A vitamina B12: tudo o que você precisa saber

25 de julho de 2019
A vitamina B12, ou a cobalamina, é essencial para o bom funcionamento do organismo. Descubra tudo sobre essa vitamina e os alimentos que a contêm.

A vitamina B12 é fundamental para o organismo já que ajuda a realizar diferentes processos de vital importância, como transformar os alimentos consumidos em glicose. A glicose, por sua vez, é necessária para transformar o alimento ingerido em energia.

Continue a leitura e descubra tudo o que você precisa saber sobre a vitamina B12, também chamada de cobalamina. Vamos contar como e em quais funções ela intervém, além de recomendar a você alguns alimentos que a contêm. Descubra!

Tudo sobre a vitamina B12

A vitamina B12 é uma vitamina solúvel em água que tem um papel vital na formação de glóbulos vermelhos, no metabolismo celular, na função nervosa e na produção de DNA. Além disso, a cobalamina ajuda a prevenir a anemia megaloblástica.

1. Dose diária recomendada

Comprimidos de vitamina B12

A quantidade de vitamina B12 que você deve ingerir vai depender da sua idade. Assim, os bebês devem ingerir entre 0,4 e 0,5 mcg durante o primeiro ano de vida e 0,9 mcg até os 3 anos. A dose recomendada para crianças é de 1,2 mcg até os 8 anos, 1,8 mcg até os 13 anos e 2,4 mcg até os 18 anos. Depois dessa idade, a dose se mantém estável.

As mulheres grávidas ou lactantes devem ingerir 2,6 e 2,8 mcg respectivamente.

2. Como é a absorção

Ao ingerir alimentos ricos em vitamina B12, o ácido estomacal separa essa vitamina da proteína à qual está aderida. Em seguida, a cobalamina se combina com o fator intrínseco (uma proteína estomacal) para ser absorvida.

Pessoas que por algum motivo não produzem fator intrínseco (por exemplo, quem sofre de anemia perniciosa) costumam apresentar problemas para absorver a vitamina B12.

Essa é a principal causa de deficiência de vitamina B12. Se não houver problemas de absorção, a incidência de sua deficiência costuma ser mínima, já que o corpo tem a capacidade de armazená-la em grandes doses para uso posterior, mesmo em um intervalo de tempo de alguns anos.

Leia também: Dieta contra anemia: 10 alimentos que você deve consumir

Apesar de ser difícil ter uma deficiência dessa vitamina, não é impossível. As pessoas que a desenvolveram apresentam sintomas como, por exemplo:

  • Sensação de agulhadas nas mãos e nos pés.
  • Problemas de movimento, devido ao dano no nervo periférico causado por essa deficiência.
  • Pele pálida ou amarelada.
  • Fadiga extrema, relacionada com a anemia perniciosa.
  • Batimento cardíaco acelerado.
  • Falta de ar.

3. Benefícios da cobalamina

Mulher preocupada

No início deste artigo, mencionamos que essa vitamina é fundamental para o desenvolvimento do organismo, destacando suas principais funções. Agora, vamos ver quais são seus benefícios mais importantes:

  • Em primeiro lugar, pode diminuir o risco de doenças cardíacas.
  • Além disso, ajuda a diminuir o risco de defeitos de nascimento.
  • Também, previne a anemia megaloblástica ao garantir a correta formação dos glóbulos vermelhos.
  • Ademais, mantém a saúde óssea, prevenindo a osteoporose. Diversos estudos descobriram que a deficiência de B12 estaria relacionada com uma baixa densidade óssea.
  • Por outro lado, reduz o risco de degeneração macular ao diminuir a homocisteína, que em altos níveis está associada a essa doença.
  • Ademais, melhora o estado de ânimo. Uma pesquisa descobriu uma melhoria em pessoas que tinham depressão ao associar a medicação a um suplemento de vitamina B12.
  • Além disso, melhora a memória.
  • Finalmente, contribui para o crescimento do cabelo e das unhas, além de favorecer a saúde cutânea. Isso se deve ao seu trabalho no nível da produção celular.

Leia também: Pessoas com risco de osteoporose: dicas nutricionais

4. Alimentos ricos em vitamina B12

Essa vitamina está presente em diferentes alimentos, principalmente de origem animal. Por esse motivo, as pessoas que seguem uma dieta vegana ou vegetariana podem desenvolver uma deficiência. Entre os principais alimentos que contêm colcobalamina, encontramos:

  • Fígado e rim: são os dois cortes que contêm maior quantidade de vitamina B12, especialmente os de cordeiro. 100 gramas de fígado de cordeiro fornecem 990% da dose diária recomendada dessa vitamina.
  • Vôngoles: além de fornecer vitamina B12, também contêm antioxidantes e proteínas.
  • Sardinhas: cada 150 gramas contêm o dobro da dose recomendada de vitamina B12.
  • Cereal fortificado: escolha cereais fortificados com essa vitamina. Verifique o rótulo antes de comprar!
  • Atum: 100 gramas de atum contêm 160% da dose necessária.
  • Salmão: 180 gramas de salmão fornecem 80% da dose recomendada.

Se você apresentar algum dos sintomas de deficiência de vitamina B12 mencionados anteriormente, procure seu médico para fazer uma avaliação e, assim, descobrir se você sofre de anemia perniciosa. Lembre-se de que não há ninguém melhor que um especialista para te orientar em uma nutrição equilibrada e saudável.

  • NCBI. (2009). Maternal Vitamin B12 Status and Risk of Neural Tube Defects in a Population With High Neural Tube Defect Prevalence and No Folic Acid Fortification. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4161975/
  • Mayo Clinic. Vitamina B12. https://www.mayoclinic.org/es-es/drugs-supplements-vitamin-b12/art-20363663
  • NCBI. (2005). Low plasma vitamin B12 is associated with lower BMD: the Framingham Osteoporosis Study. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15619681
  • NCBI. (2013). Vitamin B12 Supplementation in Treating Major Depressive Disorder: A Randomized Controlled Trial. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3856388/
  • NCBI. (2016). Vitamin B-12 concentration, memory performance, and hippocampal structure in patients with mild cognitive impairment. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26912492
  • NCBI. (2014). Genetic Associations with Plasma B12, B6, and Folate Levels in an Ischemic Stroke Population from the Vitamin Intervention for Stroke Prevention (VISP) Trial. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25147783/