Calorias vazias: o que são e alimentos que as contêm

· 6 de fevereiro de 2019
Já escutou falar sobre as calorias vazias? Sabe o que são e como sabotam seus esforços para chegar ao peso ideal?

Se você não tiver cuidado, poderá estar incluindo calorias vazias em sua dieta e limitando os resultados de seus esforços. Para ajudar a evitá-las, falaremos sobre elas e os alimentos nos quais se encontram.

O que são as calorias vazias?

As calorias vazias são aquelas que não trazem nutrientes e, portanto, tampouco são consideradas alimento. O que obterá delas é energia que se não for gasta, rapidamente se converte em gordura que se acumula e te faz ganhar peso.

Calorias vazias

Um dos principais problemas é que os alimentos altos em calorias vazias costumam conter açúcares, corantes, gorduras saturadas e gorduras trans em altas quantidades. Por este motivo, não só não fornecem nada, também geram problemas de saúde.

A esta classe de calorias costumamos chamar de “SoFAS” por seus termos em inglês “Solid Fats and Added Sugars”. Se você é alguém que se preocupa com a saúde, certamente já saberá que estes ingredientes estão na lista de proibidos em uma dieta saudável.

Saiba mais: Cansaço emocional: como recuperar sua energia

Então, devemos evitar estas calorias por completo?

Depois de ler sobre os riscos que as calorias vazias trazem, surge a dúvida de se devemos manter o consumo delas no mínimo. A realidade é que o corpo requer estes elementos para funcionar corretamente.

Pense nas calorias como gasolina que move um carro. Se não enchermos o tanque, não chegaremos a nenhum lado. No entanto, devemos ser cuidados ao escolher alimentos que tragam calorias com nutrientes.

De acordo com o padrão aceito pela U.D. Food and Drug Administration (USDA), devemos consumir entre 120 e 125 calorias vazias por dia se formos uma mulher adulta e de 160 a 330 calorias vazias por dia se formos um homem adulto.

Os alimentos que contêm calorias vazias

Entre os alimentos que contêm uma maior quantidade de calorias pouco úteis e que deve evitar estão:

Cereais comerciais com açúcar

Ainda que deva incluir cereais em sua dieta diária para obter carboidratos, é recomendado evitar os industriais. Estes incluem os flocos de milho, as aveias instantâneas e os derivados de trigo.

Corantes têm calorias vazias

Mesmo que possam parecer muito saudáveis, costumam conter altas quantidades de açúcares. Caso seu estilo de vida requeira opções rápidas e esta te pareça a melhor, observe o rótulo.

Evite aqueles que contêm altas quantidades de açúcares, sódio e corantes por porção. O melhor seria consumir os ricos em fibras, ainda que o sabor não seja tão agradável.

Também recomendamos que leia: Calorias escondidas: sua salada não é sempre tão saudável

Refrigerantes e bebidas comerciais

Outro dos produtos que contém altas quantidades de calorias vazias são as bebidas comerciais. Aqui podemos contar as águas saborizadas, refrigerantes, cafés, chás e qualquer outra que esteja pronta para seu consumo.

Mesmo que os refrigerantes e bebidas que se anunciam como light contenham menos açúcar, seu nível de calorias segue sendo alto. Isso se deve ao fato de que para manter seu frescor, cor e sabor requerem adoçantes, sódio e outros químicos que não trazem benefício nenhum ao corpo.

Lanches fritos

Sabemos que ocasionalmente podemos ter o desejo de comer umas batatas fritas enquanto vemos uma série de televisão. Ou talvez, fomos ao cinema e não pudemos evitar as pipocas. No entanto, devemos saber que pela forma como estes alimentos são preparados trazem gorduras saturadas.

Pipoca tem calorias vazias

A melhor alternativa é preparar seus próprios lanches fritos em casa. Se você gosta de pipocas no cinema, procure com que seja a porção pequena e de forma ocasional. Para os chips em casa, melhor prepará-los frescos e assados. Desta forma controla o sal e evita as gorduras.

Pães

Tanto o pão doce como os pães de forma trazem uma grande quantidade calorias vazias que é melhor evitar. Sabemos que isso não é fácil, pois nem todos tem a chance de preparar seus próprios pães.

No entanto, recomendamos evitar os que são muito comerciais e tenham sido preparados com farinhas refinadas. Sempre que puder, escolha as opções integrais.

  • Klempel, M. C., Bhutani, S., Fitzgibbon, M., Freels, S., & Varady, K. A. (2010). Dietary and physical activity adaptations to alternate day modified fasting: implications for optimal weight loss. Nutrition Journal. https://doi.org/10.1186/1475-2891-9-35
  • Speakman, J. R., & Mitchell, S. E. (2011). Caloric restriction. Molecular Aspects of Medicine. https://doi.org/10.1016/j.mam.2011.07.001
  • Weigle, D. S., Breen, P. A., Matthys, C. C., Callahan, H. S., Meeuws, K. E., Burden, V. R., & Purnell, J. Q. (2005). A high-protein diet induces sustained reductions in appetite, ad libitum caloric intake, and body weight despite compensatory changes in diurnal plasma leptin and ghrelin concentrations. American Journal of Clinical Nutrition. https://doi.org/10.1016/j.colsurfb.2010.07.059
  • Chaput, J. P., Klingenberg, L., Rosenkilde, M., Gilbert, J. A., Tremblay, A., & Sjödin, A. (2011). Physical activity plays an important role in body weight regulation. Journal of Obesity. https://doi.org/10.1155/2011/360257