Conselhos para curar feridas do passado

· 2 de janeiro de 2018
Para curar as feridas do passado é necessário parar com a autopiedade, não pensar constantemente sobre o que aconteceu, distrair-se com atividades agradáveis e concentrar sua mente no futuro.

Pensar sobre o que aconteceu, muitas vezes, não nos permite aproveitar o presente, e muito menos olhar para o futuro. Portanto, é essencial aprender a curar feridas do passado. As marcas mais profundas são gravadas “em chamas”, mas temos a habilidade de superá-las. Descubra como neste artigo.

Curar feridas do passado para eliminar a dor

Em algum momento da vida, todos experimentamos uma dor emocional imensa e impossível de explicar. Dói muito e parece que nada e ninguém pode nos ajudar. No entanto, a forma como agimos diante dessa marca deixada pela situação difícil é crucial.

Isso significa que está em nossas mãos superar o que nos machuca, curar feridas do passado e seguir em frente. É comum culpar os outros pelo o que nos acontece. Nós não assumimos nossa parte da responsabilidade de determinada situação e queremos que o outro se desculpe.

Claro que seus sentimentos são genuínos e muito fortes, mas você deve fazer algo a respeito: acumular ódio, ressentimento e dor não é saudável para você (e nem para os outros). Se você se apegar demais ao passado, vai reviver essa situação angustiante repetidas vezes. E se sua mente estiver focada nesses pensamentos, não poderá ter experiências novas, reconfortantes ou curadoras.

Por esse motivo, aprender a curar feridas do passado é essencial. Esqueça essa situação que o deixou devastado, deprimido ou imobilizado. Atravesse a fase de luto e não dê mais importância do que a situação realmente merece. É preciso olhar para o futuro!

Conselhos para curar feridas do passado

Os fatos dolorosos nos deixam marcas muito profundas. É verdade que todos precisam passar por diferentes estágios para superá-los, mas há muitas pessoas que se apegam a esses sentimentos negativos.

É hora de deixar para trás tudo o que nos machuca. Você deve olhar para o futuro para poder curar as feridas do passado. Não se esqueça de que, enquanto o trauma ainda estiver presente, qualquer coisa fará com que o mesmo venha à tona e evitará que você seja feliz .

1. Compreenda a situação

Mulher segurando agulha e fio

Você pode ter sofrido ou ter sido abandonado. Isso o levou à posição atual. Compreender a situação não significa pensar repetidamente no que aconteceu; isso significa analisar o que aconteceu e saber, por exemplo, o que você pensa sobre isso, por que se sente desse jeito, e como pode finalmente seguir em frente. Olhe para tudo como se não estivesse acontecendo com você: o que diria a alguém que estivesse passando pela mesma situação?

2. Aceite que foi necessário

Em algum momento, as decisões ou atitudes que você tomou ajudaram você a sobreviver em uma situação horrível. Você se protegeu como qualquer outra pessoa faria, mas chegou a hora de mudar a abordagem. Você não precisa mais de autopiedade ou pena. É hora de modificar o ângulo do problema. Você é mais forte do que pensa.

3. Não resista aos seus pensamentos

Mulher com flores

Um dos ensinamentos que são oferecidos na meditação é que quando um pensamento aparece, devemos “soprá-lo” para dispersá-lo, assim como aconteceria com uma nuvem que se move com o vento. Se você lutar contra ele, ele se tornará mais forte e mais persistente. Por exemplo, tente não pensar em uma maçã. Você vai passar o dia todo pensando nessa fruta! A mente pode brincar com a gente.

Portanto, na próxima vez que esses pensamentos ou sentimentos relacionados a uma ferida passada aparecerem, a melhor coisa que você pode fazer é focar em outra coisa. Substitua o sofrimento pela motivação. Não fique em casa lembrando do ontem. Viva o hoje e pense no futuro.

4. Faça algo que você gosta

É verdade que, quando estamos deprimidos ou angustiados, não temos coragem de fazer nada. Nós preferimos passar o fim de semana inteiro na cama assistindo filmes românticos, ouvindo música triste ou chorando enquanto remexemos nas memórias.

É importante que, quando você se sentir mal, faça algo que mude esse sentimento. Comece com algo pequeno, como assistir a vídeos engraçados para renovar as energias e sair da cama. Aproveite a oportunidade para passear com seu animal de estimação, tomar um banho de banheira ou preparar um delicioso almoço. Às vezes, limpar ou arrumar a casa ajuda a limpar a mente.

Leia também: Qual é o efeito da música em nosso humor?

5. Deixe o calendário de lado

Calendário anual

Às vezes nos sentimos mais tristes do que o habitual em uma data específica. Pode ser o dia em que você terminou um relacionamento ou um membro da família morreu. Esses aniversários dolorosos têm que nos encontrar com a maior motivação possível. Organize para esse dia algo agradável, que faça você se sentir bem.

Por exemplo, você pode fazer uma viagem para um lugar que nunca visitou, ir ao salão de beleza, encontrar aqueles amigos que sempre fazem você rir. Não se sinta culpado por continuar com sua vida: você tem o direito de ser feliz.

6. Aprenda

O último passo para curar as feridas do passado é pensar sobre as lições aprendidas, que certamente o tornaram mais sábio, mais forte, mais poderoso ou mais ousado. Na próxima vez que você tiver que passar por algo ruim ou deprimente, terá as ferramentas certas para superar da melhor maneira.