Zaldiar: tudo sobre este medicamento

O Zaldiar é um medicamento composto por dois princípios ativos analgésicos, mas que apresentam um mecanismo de ação diferente. Um é o paracetamol que, em princípio, inibe uma enzima COX, e outro é o tramadol, um medicamento da família dos analgésicos opiáceos.
Zaldiar: tudo sobre este medicamento

Última atualização: 30 Março, 2021

Zaldiar é a marca comercial de um medicamento que contém duas substâncias ativas: o tramadol e o paracetamol. Estas duas substâncias têm efeitos analgésicos, motivo pelo qual o Zaldiar é indicado principalmente para o tratamento da dor.

Em particular, é utilizado para o tratamento sintomático da dor de intensidade moderada a grave, desde que o médico acredite que a combinação de tramadol e paracetamol seja necessária. A dose do paracetamol é de 325 mg e a do tramadol de 37,5 mg.

Este medicamento é aprovado para adultos e crianças maiores de 12 anos. Em relação à dosagem, o médico ajustará a dose de acordo com as características do paciente. No entanto, nunca devem ser excedidos 8 comprimidos, com um intervalo entre doses de 6 horas.

Além disso, deve-se ressaltar que esse medicamento pode causar dependência física e psicológica, além de tolerância, sendo imprescindível a adesão às orientações do médico.

O que é o paracetamol?

Paracetamol

O paracetamol é um analgésico e antipirético pertencente à família dos AINEs, apesar de não apresentar os efeitos anti-inflamatórios característicos desse grupo farmacológico.

Devido a tais propriedades, é indicado no tratamento de dores leves e moderadas e no tratamento de estados febris. Geralmente é administrado por via oral, embora também esteja disponível para administração retal e intravenosa.

Para atingir esses efeitos, acredita-se que o paracetamol iniba uma variante da enzima COX encontrada apenas no cérebro: a COX-3. É por isso que ele não tem efeitos anti-inflamatórios. No entanto, não se sabe ao certo qual é o mecanismo de ação deste medicamento.

As enzimas COX são responsáveis ​​pela síntese de tromboxanos e prostaglandinas, substâncias responsáveis ​​pela febre e pela dor. Portanto, como estão inibidas, estes processos patológicos melhoram.

E quanto ao tramadol?

O tramadol é outro analgésico, mas pertence à família dos analgésicos opióides. Portanto, não diminui a dor, mas tem um efeito na percepção desse sintoma, tanto no local da lesão quanto no sistema nervoso central e periférico. Para conseguir esse efeito, o tramadol afeta a transmissão e a intensidade do sinal de dor.

Este medicamento é administrado principalmente por via oral. Está incluído no segundo degrau da escala analgésica da OMS, enquanto o paracetamol está no primeiro. Esta escala é amplamente utilizada por profissionais de saúde como um guia para o tratamento da dor.

Reações adversas do Zaldiar

Mãos segurando medicamentos

Como todos os medicamentos comercializados, o Zaldiar também pode causar uma série de efeitos adversos. Entendemos os efeitos adversos como todos os eventos indesejados e não intencionais que ocorrem de forma esperada no tratamento com um medicamento.

Nesse sentido, entre as reações adversas que se desenvolveram com maior frequência e que foram coletadas em ensaios clínicos, podemos citar:

Além disso, como mencionamos no início do artigo, o Zaldiar pode causar dependência e tolerância aos efeitos do tramadol, por ser um opioide. Esses efeitos podem se desenvolver nas doses prescritas pelo médico.

Por esse motivo, os pacientes que recebem prescrição desse analgésico devem ser monitorados regularmente, a fim de evitar a perda da eficácia farmacológica. Além disso, pessoas que já abusaram de medicamentos ou que sofreram de outro quadro de dependência devem tomar precauções especiais.

Por outro lado, para evitar complicações de saúde, é recomendado que, quando o paciente tiver que parar de tomar Zaldiar, o faça de forma progressiva, pois uma interrupção repentina deste tipo de medicamento pode desencadear a síndrome de abstinência.

Conclusão sobre o Zaldiar

O Zaldiar é um medicamento composto por dois princípios analgésicos ativos, mas que apresentam mecanismos de ação distintos. Um é o paracetamol, que em princípio inibe uma enzima COX, e o outro é o tramadol, um medicamento da família dos analgésicos opiáceos.

Devido aos seus efeitos, o Zaldiar é amplamente utilizado no combate aos episódios de dor. No entanto, não se pode abusar desse medicamento, pois ele pode levar à dependência e tolerância, por isso a dosagem deve ser revista periodicamente.

Você pode consultar o seu médico diante de qualquer dúvida que tiver sobre este medicamento, bem como comentar sobre quaisquer novos sintomas que surgirem desde que iniciou o tratamento.

Pode interessar a você...
O paracetamol é perigoso durante a gravidez?
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
O paracetamol é perigoso durante a gravidez?

A administração de paracetamol durante a gravidez ainda é polêmica, e muitos especialistas têm opiniões conflitantes. Saiba mais detalhes a seguir!



  • Dhillon, S. (2010). Tramadol/paracetamol fixed-dose combination: A review of its use in the management of moderate to severe pain. Clinical Drug Investigation. https://doi.org/10.2165/11205830-000000000-00000
  • Altun, D., Çınar, Ö., Özker, E., & Türköz, A. (2017). The effect of tramadol plus paracetamol on consumption of morphine after coronary artery bypass grafting. Journal of Clinical Anesthesia. https://doi.org/10.1016/j.jclinane.2016.10.030
  • Serrie, A., Ganry, H., Creuzé, A., & Schatz, B. (2011). Epidemiological data, efficacy and safety on a fixed combination of paracetamol (325mg) and tramadol (37.5mg) in the treatment of moderate to severe pain, in general practice (ELZA survey: Efficacite et to lerance de ZAldiar®). Journal of Applied Therapeutic Research.