Decálogo para desintoxicar o corpo com dieta

3 de dezembro de 2019
Para desintoxicar o corpo com a dieta, basta fazer melhores escolhas alimentares. Compartilhamos detalhadamente as melhores dicas.

Existem muitas maneiras de desintoxicar o corpo com dieta sem a necessidade de adotar regimes estritos ou hipocalóricos. Embora alguns programas de “desintoxicação” sejam aceitos para estimular esse processo, em geral, é possível seguir diretrizes simples para melhorar a alimentação.

Como estamos expostos de várias maneiras a fontes de toxinas, é importante garantir um suprimento adequado de antioxidantes e nutrientes. Além disso, vale a pena tentar alguns métodos de depuração que facilitam as funções dos órgãos excretores.

Isso não apenas reduz a carga do sistema digestivo, mas também limpa o sangue e previne doenças. Aliás, está recomendado para emagrecer, uma vez que remove esses “obstáculos” que retardam o funcionamento do metabolismo. Mas, o que devemos ter em conta?

Importância de desintoxicar o corpo com dieta

Consumir frutas para desintoxicar o corpo com dieta

Limpar nosso corpo de toxinas pode nos trazer benefícios importantes.

Os órgãos excretores do organismo, como o fígado e os rins, trabalham constantemente para eliminar as toxinas presentes no sangue. No entanto, devido ao estilo de vida sedentário e à má alimentação, seus processos nem sempre ocorrem de maneira ideal.

Como resultado, ocorrem falhas no funcionamento desses órgãos que, por sua vez, desencadeiam uma série de sintomas e doenças. De fato, muitas das doenças comuns da maioria das pessoas têm sua origem nessa situação e melhoram com a depuração.

Portanto, desintoxicar o corpo com dieta é um hábito para cuidar da saúde e inibir a ação de toxinas. É recomendado depois de comer em excesso ou quando sentimos desconforto, como:

O que inclui um decálogo para desintoxicar o corpo com dieta?

Não devemos fazer mudanças repentinas para desintoxicar o corpo com dieta. De fato, trata-se de adotar hábitos alimentares saudáveis ​​que também fortalecem as defesas e ajudam a perder peso. Vamos ver um decálogo simples que o resume.

1. Aumentar o consumo de verduras

Devemos incluir verduras na alimentação

Incluir vegetais em nossa dieta é essencial para purificar nosso corpo.

Legumes frescos, principalmente quando consumidos crus, fornecem altas doses de antioxidantes, vitaminas e minerais. Graças a isso, sua assimilação no corpo melhora o funcionamento do fígado e ajuda a eliminar toxinas. Alguns recomendados são:

  • Couve
  • Acelga
  • Espinafre
  • Tomate
  • Cebola e Alho
  • Espargos
  • Alcachofras

2. Coma 5 porções de frutas

Frutas compostas de antioxidantes, fibras alimentares e água são excelentes para desintoxicar o corpo com a dieta. Além disso, ao facilitar o processo de digestão, ajudam a decompor os resíduos que interferem na saúde. O ideal é consumir de 3 a 5 porções ao longo do dia. Para isso, você pode escolher alternativas como:

  • Melão
  • Abacaxi
  • Maçã
  • Pera
  • Uvas
  • Melancia
  • Ameixas
  • Frutas vermelhas.

3. Evite alimentos processados

Devemos evitar alimentos processados

Em qualquer plano para desintoxicar o corpo com dieta, é essencial eliminar todos os alimentos processados ​​que afetam a saúde. Embora sejam apetitosos e representem uma maneira “rápida” de se alimentar, eles contêm muitas gorduras e toxinas.

Alguns exemplos de processados ​​são: embutidos, como salsichas e linguiças, fast food e salgadinhos. No entanto, produtos industrializados com farinhas e açúcares refinados também estão incluídos.

Leia também: O fato de pular o jantar ajuda a perder peso?

4. Coma cereais integrais

Muitas dietas sugerem evitar cereais porque são uma fonte significativa de carboidratos. No entanto, esses alimentos são muito importantes na dieta e representam uma importante fonte de energia. A questão é escolher os integrais sobre os refinados.

5. Adicione proteína

Proteínas para ajudar a desintoxicar o corpo com dieta

Alimentos ricos em proteínas são essenciais para manter a massa muscular em perfeitas condições. Portanto, sua inclusão na dieta permite desintoxicar sem produzir descompensações. Você pode escolher opções leves, como peixe, legumes e ovos.

6. Coma lanches saudáveis

Na hora de desintoxicar o corpo com dieta, evite os lanches que “acalmam” a fome entre as refeições. Embora sejam recomendados para manter um bom nível de energia, não devem ser ingeridos de forma alguma.

Planejar os lanchinhos com antecedência impede o consumo de frituras ou fast food. Então, em vez disso, você pode comer palitos de legumes, frutos secos ou iogurte natural.

7. Beba bastante água

A água é o líquido essencial nos planos para purificar o organismo. Como grande parte do corpo é composta de água, ela participa das principais funções da desintoxicação. Além disso, ajuda a garantir uma boa digestão e combate o excesso de peso.

Descubra: 7 maneiras de beber mais água

8. Prepare infusões

Infusões para desintoxicar

Algumas ervas e especiarias contêm antioxidantes e óleos essenciais que inibem os efeitos das toxinas nos tecidos. Por esse motivo, preparar infusões para adicionar à dieta é uma boa opção para desintoxicação. Algumas opções são, por exemplo:

  • Menta
  • Gengibre
  • Canela
  • Alcachofra
  • Pimenta caiena

9. Evite bebidas alcoólicas

A ingestão excessiva de bebidas alcoólicas afeta o funcionamento do fígado e aumenta a concentração de toxinas no sangue. É essencial portanto, evitá-las ao máximo, especialmente ao seguir um plano para desintoxicar.

10. Prepare caldo purificador

Os caldos contendo vegetais e especiarias favorecem a desintoxicação. Destacam-se principalmente, por sua capacidade de reduzir a carga digestiva em troca de muito poucas calorias. Além disso, são muito saciantes e ajudam a repor líquidos e sais minerais.

Você sente que precisa de uma desintoxicação? Sendo assim, não hesite em seguir estas dicas, porque são medidas simples que sugerem melhorar a dieta para eliminar essa carga de toxinas.

  • Canicoba, M., Domínguez, N., Gutiérrez, S. C., & De Alimentación, D. (2014). Nutrición en las enfermedades hepáticas crónicas. Nutr Clin Med Nutrición Nutr Clin Med. https://doi.org/10.7400/NCM.2014.08.3.5023
  • Garcia, C., Lourdes, P., & Cano, B. (2006). Artículo de revisión Fisiología del higado. Med Int.
  • National Kidney Foundation. (2002). K/DOQI clinical practice guidelines for chronic kidney disease: evaluation, classification, and stratification. American Journal of Kidney Diseases : The Official Journal of the National Kidney Foundation. https://doi.org/10.1634/theoncologist.2011-S2-45
  • OWL. (2015). Enfermedades del higado. https://doi.org/10.1007/s10035-012-0389-1
  • Porter, L. K. (2012). El Alcohol y el Hígado. HCSP. https://doi.org/10.1016/j.buildenv.2011.12.018Riella, M. C., & Martins, C. (2003). Nutricion y riñon. Nutrición y riñón.
  • Sorensen, M. D., Hsi, R. S., Chi, T., Shara, N., Wactawski-Wende, J., Kahn, A. J., … Stoller, M. L. (2014). Dietary intake of fiber, fruit and vegetables decreases the risk of incident kidney stones in women: A women’s health initiative report. Journal of Urology. https://doi.org/10.1016/j.juro.2014.05.086