Celecoxibe: tudo que você precisa saber

24 Setembro, 2020
O celecoxibe tem efeitos anti-inflamatórios e analgésicos semelhantes aos AINEs não seletivos; no entanto, provoca menos lesões gástricas agudas.

O celecoxibe é um medicamento que pertence ao grupo de inibidores seletivos da COX-2. Tem efeitos anti-inflamatórios e analgésicos semelhantes aos AINEs não seletivos; no entanto, provoca menos lesões gástricas agudas.

O celecoxibe é prescrito para aliviar a dor, inflamação e rigidez causada por doenças nas articulações. Essas doenças são artrite, artrite reumatoide e espondilite anquilosante.

Também é usado no tratamento da artrite reumatoide juvenil. O celecoxibe também pode ser usado para tratar períodos menstruais dolorosos e até para aliviar outros tipos de dor a curto prazo, como a de cirurgias e de outros procedimentos médicos ou odontológicos.

Como o celecoxibe deve ser administrado?

Senhora com artrite nas mãos

Este medicamento é encontrado em forma de cápsulas para administração oral. Geralmente, é tomado uma ou duas vezes por dia e pode ser ingerido com ou sem alimentos.

Para não se esquecer de tomar o celecoxibe, tente tomá-lo aproximadamente nos mesmos horários todos os dias. Não aumente ou diminua a dose, nem a tome com mais frequência do que a indicada pelo seu médico.

Caso não consiga engolir as cápsulas ou se o tratamento for para uma criança, você pode abrir a cápsula e distribuir o conteúdo em alguns alimentos para, então, engolir com mais facilidade.

Uma vez que o risco cardiovascular do celecoxibe pode aumentar com a dose e a duração do tratamento, deve ser utilizada a dose diária eficaz mais baixa. Além disso, a duração do tratamento deve ser a mais curta possível.

Periodicamente, a resposta ao tratamento deve ser reavaliada, principalmente em pacientes com osteoartrite, para avaliar sua eficácia e segurança.

Leia também: 4 hábitos para lidar com a dor causada pela artrite reumatoide

Dose dependendo da doença a ser tratada

Para o tratamento da osteoartritea dose diária recomendada é de 200 mg uma vez ao dia ou em duas doses. Em alguns pacientes, a dose pode ser aumentada para 200 mg duas vezes ao dia para aumentar a eficácia. Se após 2 semanas nenhum aumento no benefício terapêutico for observado, outras alternativas de tratamento devem ser consideradas.

A dose diária inicial recomendada de celecoxibe para o tratamento da artrite reumatoide é de 200 mg, administrada em duas doses. Como no caso da osteoartrite, se necessário, a dose pode ser aumentada para 200 mg duas vezes ao dia.

No entanto, se após 2 semanas não for observado maior benefício terapêutico, outras alternativas devem ser consideradas. A dose diária máxima recomendada é de 400 mg para ambas as indicações.

Contraindicações do celecoxibe

Artrite e envelhecimento

O uso deste medicamento é contraindicado em casos de hipersensibilidade à substância ativa, a qualquer um dos excipientes e a sulfonamidas.

Também é contraindicado em caso de úlcera péptica ativa ou sangramento gastrointestinal. Pacientes que tiveram asma, rinite aguda, edema, urticária ou outras reações alérgicas após tomar ácido acetilsalicílico ou outros anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) também não devem consumi-lo.

O celecoxibe é contraindicado durante a gravidez, e também para mulheres que desejam engravidar. Embora o risco potencial de causar malformações durante a gravidez seja desconhecido, ele não pode ser excluído.

Da mesma forma, é contraindicado em pacientes com doenças como disfunção hepática grave, distúrbios renais, doença inflamatória intestinal, insuficiência cardíaca congestiva, doença arterial periférica e/ou doença cerebrovascular estabelecida.

Possíveis efeitos colaterais do celecoxibe

Mecanisom de ação do celecoxibe

Como todos os medicamentos, o celecoxibe pode ter efeitos colaterais. Dependendo da frequência estimada do surgimento das reações adversas, elas são classificadas da seguinte forma:

Frequentes

  • Dor de estômago, diarreia e gases.
  • Tontura e insônia.
  • Congestão nasal, sinusite e faringite.
  • Retenção de líquidos com edema.
  • Erupção cutânea.

Pouco frequentes

  • Ansiedade, depressão, cansaço, visão turva, rigidez muscular e sensação de formigamento.
  • Anemia, problemas renais ou hepáticos.
  • Pressão alta ou aumento da mesma, palpitações.
  • Infecções urinárias e bucais.
  • Reações cutâneas, como urticária.

Efeitos colaterais raros

Esta seção inclui efeitos adversos como úlceras digestivas e sangramento, perfuração intestinal, inflamação do esôfago e dificuldades para engolir. Também devemos citar a pancreatite aguda, colite, confusão, alucinações, perda auditiva e meningite asséptica.

Lembre-se de consultar o seu médico ou farmacêutico se detectar algum destes sintomas.

Você também pode se interessar: 5 sucos naturais para aliviar as úlceras gástricas

Conclusão

Atualmente, apesar dos diferentes efeitos colaterais do celecoxibe, este medicamento é prescrito em alguns casos. Isso ocorre porque os benefícios de tomar celecoxibe superam os seus riscos.

  • Puljak, L., Marin, A., Vrdoljak, D., Markotic, F., Utrobicic, A., & Tugwell, P. (2017). Celecoxib for osteoarthritis. Cochrane Database of Systematic Reviews. https://doi.org/10.1002/14651858.CD009865.pub2

  • Steinbach, G., Lynch, P. M., Phillips, R. K. S., Wallace, M. H., Hawk, E., Gordon, G. B., … Kelloff, G. (2002). The Effect of Celecoxib, a Cyclooxygenase-2 Inhibitor, in Familial Adenomatous Polyposis. New England Journal of Medicine. https://doi.org/10.1056/nejm200006293422603

  • Singh, G., Fort, J. G., Goldstein, J. L., Levy, R. A., Hanrahan, P. S., Bello, A. E., … Triadafilopoulos, G. (2006). Celecoxib versus naproxen and diclofenac in osteoarthritis patients: SUCCESS-I study. American Journal of Medicine. https://doi.org/10.1016/j.amjmed.2005.09.054