Feridas do passado: não as deixe avançar e supere-as

· 7 de setembro de 2018
As feridas do passado podem ser aquelas que nos impedem de viver plenamente o presente e de sermos realmente felizes, por isso precisamos aprender a virar a página

A vida é composta de ciclos de altos e baixos. É como se vivêssemos em uma montanha-russa com vontade própria que, sem lógica, nos leva ao céu e, no dia seguinte, ao inferno. Não podemos escolher como os outros nos tratam. Nesta interação social, os conflitos e as feridas são inevitáveis. Em nossa mão está o fato de não deixar as feridas do passado avançarem.

Neste artigo vamos propor algumas reflexões para superar os traumas guardados. De fato, a caminhada nessa vida é individual e apenas você tem as soluções. Precisamos aprender a liberar o fardo e aliviar nossa carga emocional. Talvez seja a hora de cicatrizar as feridas do passado para sermos felizes.

Conheça a si mesmo

Não podemos tomar um medicamento se não conhecermos a doença de antemão. Devemos estar conscientes das coisas que nos deixam infelizes. Portanto, precisamos tentar identificar as feridas do passado que nos impedem de seguir nosso caminho normalmente.

Para fazer isso, devemos ser corajosos e encarar nossos medos, traumas e fraquezas.

Nós devemos conhecer nossa dor. Vê-la de frente e não a aumentar. Aceite que você não pode fazer nada para voltar no tempo e mudar esse capítulo de sua vida. Ter uma visão crítica e objetiva de nós mesmos nos proporcionará uma dose de realidade.

Além disso, devemos ter em mente que a dor tende a se ampliar com o tempo em nossa memória.

Recomendamos ler: Perdoe, solte e feche o passado

As feridas do passado nos impedem de socializar

A experiência é o melhor professor

Embora pareça irônico ou mesmo ofensivo, as feridas do passado podem nos fazer aprender. Ninguém nasce sabendo de tudo. Algumas situações dolorosas podem nos tornar pessoas mais fortes e corajosas. Portanto, a ideia é tentar mudar o foco de nossa dor, até que possamos assimilá-la e tirar proveito das adversidades.

A experiência nos molda como pessoas. Melhora nosso caráter. Ela nos permite ficar conscientes do que queremos e do que não queremos. Desta forma, passo a passo, em cada experiência há uma lição que podemos extrair para a vida.

Assim, a própria rotina se torna uma escola cheia de esforço, suor e força diante das dificuldades.

Inteligência emocional

Por que somos capazes de chorar diversas vezes pela mesma ferida do passado? A chave é que devemos desenvolver nossa inteligência emocional. Aprenda a ver as coisas com perspectiva e, acima de tudo, aprenda a perdoar. Os outros e a si mesmo.

Com inteligência emocional, descobrimos a como lidar com as emoções. Na verdade, aprendemos a superar obstáculos em nossos pensamentos e sentimentos. Nossos monstros internos só se alimentam se nós os alimentarmos. Não permita que eles avancem.

Não deixe o pensamento negativo correr solto e machucá-lo por dentro. Em resumo, tente controlar suas emoções e não permita que uma lembrança de dor se apodere de você e sua felicidade.

Um novo termo: a resiliência

A resiliência é definida como a capacidade das pessoas para superar as situações traumáticas ou adversas. Seja individual ou coletivamente, é um grande desafio enfrentar uma ferida do passado.

A luta interna contra a dor é um exercício de inteligência, honestidade, superação e resignação em situações que não podemos mudar. No entanto, para avançar, é necessário parar com a autopiedade, tornar as coisas menos importantes e aprender a seguir o seu caminho.

O ressentimento é um cadáver que custa para ser enterrado

Viver com a sensação de que alguém nos deve alguma coisa só piora as coisas. ressentimento nos impede de nos livrarmos do passado. É como beber veneno e esperar que o outro morra. O fardo emocional dos erros do passado, sejam eles próprios ou dos outros, só serve para nos queimar por dentro.

Devemos ser corajosos, saciar a sede de vingança e, com calma, trazer paz e equilíbrio para as nossas vidas. O ato de perdoar não é fácil, mas libera muitas frustrações. Desbloqueie o coágulo de ressentimentos que está impedindo a cura total de suas feridas passadas.

Confira esses Conselhos para curar feridas do passado

As feridas do passado afetam o relacionamento

Dicas para superar as feridas do passado

  • Faça alguma atividade física quando os pensamentos ruins surgirem, pois ajuda a gastar energia e canalizá-la.
  • Aprenda a viver com alegria.
  • Não tenha medo de conhecer novas pessoas.
  • Faça cursos e atividades construtivas.
  • Descubra novas habilidades e talentos ocultos em você mesmo.
  • Desenvolva sua criatividade.
  • Tente ajudar outras pessoas de maneira altruísta.
  • Tente se alimentar de uma maneira equilibrada.
  • Seja feliz.