O que é o ciclo sono-vigília?

O ciclo sono-vigília faz parte dos ritmos circadianos do corpo e nos ajuda a funcionar corretamente. As perturbações neste ciclo têm um efeito significativo sobre a qualidade de vida.
O que é o ciclo sono-vigília?

Última atualização: 28 abril, 2022

Falamos do ciclo sono-vigília para nos referirmos à alternância que nosso corpo apresenta entre os momentos em que estamos acordados e aqueles em que dormimos. A parte de vigília do ciclo é o que acontece enquanto não estamos dormindo.

O sistema nervoso é responsável por regular o ciclo sono-vigília. Existem neurônios especializados para coordenar a função e tecidos neurais que atuam como relógios biológicos.

Esse cronômetro que alguns seres vivos possuem dentro, e que estipula ciclos para funções vitais, é estudado através da cronobiologia. E o nome para esses ciclos é circadiano.

Os seres humanos têm três tipos de ciclos circadianos:

  • Puros: são aqueles que se completam em 24 horas, aproximadamente, como o ciclo vigília-sono.
  • Infradianos: são aqueles que duram mais de um dia, como o ciclo menstrual da mulher.
  • Ultradianos: Concluído em menos de um dia.

Como a vigília é diferente do sono?

O ciclo vigília-sono combina dois momentos da vida: estar acordado e dormir. Ambas as fases são vitais e muito diferentes uma da outra. A vigília implica um estado de consciência, estamos cientes do que está acontecendo e usamos nossos sentidos para nos comunicar com o ambiente ao nosso redor. Podemos pensar enquanto estamos acordados e agir de acordo.

Estar acordado é tarefa do sistema nervoso, mais precisamente do sistema reticular ascendente, que é um conjunto de neurônios especializados. Este tecido se comunica com o tálamo e com o córtex cerebral.

Um dos neurotransmissores mais usados na vigília é a noradrenalina, diferentemente do sono que usa melatonina. Esta substância regula a atenção que prestamos e o impulso para realizar atividades.

Junto com a noradrenalina, é importante a serotonina, que desempenha funções relevantes no córtex cerebral, principalmente na área dos neurônios que regulam a visão.

cérebro e sono
O ciclo sono-vigília é regulado por hormônios e por parte do tecido neuronal.

Melatonina no ciclo sono-vigília

Como já dissemos, a melatonina é um hormônio chave no ciclo sono-vigília, pois se opõe à noradrenalina para nos introduzir no sono. É uma substância que é produzida ciclicamente, respeitando o ritmo circadiano.

A melatonina é produzida na glândula pineal quando detecta escuridão. Pelo contrário, a luz solar ou a luz artificial enviam ordens à glândula para interromper sua produção.

Durante uma noite de relativa normalidade, onde o indivíduo descansa 8 horas, será na quarta hora de sono que se atingirá a produção máxima de melatonina. Desta forma, o hormônio sustenta o repouso.

A exposição à luz interrompe o efeito da melatonina e, portanto, é comum que nosso ciclo vigília-sono seja alterado se fizermos atividades com luz forte antes de dormir. O uso do celular, por exemplo, é um dos hábitos mais característicos que retarda a produção de melatonina.

A substância também pode ser consumida artificialmente, por isso é comercializada em cápsulas:

  • Efeito médio, capaz de sustentar o sono por não mais de 4 horas
  • Liberação prolongada, para simular o efeito natural e completar 8 horas de sono

Distúrbios do ciclo sono-vigília

O ciclo sono-vigília pode ser alterado. Os distúrbios derivados de um problema no relógio biológico são doenças do ritmo circadiano, e existem alguns catalogados pela medicina, como:

  • Atraso de fase: Isso acontece em pacientes que adormecem tarde, na madrugada, e depois não acordam cedo pela manhã. Pode acontecer com qualquer pessoa, mas é um transtorno quando dura mais de um mês.
  • Avanço de fase: ao contrário do anterior, o indivíduo tem um sonho imparável desde a tarde, o que o obriga a dormir. No entanto, no meio da noite ele acorda e não consegue mais adormecer.
  • Ritmo irregular: aqui é difícil determinar como o corpo se comporta. A irregularidade é que não existe um parâmetro que o relógio biológico siga para marcar as etapas. Um dia há atraso de fase e outro dia há avanço de fase. É classificado como um transtorno quando persiste por 3 meses.
Distúrbios do ciclo sono-vigília
Os distúrbios do ciclo sono-vigília são variados e alteram a qualidade de vida.
  • Jet lag : é a doença do viajante, conhecida como tal por pessoas que pegam um avião e atravessam diferentes fusos horários em poucas horas.
  • Trabalhador noturno: é o transtorno habitual de quem tem empregos com turnos noturnos rotativos, como vigias noturnos ou enfermeiros.
  • Hipernictameral: neste caso, o ritmo circadiano de vigília-sono dura mais de 24 horas, e cada vez é mais extenso. Na prática, o paciente costuma adicionar horas de sono a cada dia, até dormir quase um dia inteiro.

Descanse bem para ficar bem acordado

O ciclo vigília-sono é a forma como o nosso corpo funciona corretamente. Um bom descanso é fundamental para um período de vigília saudável. Por outro lado, ficar bem acordado  leva a uma agradável noite de sono.

This might interest you...
Dormir com o ventilador ligado: vantagens e desvantagens
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Dormir com o ventilador ligado: vantagens e desvantagens

Você sabia que dormir com o ventilador ligado pode ressecar a pele? Confira outros inconvenientes e benefícios de usá-lo à noite.



  • Bjorvatn B, Pallesen S. A practical approach to circadian rhythm sleep disorders. Sleep Med Rev 2009 Feb;13(1):47-60.
  • Franco-Pérez, Javier, et al. “Principales neurotransmisores involucrados en la regulación del ciclo sueño-vigilia.” Revista de investigación clínica 64.2 (2012): 182-191.
  • Hodelín Tablada, Ricardo, C. Machado Curbelo, and D. Fuentes Pelier. “Sobre la vigilia y el sueño.” Rev Neurol 51.12 (2010): 766-7.
  • Torres, Jhan Sebastian Saavedra, et al. “Ritmo circadiano: el reloj maestro. Alteraciones que comprometen el estado de sueño y vigilia en el área de la salud.” Morfolia 5.3 (2013).