A Cebola: 11 benefícios que você desconhecia

22 Setembro, 2020
A cebola é um alimento muito comum nas cozinhas há muitos anos. Com ela, podemos fazer até mesmo remédios naturais.

A cebola se tornou um dos vegetais mais imprescindíveis para a gastronomia. O seu sabor e versatilidade permitem realçar diferentes tipos de pratos.

Acredita-se que venha sendo consumida muito antes que o ser humano inventasse a linguagem escrita e desenvolvesse as técnicas agrícolas.

Em muitas culturas, é valorizada por sua riqueza nutricional, bem como pelas propriedades medicinais, que permitem utilizá-la como remédio contra muitas doenças.

A principal vantagem da cebola é que ela não causa efeitos colaterais e, pelo contrário, age de forma muito positiva em todo o organismo.

Muitos recomendam-na como remédio alternativo, porque atua contra centenas de patógenos e não altera a flora bacteriana do intestino.

Neste artigo, compartilharemos 11 benefícios incríveis que podemos obter ao incorporá-la na dieta regular. Aproveite!

1. A cebola melhora a circulação

O seu importante aporte de quercetina a converte em um excelente remédio para melhorar o fluxo sanguíneo e assim diminuir a inflamação, segundo um artigo publicado na revista Nutrients.

  • Por causa de seu teor de silício, consumi-la regularmente diminui o risco de sofrer trombose e envelhecimento das artérias.
  • Além disso, tem um efeito anticoagulante que impede a formação de varizes.

Não se esqueça de ler: Conselhos naturais para melhorar a circulação

2. É um expectorante natural

Benefícios da cebola

Devido ao seu conteúdo em vitaminas A e C, diz-se que a cebola pode melhorar a resposta imunitária do organismo. Além disso, os seus óleos essenciais secretam compostos de enxofre, que de certa forma atuam como expectorantes, facilitando a recuperação. Portanto, também proporcionaria algum alívio em casos de resfriado e catarro.

3. A cebola previne a anemia

Os pacientes com qualquer episódio de anemia podem se beneficiar dos nutrientes da cebola para aumentar a produção de glóbulos vermelhos e assim repor a perda de sangue porque contém:

  • Ferro
  • Fósforo
  • Vitamina E
  • Vitamina C

4. Ajuda a controlar a hipertensão arterial

Uma das complicações que os hipertensos apresentam é a retenção de líquidos por causa de excesso de sódio.

A cebola contém potássio, um mineral essencial para o equilíbrio da água, bem como o combate à inflamação dos tecidos.

  • Comer cebola crua reduz os níveis elevados da pressão arterial.
  • Além disso, ajuda no tratamento da gota e dos cálculos renais.

5. Ajuda a regular o açúcar no sangue

O seu teor de glucocinina a torna um alimento recomendado para pacientes com curva glicêmica não controlada, de acordo com um estudo piloto publicado no European Journal of Clinical Nutrition.

Ao consumi-la bem fresca, ajudamos o organismo a trabalhar para regular os níveis de açúcar e, ao mesmo tempo, estimular a produção do suco pancreático.

6. Melhora o funcionamento do sistema digestivo

Boa-digestão-500x334

Segundo a crença popular, a cebola é um alimento que pode ajudar a realizar o processo de digestão de forma adequada. Isso porque é um alimento fácil de assimilar e digerir, que não causa peso no estômago.

7. Fortalece a imunidade

Costuma-se dizer que uma dose diária adequada de vitamina C mantém as defesas ativas e também cria uma barreira protetora contra os vírus e outros patógenos que causam doenças.

Como a cebola contém certa quantidade de vitamina C, a sua inclusão em uma dieta balanceada pode ser benéfica nesse aspecto.

8. Favorece o sistema nervoso

A cebola contém uma certa quantidade de vitamina B e também potássio, que são usados ​​para a transmissão adequada dos impulsos nervosos.

Por sua vez, o magnésio está relacionado ao bom funcionamento do sistema nervoso e ao relaxamento muscular. É habitualmente combinado com a melatonina para melhorar a qualidade do sono, de acordo com a literatura científica.

9. É um analgésico natural

Existe a hipótese de que a quercetina contida na cebola tenha efeito analgésico. Portanto, considera-se que poderia servir como um remédio natural para o alívio de dores de cabeça e outros tipos de desconforto associados à tensão. Apesar de tudo, não há evidências científicas suficientes a esse respeito, como comentam os especialistas da Asociación 5 al día.

10. A cebola ajuda a emagrecer

Comer cebola não ajuda a perder peso. No entanto, quando a cebola é incluída em uma dieta saudável e em um estilo de vida ativo, poderá trazer alguns benefícios que, juntos, contribuem para a perda de peso.

Por outro lado, é preciso lembrar que a cebola é um alimento pobre em calorias e rico em fibras. Isso permite melhorar o mecanismo de saciedade, o que resulta na diminuição do apetite.

Quer saber mais? Leia: 7 dicas para prevenir a obesidade

11. É rica em flavonoides

É rica em antioxidantes como vitamina C, compostos de enxofre e também flavonoides que podem melhorar a saúde de todo o corpo, de acordo com os especialistas.

Devido a esta importante ação, o seu consumo e também a sua aplicação, reduzem o risco de envelhecimento precoce.

A cebola é benéfica dentro de uma dieta saudável

A cebola pode ser um alimento muito benéfico quando consumida com moderação, dentro de uma dieta balanceada. Além disso, tenha em mente que nenhuma de suas contribuições é milagrosa. Portanto, nunca deve ser consumida como um substituto para medicamentos que o médico possa ter prescrito.

  • Casaca, A. (2005). El Cultivo de la Cebolla. Casaca, A. https://doi.org/10.1016/j.nonrwa.2007.06.003
  • INFOAGRO. (2009). Manual de cultivo Cebolla. Infoagro.
  • Ramírez, H. P. (2004). La Cebolla de Rama (Allium fistulosum) y su Cultivo. Corpoica.
  • DANE. (2015). La cebolla de rama o cebolla junca (Allium fistulosum), una hortaliza de gran importancia en la alimentación humana. INSUMOS Y FACTORES ASOCIADOS A LA PRODUCCIÓN AGROPECUARIA. https://doi.org/10.14778/1687627.1687687
  • López-Martínez, L. X., Aguilar Cisneros, L. M., & Dublán-García, O. (2014). Actividad antioxidante e inhibidora de α-glucosidasa y α-amilasa de tres variedades de cebolla (Allium cepa L.). Nova Scientia. https://doi.org/10.21640/ns.v6i12.51
  • Dabeek WM., Marra MV., Dietary quercitin and kaempferol: bioavailability and potential cardiovascular related bioactivity in humans. Nutrients, 2019.
  • Kim H., Jang M., Kim Y., Choi J., et al., Red ginseng and vitamin C increase immune cell activity and decrease lung inflammation induced by influenza A virus/H1N1 infection. J Pharm Pharmacol, 2016. 68 (3): 406-20.
  • Hoffman R., Ranjbar G., Madden AM., Inhibition of the glycaemic response by onion: a comparison between lactose-tolerant and lactose-intolerant adults. Eur J Clin Nutr, 2016. 70 (9): 1089-91.
  • Djokic G., Vojvodic P., Korcok D., Agic A., et al.,The effects of magnesium – melatonin – vit B complex supplementation in treatment of insomnia. Open Access Maced J Med Sci, 2019. 7 (18): 3101-3105.
  • Ouyang H., Hou K., Peng W., Liu Z., Deng H., Antioxidant and xaxnthine oxidase inhibitory activities of total polyphenols form onion. Saudi J Biol Sci, 2018. 25 (7): 1509-1513.