Qual é o peso para o qual devemos programar a dieta

3 de fevereiro de 2019
Você é daqueles que perseguem o peso certo? Ao programar sua dieta com objetivos reais, você receberá benefícios físicos e emocionais.

Sem dúvida, atingir o peso adequado é o desejo de muitas pessoas e a razão pela qual muitos começam a programar a dieta. No entanto, alguns indivíduos associam seu peso ideal a uma mera tendência de beleza física e não à necessidade ter um estilo de vida mais saudável.

Assim, planejar a dieta para um peso adequado é uma tarefa que requer honestidade. Para isso, você deve investigar e se informar sobre qual é o peso saudável que deve alcançar, além do aspecto físico. É um aspecto que influencia em sua saúde e que prevenirá muitas doenças.

Os extremos são ruins

Certamente, quando falamos em peso adequado, nos referimos a um conceito que não tem nada a ver com os testes padrões de beleza ou com os cânones estéticos. Em vez disso, falamos do peso corporal que você deve ter para reduzir os riscos de desenvolver ou sofrer de algumas doenças.

Sabemos, como relatou a Organização Mundial de Saúde, que as pessoas que estão acima do peso aumentam suas chances de reduzir sua expectativa de vida por desenvolverem doenças. Problemas cardiovasculares, hipertensão, diabetes, câncer e apneia do sono são apenas alguns exemplos.

Ao programar a dieta faça testes de sangue

No entanto, que têm um peso menor do que o normal também não escapa desta possibilidade. A taxa de mortalidade nesse grupo de pessoas também é muito alta. O baixo peso pode ser um sinal de certas desordens, como bulimia, anorexia, câncer ou AIDS.

Qual é o seu peso adequado?

Anabel Aragón, chefe de nutrição e saúde da empresa Nestlé, explicou para a seção de saúde da Agência EFE que o peso saudável é definido pela faixa de peso ótima que reduz as possibilidades de desenvolver doenças tais como diabetes, hipertensão, artrite, colesterol alto, etc.

Logo, nesta etapa, é essencial determinar qual é o seu Índice de Massa Corporal (IMC). Este termo indica a medida que permitirá que você descubra se você está dentro dos valores saudáveis ou não.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) indica que o IMC ajuda a diagnosticar se um indivíduo está abaixo do peso, com sobrepeso ou com obesidade. Para calcular o IMC existe uma fórmula simples, só precisamos saber nossa altura e peso.

Em conclusão, só é preciso dividir o peso em quilos, pela altura elevada ao quadrado, em metros. Ou seja: IMC = peso (Kg) ÷ altura² (m).

Talvez te interesse ler: Como combater a obesidade?

Faixas de IMC

A OMS propôs a seguinte escala para definir o quão saudável estamos de acordo com o IMC:

  • Baixo peso = menor do que 18,5 kg/m ².
  • Peso normal = entre 18,5 e 24,9 kg / m².
  • Excesso de peso = entre 25 e 29,9 kg / m².
  • Grau de obesidade 1 = entre 30 e 34,9 kg / m²
  • Grau de obesidade 2 = entre 35 e 39,9 kg / m².
  • Terceiro grau de obesidade ou obesidade mórbida = maior que 40 kg / m ².
Ao programar a dieta se pese antes

Segundo essas categorias, você está com um peso adequado quando o seu IMC está entre os valores de 18,5 e 24,9 kg / m². Isto significa que os indicadores que estão localizados acima ou abaixo estão associados com maior risco de sofrer complicações de saúde.

Aragón esclareceu que estes dados são aplicáveis apenas para pessoas com idade entre 20 e 65 anos. Crianças, mulheres grávidas, mães e pessoas que pratiquem esportes de alta competição não entram nesta escala.

Quilocalorias recomendadas para programar sua dieta

A partir desta fórmula do IMC, você pode planejar sua dieta para obter um peso adequado. Dito isso, lembre-se que as calorias são definidas como unidades de medida que permitem identificar a energia que os alimentos oferecem.

Anabel Aragón diz que as mulheres não devem passar das 2.000 calorias por dia, enquanto os homens devem consumir 2.500 diariamente. Indicou que esses valores variam de acordo com as características de cada indivíduo.

Por outro lado, esclareceu que os atletas devem ter um consumo maior de energia. Possivelmente entre 15% e 30%. Seja como for, é importante que as pessoas tenham o aconselhamento de um profissional que lhes ajudará a preparar um plano de acordo com as características do seu corpo.

Leia também: Conheça a lista de frutas mais recomendadas para a sua dieta

Leia os rótulos para controlar o consumo de energia

Finalmente, o especialista recomendou ler os rótulos dos recipientes. Para saber a contribuição de cada alimento aconselhou que “olhemos muito bem a informação nutricional dos rótulos”.

Ao programar a dieta leia os rótulos

Os rótulos indicam as quantidades de calorias que um produto insere na dieta para cada unidade, porção ou a cada 100 gramas de consumo. Talvez em muitas ocasiões essa informação não seja clara, por isso ela advertiu o seguinte:

  • As frutas, legumes, verduras e vegetais fornecem poucas calorias porque são compostos de grandes quantidades de água.
  • As gorduras e óleos somam entre eles o dobro das calorias que os carboidratos e proteínas oferecem à dieta.

Lembre-se de que ter um peso adequado permitirá que você conserve sua saúde e prolongue sua expectativa de vida. A partir do seu IMC, programe sua dieta para alcançar o peso certo.

No entanto, leve em conta que neste caminho existem outras dicas que vão além da alimentação. Atingir um peso adequado também requer um exercício e um descanso adequados. Em caso de dúvida, consulte um especialista nesta área.