10 formas de reduzir a dor da menstruação

6 de abril de 2020
Para ter uma menstruação menos dolorosa e desconfortável, é importante prestar mais atenção nos produtos de higiene íntima que você usa e melhorar o seu estilo de vida. Falaremos mais a respeito a seguir.

Um grande número de mulheres costuma sentir dor e desconforto durante o período menstrual. Além das típicas cólicas menstruais, existem pessoas que apresentam irritação na região íntima, queimação, coceira e, em alguns casos, infecções. Felizmente, há diferentes maneiras de reduzir a dor da menstruação.

Você sabia que pode estar ignorando algumas das causas desse desconforto? A seguir, vamos falar mais sobre isso e, é claro, detalhar o que você pode fazer para melhorar a situação.

Como reduzir a dor da menstruação

Existem muitos fatores relacionados aos desconfortos típicos do período menstrual. Alguns, como a atividade hormonal e a presença de certas doenças, estão fora do nosso controle. No entanto, outros têm a ver com os hábitos e cuidados que temos durante esses dias e, portanto, há muito que podemos fazer para buscar alívio.

1. Aposte em produtos de higiene íntima saudáveis

Atualmente, existe uma grande variedade de produtos de higiene íntima que permitem lidar com a menstruação com mais conforto.

Muitos dos produtos convencionais, como absorventes, protetores diários e tampões, são fabricados com plástico, algodão convencional (pulverizado com pesticidas) e produtos químicos que não respeitam a microbiota vaginal.

A grande desvantagem é que essas características favorecem o acúmulo de suor, bactérias e resíduos que, posteriormente, criam um mau cheiro. Eles também causam irritação, coceira e outros desconfortos. Além disso, o contato frequente com essas substâncias, dentre as quais se encontra o glifosato, é considerado um fator de risco para doenças como a endometriose e a infertilidade.

Felizmente, existem alternativas saudáveis, como os produtos Natracare, elaborados com ingredientes naturais e ecológicos, como algodão orgânico, polpa de madeira e amido vegetal. Trata-se de uma linha completa de absorventes higiênicos, protetores diários e tampões de algodão orgânico que, além de tudo, são respiráveis e sem perfume ou corantes.

Entre outras coisas, vale ressaltar que esta é uma das linhas de produtos de higiene íntima com as melhores referências do mercado. Aquelas que os experimentaram afirmam que seu uso interrompe a coceira, a queimação e até as cólicas menstruais. Ainda que estes sejam sintomas ocasionais, vale a pena dar-lhes a oportunidade para comprovar esses benefícios.

Absorventes para a menstruação

2. Certifique-se de usar algodão orgânico

É importante destacar, de maneira especial, a importância do algodão orgânico. Geralmente usamos produtos convencionais sem saber do que são feitos. Por isso, não temos consciência da sua relação com ardência vaginal, irritação e outros desconfortos típicos da menstruação.

Além do impacto ambiental que gera, o tipo de algodão que costuma estar presente nos itens de higiene feminina compromete o bem-estar. Seu cultivo foi listado como um dos menos sustentáveis do mundo, pois utiliza mais inseticidas e pesticidas do que qualquer outro. Os produtos fabricados com algodão orgânico, como os da Natracare, são livres desses elementos.

Um estudo realizado em 2015 por pesquisadores da Faculdade de Ciências Exatas da Universidad Nacional de La Plata constatou que 85% dos tampões convencionais analisados continham glifosato. Este composto químico tóxico está presente no herbicida da Monsanto chamado Roundup, que geralmente é usado em lavouras de algodão convencionais em todo o mundo. Existem evidências que associam a exposição a esse composto químico a problemas reprodutivos e doenças.

Leia também: Remédios para cólicas menstruais

3. Fique longe de produtos químicos agressivos

A vagina é uma das regiões mais delicadas de todo o corpo. Apesar de possuir uma microbiota que a protege de agentes infecciosos, ela não possui um processo para decompor ou eliminar compostos químicos que entram em contato com ela quando usamos determinados produtos. No caso de itens de higiene íntima, como absorventes e tampões, foram reconhecidos 5 ingredientes tóxicos:

  • Plástico: um elemento que, além de ser poluente, aumenta o suor, favorecendo o aparecimento de maus odores, irritações e infecções.
  • Dioxinas: é um produto químico resultante do processo de branqueamento do algodão com cloro. A exposição a essa substância tem sido associada a problemas hormonais e danos reprodutivos, conforme detalhado por um relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS).
  • Polímeros super absorventes (PSA): são derivados de petróleo que podem causar irritação e maus odores.
  • Pesticidas: um produto químico tóxico que costuma ser usado em lavouras de algodão.
  • Corantes: seu uso é desnecessário e pode causar alterações da microbiota vaginal, resultando em irritações e aumento do risco de infecção.

Então, como podemos evitar esses produtos químicos para ter uma menstruação menos dolorosa e desconfortável? É, simplesmente, uma questão de saber escolher. Atualmente, existem muitas opções para cuidar da região íntima no período menstrual. Muitos ginecologistas recomendam os produtos Natracare para mulheres que sofrem de alergias, irritação, dor e coceira durante a menstruação.

4. Melhore a sua alimentação

Passando para outro tema muito importante quando se trata de reduzir a dor durante a menstruação, é essencial fazer alguns ajustes na alimentação. De acordo com um estudo publicado na revista médica Obstetrics and Gynecology, uma dieta rica em vegetais e com pouca gordura pode reduzir a intensidade da dismenorreia (dor da menstruação) e a duração dos sintomas pré-menstruais.

Mulher comendo salada

5. Experimente a terapia de calor

A terapia de calor vem sendo usada há muitos anos como um coadjuvante para ter uma menstruação menos dolorosa. Uma pesquisa publicada na Evidence-Based Nursing descobriu que o calor aplicado topicamente (compressas) era tão eficaz quanto o ibuprofeno para aliviar as cólicas menstruais. Além disso, também reduz o inchaço e favorece o relaxamento.

6. Consuma uma infusão anti-inflamatória para reduzir a dor da menstruação

Outra opção terapêutica de origem natural contra as alterações próprias da menstruação são as infusões anti-inflamatórias. Uma revisão do Iranian Journal of Pharmaceutical Research determinou que a fitoterapia é promissora para aliviar a dismenorreia primária. Algumas opções incluem camomila, gengibre, canela, hortelã.

Não perca: 5 bebidas quentes para aliviar a dor menstrual

7. Faça exercícios físicos regularmente

O exercício físico é recomendável durante todo o ciclo menstrual. Tanto os esportes quanto outras formas de atividade física favorecem a liberação de endorfinas, conhecidas como hormônios do bem-estar. Graças a isso, sua prática regular ajuda a ter uma menstruação menos dolorosa e, além disso, melhora o humor. Dedique pelo menos 20 minutos diariamente e mova o seu corpo.

8. Se você quiser reduzir a dor da menstruação, pratique técnicas de relaxamento

Dedicar um tempo para atividades prazerosas, meditar, fazer ioga ou praticar qualquer forma de relaxamento pode contribuir para o alívio de muitos dos desconfortos da menstruação. Isso não apenas afeta o humor, mas também ajuda a aliviar a dor e o desconforto na região íntima.

Fazer ioga para reduzir a dor da menstruação

9. Evite a automedicação

É verdade que muitos analgésicos que não precisam de prescrição podem ser úteis no alívio das cólicas menstruais. No entanto, não é aconselhável exceder o consumo e, na medida do possível, vale a pena perguntar ao profissional (médico ou farmacêutico) quais são as doses apropriadas. Quanto a outros sintomas, como irritação e coceira, também não é conveniente usar qualquer produto. É preciso descobrir qual é a origem para determinar um tratamento apropriado.

10. Consulte um ginecologista

É normal que, até certo ponto, a menstruação seja dolorosa e desconfortável. No entanto, se os sintomas forem graves e persistentes, é melhor consultar um ginecologista. Tanto as cólicas e a irritação quanto a ardência e os maus odores podem ter origem em condições que demandam um maior cuidado. Portanto, podem ser preciso fazer exames adicionais para descobrir o que está acontecendo.

Conclusão a respeito de como reduzir a dor da menstruação

Em resumo, para reduzir a dor da menstruação, vale a pena prestar mais atenção aos produtos de higiene íntima utilizados e optar por alternativas orgânicas, ecológicas e livres de qualquer substância irritante ou prejudicial. Também é importante rever seus hábitos de vida e consultar periodicamente o seu ginecologista.

  • Nicole W. A question for women’s health: chemicals in feminine hygiene products and personal lubricants. Environ Health Perspect. 2014;122(3):A70–A75. doi:10.1289/ehp.122-A70 
  • Fashemi B, Delaney ML, Onderdonk AB, Fichorova RN. Effects of feminine hygiene products on the vaginal mucosal biome. Microb Ecol Health Dis2013;24:10.3402/mehd.v24i0.19703. Published 2013 Feb 25. doi:10.3402/mehd.v24i0.19703 
  • Barnard, N. D., Scialli, A. R., Hurlock, D., & Bertron, P. (2000). Diet and sex-hormone binding globulin, dysmenorrhea, and premenstrual symptoms. Obstetrics and Gynecologyhttps://doi.org/10.1016/S0029-7844(99)00525-6 
  • Akin, M. D., Weingand, K. W., Hengehold, D. A., Goodale, M. B., Hinkle, R. T., & Smith, R. P. (2001). Continuous low-level topical heat in the treatment of dysmenorrhea. Obstetrics and Gynecologyhttps://doi.org/10.1016/S0029-7844(00)01163-7 
  • Safarzadeh, A., Zare, S., Yousefabadi, S. R., & Ghoreishinia, G. (2016). The relationship between Exercise and premenstrual syndrome. International Journal of Medical Research & Health Sciences. 
  • Jasuja, Veena. (2013). Relaxation Technique and Premenstual Syndrome: A Psychophysiological Study.. IOSR Journal of Dental and Medical Sciences. 8. 17-22. 10.9790/0853-0811722.