7 benefícios que podemos obter graças à meditação

· 24 de abril de 2019
Faça uma pausa, respire, pare para pensar no que você faz no dia-a-dia e na maneira como encara a vida e afronta os problemas.

A meditação é considerada um processo de treinamento mental, cuja finalidade é a de enfocar e orientar os pensamentos do ser humano.

Em alguns casos se usa para incrementar nossos próprios níveis de consciência, para diminuir a fadiga do dia-a-dia e para fortalecer nossa concentração.

Também é comum que a empreguemos para algum tipo de transtorno do sono ou de conduta, ou para melhorar o estado de ânimo.

A seguir, detalhamos alguns dos principais benefícios que a meditação pode aportar à nossas vidas.

Meditação como rotina

1. Reduz completamente o estresse

A meditação no trabalho

Estudos revelam que a meditação é um tratamento efetivo contra o estresse.

Os efeitos do estresse no corpo humano podem ser muito negativos, portanto, é importante reduzi-lo sempre que for possível. 

Recomendam-se as sessões de meditação para aprender as técnicas que darão mais tranquilidade à nossa vida.

2. Controla a ansiedade

Com mais estresse na nossa vida cotidiana, se produzem maiores episódios de ansiedade.

Estes transtornos podem ocasionar sintomas físicos que nos impedirão de seguir com nossa rotina diária.

Portanto, se você dedicar alguns minutos do seu tempo à meditação, logrará reduzir a ansiedade causada pelo estresse.

Estudos confirmam que a meditação pode eliminar a ansiedade, as fobias, os ataques de pânico e os pensamentos paranoicos.

3. A meditação promove a saúde emocional

A meditação pode ajudar a melhorar nossa autoestima e nosso estado de ânimo.

Várias análises confirmam o uso de técnicas de meditação para tratar a depressão nas pessoas.

Também permite que você se sinta mais otimista em relação à vida e a ter um pensamento com melhor astral.

4. Melhora nossa capacidade de atenção

Mulher meditando

Algumas investigações afirmam que a meditação favorece a duração de nossos intervalos de atenção.

Isto significa que meditar permitirá que você fique mais atento e concentrado em suas atividades.

Isso é um grande benefício quando a sua rotina diária é muito ativa. Também pode ser de grande ajuda quando você tiver algum evento muito exigente.

5. A meditação melhora a memória

Meditar também favorece a memória, permitindo que nos lembremos mais de tudo. Aliás, também manterá nosso cérebro mais jovem.

Alguns estudos científicos demonstram que o uso da meditação é efetivo para tratar problemas da memória e para prevenir enfermidades como o Alzheimer.

Portanto, não só se recomenda o uso da meditação às pessoas jovens, mas também para aquelas de idade avançada.

Talvez isso te interesse: Tudo o que você precisa saber sobre a ioga

6. Ajuda a combater adições

Vários estudos e investigações determinaram que a meditação é uma ferramenta muito útil para tratar algumas adições.

Portanto, pode ser utilizada para romper qualquer tipo de dependência negativa a maus hábitos de comida ou de bebida.

Também é útil para criar consciência frente a qualquer tipo de comportamento aditivo que uma pessoa pode ter.

Entretanto, caso sua adição seja muito forte, é recomendável buscar ajuda de um especialista. Assim, será possível acelerar o processo.

7. Melhora o sono durante a noite

A meditação ajuda a dormir melhor

Utilizar a meditação nas nossas vidas nos permitirá obter um sono mais profundo e tranquilo durante a noite.

Isso também permite que a relaxação a que chegamos durante as horas de sono seja mais profunda. Você vai descobrir, que ao amanhecer, você estará mais relaxado e com muito mais energia.

Vários estudos confirmam o uso da meditação para tratar certos transtornos do sono.

Quanto tempo deveríamos meditar por dia?

  • Realizar 30 ou 45 minutos de uma sessão de meditação permitirá que nos desliguemos dos problemas cotidianos e assim, nos reencontremos com nossa própria essência.
  • Apesar de que esses minutos parecerão excessivos para aqueles que começam, com o tempo será algo muito fácil de conseguir.
  • Durante os primeiros dias, medite durante alguns minutos e comece a aumentar o tempo conforme passem os dias.
  • Também é recomendável que você encontre sua própria técnica.

Descubra também: Três exercícios de respiração que ajudam a relaxar

Últimos conselhos:

Para alguns funciona melhor o silêncio absoluto, enquanto que outros preferem meditar com uma música tranquila.

Há também quem prefira fazer meditação enquanto realiza uma atividade física tranquila, como por exemplo, caminhar.

E você medita? Já tentou alguma vez?

Conte para nós a sua experiência e os benefícios que trouxe pra você.

  • Goyal M, Singh S, Sibinga EM, Gould NF, Rowland-Seymour A, Sharma R, Berger Z,
    Sleicher D, Maron DD, Shihab HM, Ranasinghe PD, Linn S, Saha S, Bass EB,
    Haythornthwaite JA. Meditation programs for psychological stress and well-being:
    a systematic review and meta-analysis. JAMA Intern Med. 2014 Mar;174(3):357-68.
    doi: 10.1001/jamainternmed.2013.13018. Review. PubMed PMID: 24395196; PubMed
    Central PMCID: PMC4142584.
  • Carmody, James & Baer, Ruth. (2008). Relationships between mindfulness practice and levels of mindfulness, medical and psychological symptoms and well-being in a mindfulness-based stress reduction program. Journal of behavioral medicine. 31. 23-33. 10.1007/s10865-007-9130-7.
  • Jain FA, Walsh RN, Eisendrath SJ, Christensen S, Rael Cahn B. Critical
    analysis of the efficacy of meditation therapies for acute and subacute phase
    treatment of depressive disorders: a systematic review. Psychosomatics. 2015
    Mar-Apr;56(2):140-52. doi: 10.1016/j.psym.2014.10.007. Epub 2014 Oct 22. Review.
    PubMed PMID: 25591492; PubMed Central PMCID: PMC4383597.
  • Jha, A.P., Krompinger, J. & Baime, M.J. Cognitive, Affective, & Behavioral Neuroscience (2007) 7: 109. https://doi.org/10.3758/CABN.7.2.109
  • Khalsa DS. Stress, Meditation, and Alzheimer’s Disease Prevention: Where The
    Evidence Stands. J Alzheimers Dis. 2015;48(1):1-12. doi: 10.3233/JAD-142766.
    Review. PubMed PMID: 26445019; PubMed Central PMCID: PMC4923750.
  • Zgierska, A., Rabago, D., Zuelsdorff, M., Coe, C., Miller, M., & Fleming, M. (2008). Mindfulness Meditation for Alcohol Relapse Prevention: A Feasibility Pilot Study. Journal of Addiction Medicine, 2(3), 165–173. http://doi.org/10.1097/ADM.0b013e31816f8546
  • Martires J, Zeidler M. The value of mindfulness meditation in the treatment of
    insomnia. Curr Opin Pulm Med. 2015 Nov;21(6):547-52. doi:
    10.1097/MCP.0000000000000207. Review. PubMed PMID: 26390335.