm a gordura em um nível equilibrado.

Outro “truque” caseiro é misturar duas colheres de aveia natural em um copo de água e deixar repousar durante toda a noite. Na manhã seguinte beber a água para que a gordura se reabsorva e regule também o colesterol. Uma infusão de casca de tangerina ou laranja também pode ser muito benéfico nestes casos.

Beba água

Não hesite em beber muita água diariamente. Se não tem este hábito, existem até mesmo aplicações no celular (apps) que te permitem “lembrar” de consumir os copos recomendados (aprox. 2 litros no inverno e 2,5 no verão).

Regule o consumo de calorias

Por sua vez, é preciso regular o consumo de caloria, por isso, uma boa visita ao nutricionista não é nada mau, sobretudo se você tem problemas de peso ou obesidade.

As mulheres devem consumir no máximo 1200 calorias e os homens não mais que 1800. Coma porções menores e não encha o prato. Evitar comer lanchinhos antes de dormir e optar por lanches saudáveis entre as refeições principais.

Não perca: Salada de poucas calorias com quinoa, erva-doce e tomates

regular o consumo de calorias ajuda a controlar os triglicérides

Faça exercícios

O exercício moderado é parte importante do tratamento para reduzir os triglicérides. Por isso, você pode começar com uma caminhada leve, três vezes na semana e ir aumentando a quantidade de tempo e a periodicidade de sua atividade. Com certeza se sentirá melhor.

Por exemplo, 20 a 30 minutos por caminhada, estará muito bem. Mas, também deve adicionar alguma variedade nessa rotina, como andar de bicicleta (mesmo que seja fixa), subir escadas em vez de usar o elevador, dançar, limpar a casa com energia, cortar a grama, lavar o carro etc.

Consideração final

Por fim, como já dito anteriormente, pare de fumar. Embora o cigarro não aumente os triglicérides e o colesterol no sangue, está comprovado que alguém que tem este vício, tem mais dificuldade para reduzir esse problema.

Além disso, será difícil praticar algum exercício. Se você deixar de fumar, obterá mudanças e efeitos mais que positivos em todo seu organismo, sobretudo no coração, nos pulmões e até na pele.

salada para combater os triglicérides altosImagens cortesia de Nick Nguyen, Steven Depolo, Ben Hosking.

  • De Biase, S. G., Fernandes, S. F. C., Gianini, R. J., & Duarte, J. L. G. (2007). Dieta vegetariana e níveis de colesterol e triglicérides. Arq Bras Cardiol, 88(1), 35-9.
  • Araújo, F., Yamada, A. T., Araújo, M. V., Latorre, M. R. D. O., & Mansur, A. J. (2005). Perfil lipídico de indivíduos sem cardiopatia com sobrepeso e obesidade. Arq Bras Cardiol, 84(5), 405-9.
  • Batista, M. D. C. R., & Franceschini, S. D. C. C. (2003). Impacto da atenção nutricional na redução dos níveis de colesterol sérico de pacientes atendidos em serviços públicos de saúde. Arq Bras Cardiol, 80(2), 162-6.