Mejor con Salud
 

Quais são os benefícios do sabugueiro apoiados por evidências científicas?

O sabugueiro é conhecido pela sua capacidade de fortalecer o sistema imunológico e facilitar o alívio da tosse, gripe e resfriado. Conheça todos os seus benefícios para a saúde a seguir.
Quais são os benefícios do sabugueiro apoiados por evidências científicas?

Última atualização: 09 Janeiro, 2021

Os benefícios do sabugueiro (Sambucus) estão bem documentados nos livros de medicina natural. De fato, eles têm sido objeto de interesse em várias pesquisas científicas, que endossaram alguns de seus usos associados à saúde. O que as evidências dizem?

Para começar, devemos saber que existem cerca de 30 tipos de árvores e plantas de sabugueiro no mundo. No entanto, a versão europeia (Sambucus nigra) é a mais popular em termos de aplicações medicinais. As flores, frutos e a casca da planta são usados.

Componentes benéficos do sabugueiro

Quando se trata de saúde, a parte do sabugueiro mais utilizada são as bagas negras. Elas se destacam pelo conteúdo de pigmentos orgânicos, taninos, carotenoides, aminoácidos, vitamina C e outros nutrientes cuja assimilação contribui para a prevenção de doenças.

Em particular, conforme detalhado em uma análise publicada no Journal of Functional Foods, o sabugueiro contém:

  • De 6 a 35 mg de vitamina C por cada 100 gramas, ou seja, até 60% da ingestão diária recomendada.
  • 7 gramas de fibra alimentar por cada 100 gramas.
  • Ácidos fenólicos.
  • Quercetina, Kaempferol e Isorhamnetina.
  • Antocianinas.

Benefícios do sabugueiro confirmados por evidências científicas

Hoje, muitos dos benefícios do sabugueiro são usados ​​na preparação de suplementos e produtos naturais. De fato, esta é a forma recomendada de consumo, uma vez que as bagas cruas, a casca e as folhas contêm compostos tóxicos, que podem provocar problemas estomacais se não forem devidamente utilizadas.

No entanto, é importante esclarecer que, embora o sabugueiro tenha efeitos positivos para a saúde apoiados por evidências, não é um tratamento de primeira linha contra doenças e não substitui as recomendações médicas. Por esse motivo, diante de qualquer doença, é essencial consultar um profissional da saúde.

Mulher gripada
O sabugueiro é tradicionalmente usado para ajudar a acalmar os sintomas semelhantes aos da gripe.

Sabugueiro para a gripe e o resfriado

Os remédios com sabugueiro são usados ​​desde os tempos antigos como adjuvantes contra os sintomas da gripe e do resfriado. Tanto a infusão das flores quanto o extrato das bagas parecem reduzir a severidade e a duração da infecção, quando consumidos diante dos primeiros sintomas.

Um estudo publicado em 2019 pela Terapias complementares em medicina determinou que as bagas, devido aos seus componentes antioxidantes, têm efeitos positivos contra os sintomas do trato respiratório superior.

Além disso, em 2012, outra pesquisa publicada no Journal Bioscience, Biotechnology, and Biochemistry indicou que estes frutos ajudam a estimular a resposta imunológica, reduzindo o risco de infecções como a gripe.

Não perca: 7 formas naturais de criar defesas para evitar doenças respiratórias e gripe

Para a saúde do coração

Um dos benefícios mais importantes do sabugueiro tem a ver com a saúde do coração. Especificamente, suas bagas demonstraram ter efeitos positivos na saúde do coração e dos vasos sanguíneos. Uma pesquisa publicada na Phytotherapy Research sugere que os frutos da planta ajudam a reduzir o risco de doenças cardíacas graças ao seu teor de antocianina.

Essas substâncias, que atuam como antioxidantes, parecem reduzir o acúmulo de colesterol nas artérias. Além disso, também teriam um efeito positivo contra a pressão arterial. Embora sejam necessários mais estudos, as descobertas apoiam seu uso para cuidar do coração.

Contra a constipação

Uma publicação na página da escola de medicina e do centro médico acadêmico de Penn State afirma que o sabugueiro tem um leve efeito laxante e, por isso, não deve ser consumido simultaneamente com outros laxantes. Essa propriedade é atribuída a uma substância conhecida como antraquinona, que também está presente no ruibarbo e no sene.

Isso também é explicado pelo seu teor de fibra, que contribui para a função intestinal ideal. Em geral, o chá de sabugueiro seco ajuda a estimular o peristaltismo intestinal a fim de promover a eliminação de resíduos. Mais evidências são necessárias, mas ele é considerado seguro quando tomado por até 5 dias.

Outros possíveis benefícios do sabugueiro

Por enquanto, as evidências são insuficientes para afirmar que o sabugueiro tem um papel excepcional na prevenção de doenças. Ainda assim, devido ao seu teor antioxidante, outros efeitos positivos para a saúde são atribuídos a ele. Obviamente, seu consumo deve ser acompanhado por um estilo de vida saudável.

  • As antocianinas presentes no sabugueiro proporcionam um efeito anti-inflamatório que pode contribuir para o alívio da dor física.
  • Um estudo publicado na Phytotherapy Research destaca que o sabugueiro-preto possui propriedades antivirais e antimicrobianas, que são úteis contra patógenos que causam a sinusite, a bronquite e as infecções intestinais.
  • Em pesquisas feitas com animais, o sabugueiro teve um efeito diurético, capaz de estimular a frequência da micção.
  • Seus antioxidantes e nutrientes também atuam positivamente no humor. Em particular, melhoram o desempenho mental e reduzem o risco de depressão.

Mulher com diarreia
O sabugueiro tem efeitos laxantes e um alto teor de fibras, por isso seria favorável para o peristaltismo.

Descubra também: Dores físicas e emoções: qual é a conexão entre elas?

Efeitos colaterais do sabugueiro

Na maioria dos adultos saudáveis, o consumo moderado de sabugueiro não é um problema. No entanto, é essencial evitar o consumo excessivo, pois pode ser irritante para o estômago devido ao seu teor de lectina.

Por outro lado, a planta de sabugueiro contém substâncias chamadas glicosídeos cianogênicos, que podem liberar pequenas doses de cianeto. Obviamente, a quantidade desta substância por 100 g representa apenas 3% da dose letal estimada para uma pessoa.

Além disso, as bagas cozidas de sabugueiro e os suplementos industrializados não demonstraram ter cianeto e, portanto, são considerados seguros. A ingestão de qualquer parte da planta crua, sejam as bagas, folhas ou cascas, pode causar náusea, vômito e diarreia.

Os produtos à base de sabugueiro, como as preparações com a planta ou os frutos, são contraindicados para crianças menores de 18 anos e mulheres grávidas ou amamentando. Pessoas com alguma enfermidade específica devem consultar um médico antes de tomar esse tipo de remédio.

Como acelerar o alívio da gripe com sabugueiro

Como acelerar o alívio da gripe com sabugueiro

O sabugueiro pode nos ajudar a acelerar o alívio da gripe. Você quer saber como? Não perca este artigo no qual falamos mais sobre esse assunto.



  • Sidor, A., & Gramza-Michałowska, A. (2015, October 1). Advanced research on the antioxidant and health benefit of elderberry (Sambucus nigra) in food – a review. Journal of Functional Foods. Elsevier Ltd. https://doi.org/10.1016/j.jff.2014.07.012
  • Hawkins, J., Baker, C., Cherry, L., & Dunne, E. (2019). Black elderberry (Sambucus nigra) supplementation effectively treats upper respiratory symptoms: A meta-analysis of randomized, controlled clinical trials. Complementary Therapies in Medicine42, 361–365. https://doi.org/10.1016/j.ctim.2018.12.004
  • Kinoshita, E., Hayashi, K., Katayama, H., Hayashi, T., & Obata, A. (2012). Anti-influenza virus effects of elderberry juice and its fractions. Bioscience, Biotechnology and Biochemistry, 76(9), 1633–1638. https://doi.org/10.1271/bbb.120112
  • Vlachojannis, J. E., Cameron, M., & Chrubasik, S. (2010, January). A systematic review on the Sambuci fructus effect and efficacy profiles. Phytotherapy Research. https://doi.org/10.1002/ptr.2729
  • Beaux, D & Fleurentin, J & Mortier, F. (1999). Effect of extracts of Orthosiphon stamineus Benth, Hieracium pilosella L., Sambucus nigra L. and Arctostaphylos uva-ursi (L.) Spreng. in rats. Phytotherapy research : PTR. 13. 222-5. 10.1002/(SICI)1099-1573(199905)13:3<222::AID-PTR447>3.0.CO;2-P.
  • Porter, R. S., & Bode, R. F. (2017, April 1). A Review of the Antiviral Properties of Black Elder (Sambucus nigra L.) Products. Phytotherapy Research. John Wiley and Sons Ltd. https://doi.org/10.1002/ptr.5782