Tipos de dieta que podem ajudar a tratar a anemia

4 de outubro de 2019
Além de incluir alimentos ricos em ferro, é importante que, na dieta para tratar a anemia, evitemos aqueles que dificultem sua absorção e priorizemos o consumo daqueles que a favorecem.

Quando se fala em combater essa afecção, deve-se considerar, em primeiro lugar, a importância dos tipos de dieta para tratar a anemia. Em suma, trata-se de uma doença que, na maioria das vezes, deve-se a uma dieta deficiente em micronutrientes como o ferro.

Nesse sentido, no seguinte artigo revelaremos os detalhes mais importantes referentes aos tipos de dieta que podem ajudar a combater a anemia.

A anemia

A icterícia é sinal de anemia

A anemia é uma doença na qual existe uma redução da quantidade glóbulos vermelhos no sangue. Além disso, pode se apresentar com uma quantidade de glóbulos aparentemente normal, mas que são muito pequenos comparados com o padrão normal.

Ademais, a anemia se caracteriza por uma deficiência no nível de hemoglobina, devido ao mau ou deficiente funcionamento dos glóbulos vermelhos.

Em todo caso, esta doença é gerada como consequência de um déficit com relação ao consumo e absorção de micronutrientes essenciais como o ferro, o ácido fólico, bem como a vitamina B12.

Leia também este artigo: Aumentar os níveis de ferro no sangue: 5 maneiras

Tipos de sangue

Geralmente a anemia acontece pela falta de ferro. Este tipo de anemia é gerado por diferentes circunstâncias. Entre elas, a excessiva perda de sangue por hemorragias ou por procedimentos, assim como pela menstruação.

No entanto, a anemia produzida por déficit de ferro deve-se a uma alimentação inadequada, em que existe uma falta de alimentos ricos neste mineral.

Por outro lado, também existem os casos de anemia por deficiência de ácido fólico ou vitamina B12. Nesse sentido, a característica fundamental é a presença de glóbulos vermelhos grandes, mas excessivamente fracos.

Tratamento da anemia

Exame de sangue para detectar anemia

Para tratar a anemia, seja qual for a tipologia, a alimentação desempenhará um papel fundamental. A primeira e óbvia medida, em suma, é incluir alimentos ricos em ferro na dieta diária.

Além disso, é importante saber diferenciar o ferro heme e o ferro no grupo heme. O primeiro é de origem animal, por exemplo: carne de boi, aves, peixes e mariscos.

Por outro lado, o ferro no heme provém dos vegetais. Trata-se de um tipo de ferro que tem uma menor capacidade de absorção no organismo quando comparado com o de origem animal.

Ferro heme e não heme

O fato do ferro heme ser melhor e mais rapidamente absorvido não significa que deva descartar o dos vegetais. Ainda mais, preste atenção aos procedimentos que deve seguir para aproveitar melhor este nutriente.

  • Se está consumindo um produto com ferro de origem animal, tudo está certo. Em resumo, pode estar seguro de que terá uma boa absorção.
  • Pelo contrário, se for o vegetal, deverá buscar preferivelmente aqueles que contêm outros nutrientes que ajudem na absorção.

Caso consuma um alimento com boa quantidade de ferro mas que não contém outros nutrientes benéficos, terá que complementá-lo com outro produto que contenha os elementos que ajudem na absorção do ferro. Nesse sentido, nossa recomendação é que procure ajuda de um especialista em nutrição.

Dieta para ajudar a tratar a anemia

Como dissemos anteriormente, a maioria dos casos de anemia são causados pela deficiência de ferro, de ácido fólico ou de vitamina B12. Por isso, uma boa medida para superá-la é o consumo do micronutriente que está em falta.

Caso tenha anemia caracterizada pelo déficit de ácido fólico ou de vitamina B12, deverá consumir alimentos ricos nestes nutrientes. Além disso, deverá adicionar os suplementos que o médico prescreverá

Por outro lado, caso tenha anemia por carência de ferro, deverá incluir alimentos ricos nesse mineral, assim como em outros nutrientes que possam ajudar a absorvê-lo.

Descubra: Quais são os melhores suplementos para a nutrição esportiva?

Dieta para a deficiência de ferro

Alimentos ricos em Ferro na dieta para tratar a anemia

Em linhas gerais, as recomendações mais importantes para uma dieta que seja efetiva são as seguintes:

  • Procure consumir uma boa quantidade de produtos como sementes, frutos secos, carnes, mariscos e gemas de ovo. Todos contêm ferro.
  • Não se limite a consumir os alimentos com ferro. Inclua outros nutrientes como a vitamina C, a frutose, o ácido cítrico, assim como algumas proteínas como a histidina, a lisina e a cistina.
  • Reduza o máximo que puder a ingestão daqueles produtos alimentares que contenham ácido oxálico, taninos e fitatos. É o caso do café, o chá ou a espinafre, entre outros.

Algumas recomendações da dieta para tratar a anemia

Conheça as seguintes recomendações para aprimorar a dieta para tratar a anemia. Em qualquer caso, lembre de buscar ajuda profissional.

  • Os cereis integrais contêm uma maior quantidade de ferro, vitamina B12 e ácido fólico, contudo, contêm fitatos. Por isso, seja precavido com as quantidades ingeridas.
  • Tente consumir sobremesas cítricas, devido ao teor de vitamina C, que melhora a absorção do ferro. Os produtos lácteos também melhoram a absorção.

Os melhores alimentos para tratar a anemia

Por fim, mencionaremos os alimentos que mais deve considerar caso queira adotar uma dieta que funcione como tratamento para a anemia:

  • Missô
  • Carne vermelha
  • Levedura de cerveja
  • Kiwi
  • Lentilhas
  • Pistache
  • Beterraba
  • Figos secos