8 alimentos que não se deve comer quando tem inflamação

· 26 de dezembro de 2017
Uma vez que alguns alimentos podem piorar a inflamação ou causar reações adversas, é importante reduzir o seu consumo e substituí-las por alternativas saudáveis ​​que nos ajudem a melhorar essa condição.

A inflamação é um processo natural do corpo que se origina como uma resposta do sistema imunológico à presença de toxinas e patógenos que causam doenças. Por isso, fique atento a esses 8 alimentos que não se deve comer quando tem inflamação.

Uma inflamação pode comprometer a saúde de qualquer órgão em nosso corpo e, por sua vez, é um dos fatores associados à dor recorrente e à fadiga.

Embora possa ocorrer esporadicamente, em alguns casos é crônica e possibilita o aparecimento de doenças de maior cuidado.

Além disso, muitas vezes tem a ver com dores nas articulações, problemas gástricos e dificuldades respiratórias que afetam a qualidade de vida.

O mais preocupante é que nem todos lhe dão atenção suficiente e, além disso, ignoram que alguns alimentos pioram a condição. Confira exemplos a seguir.

8 alimentos que não se deve comer quando tem inflamação

1. Evite comer embutidos se tiver inflamação

Não se deve comer embutidos quando tem inflamação

O consumo de carnes processadas está aumentando e, embora representem uma alternativa fácil à culinária, elas foram associadas a desequilíbrios inflamatórios comuns.

A principal desvantagem é que elas contêm altos níveis de sódio, nitratos, nitritos, e outra variedade de produtos químicos adicionados. Assim, quando esses químicos são assimilados no corpo, desencadeiam uma resposta inflamatória.

Além disso, como eles contêm muita gordura, tendem a piorar a dor de condições como artrite, gota e artrose.

Quer saber mais? Diferenças entre artrite, artrose e osteoporose que vale a pena conhecer

2. Óleos vegetais refinados

Os óleos vegetais conquistaram cozinhas em todo o mundo e geralmente estão incluídos, de alguma forma, na nossa dieta diária.

Embora algumas opções sejam saudáveis, como o óleo de oliva e o de girassol, muitas apresentações são refinadas e feitas com gorduras nocivas.

Como resultado, seu consumo habitual afeta o nível de inflamação e, em casos de doenças associadas, a gravidade dos sintomas piora.

3. Produtos lácteos

Evite comer lacticínios se tiver inflamação

O leite, os queijos e outros produtos lácteos são desaconselháveis para pacientes com doenças inflamatórias.

Embora nem todos sofram intolerância à lactose, sua ingestão provoca dificuldades no sistema digestivo, agravando a inflamação dos tecidos.

O consumo deste alimento está associado à:

  • Doenças gastrointestinais
  • Constipação e diarreia
  • Urticária e alergias cutâneas
  • Dificuldades respiratórias
  • Dores nas articulações

4. Frituras

Também não se deve comer alimentos fritos, incluindo aqueles que vêm em um pacote, contêm gorduras trans, quantidades excessivas de sódio e compostos químicos adicionados. Isso porque, além de causar inflamação, produzem desequilíbrios na atividade do metabolismo.

Sua ingestão piora os sintomas de doenças inflamatórias e, além disso, causa o excesso de peso, problemas digestivos e colesterol.

5. Farinha refinada

Não se deve comer farinhas quando tem inflamação

As farinhas que são submetidas a processos de refinação perdem sua qualidade nutricional e, como resultado podem causar inflamação quando consumidas em excesso.

Embora pequenas quantidades geralmente não causem problemas, sua ingestão usual pode piorar a inflamação abdominal e articular.

Tenha em mente que, além da farinha de trigo tradicional, este produto está presente em:

  • Pizza
  • Bolos e sobremesas
  • Pão
  • Biscoitos
  • Produtos de padaria em geral.

6. Margarina

O consumo de margarina deve ser reduzido, mesmo se nosso corpo estiver saudável.

Este alimento contém altos níveis de gorduras trans e óleos hidrogenados que, após a ingestão, influenciam no aparecimento de desequilíbrios inflamatórios e metabólicos.

Sua contribuição significativa de calorias aumenta o peso corporal e, portanto, pode piorar a situação de pacientes com artrite, problemas ósseos e dor crônica generalizada.

Leia também: 6 vitaminas para combater a inflamação

7. Mariscos

Evite comer mariscos se tiver inflamação

Quando a inflamação tem a ver com a acumulação de ácido úrico no organismo, não se deve comer frutos do mar.

  • Isto devido ao seu conteúdo de purinas, uma substância que, quando decomposta no corpo, é transformada em ácido úrico.
  • Este se acumula nas articulações e nos rins e, quando cristalizado, produz distúrbios como a gota e os cálculos renais.

8. Sal

O sal tornou-se um dos ingredientes potencialmente perigosos para a saúde humana. Embora em certa quantidade favoreça algumas funções importantes, seu consumo excessivo pode causar reações adversas graves.

Entre os possíveis problemas, vale a pena mencionar que, por causar a retenção de líquidos nos tecidos, é um dos responsáveis ​​pelo aumento da inflamação.

No entanto, associado a isso, também existem distúrbios como a hipertensão e as dificuldades circulatórias.

Você está lutando contra uma doença ligada a altos níveis de inflamação? Em caso afirmativo, comece a reduzir o consumo dos alimentos mencionados, e substitua-os por alternativas mais saudáveis.

Embora essas opções sejam prejudiciais, também há alimentos cuja composição beneficia o controle desses problemas.

  • Fallis, A. . (2013). Inflamação. Journal of Chemical Information and Modeling. https://doi.org/10.1017/CBO9781107415324.004
  • Voltarelli, J. C. (1994). Febre e Inflamação. Medicina.