Técnicas de respiração para o trabalho de parto

12 Agosto, 2020
As técnicas de respiração durante o trabalho de parto variam de acordo com o ritmo das contrações e o momento. Contamos detalhadamente em que consistem e como ajudam a seguir.

As técnicas de respiração durante o trabalho de parto são um tema muito comentado hoje em dia. Tornaram-se um dos pilares essenciais na preparação para a hora do nascimento.

As técnicas de respiração são conhecidas por ajudar a mãe a lidar com o momento do parto. Ativam o sistema circulatório e contribuem para manter o esforço muscular. Inclusive, aliviam a dor que, como sabemos, é muito intensa.

Além disso, essas técnicas também melhoram a oxigenação do bebê. As técnicas se baseiam em uma respiração profunda a um ritmo constante. Neste artigo, explicamos quais são essas técnicas para que você esteja preparada ao dar à luz.

Como as técnicas de respiração podem ajudar no trabalho de parto?

Grávida fazendo exercícios de respiração
Os exercícios respiratórios têm efeitos interessantes sobre as mulheres que entram em trabalho de parto. Em geral, proporcionam calma e ajudam a aliviar a dor.

Manter a respiração profunda e rítmica durante o parto traz muitos benefícios. Este fato é apoiado por evidências científicas. Um estudo publicado no Journal of Integrative Medicine conclui que:

“Exercícios respiratórios de inspiração e expiração profundas em mulheres grávidas são eficazes na redução da percepção da dor do parto e na duração do segundo estágio do trabalho de parto”.

Ao mesmo tempo, relacionam-se também a uma redução no número de partos assistidos. Isso tem uma explicação simples. Devido à sensação de tensão e dor, a respiração tende a se tornar rápida e superficial. Isso reduz a quantidade de oxigênio que a parturiente inala e leva para o bebê. Além disso, também faz com que os músculos trabalhem com menos força.

Conhecer técnicas de respiração que ajudem a enfrentar esse momento de medo e tensão permite que a respiração seja mais profunda. Ao obter a quantidade certa de oxigênio, o risco de complicações para o bebê será reduzido.

Leia também: Facilitar o parto: 6 técnicas que podem ajudar

Quais técnicas de respiração são usadas?

A base dessas técnicas é inspirar constantemente pelo nariz. Isso deve ser feito com muita calma. Logo depois, o ar deve ser expelido pela boca, sem pressionar os lábios. É muito importante não prender a respiração durante o parto.

Lembre-se de que as técnicas de respiração mudam à medida que o trabalho avança. Portanto, a seguir, explicaremos como essa sequência ocorre.

Início do trabalho de parto

Este é o momento em que as contrações começam, mas elas ainda são muito espaçadas e não são tão aceleradas. Nesta fase, a respiração lenta ou abdominal costuma ser recomendada.

  • Essa técnica envolve inalar suavemente o ar pelo nariz enquanto o abdômen incha.
  • Em seguida, deve-se expelir o ar, mais devagar que a inalação, pela boca. O ideal é tentar expirar três vezes mais do que inspirou.
  • Entre uma respiração e outra, o aconselhável é fazer uma breve pausa. Essa técnica de respiração ajuda a controlar o ritmo das contrações e aliviar a dor.

Progressão das contrações

Mulher em trabalho de parto
À medida que as contrações progridem, os exercícios respiratórios devem mudar. Nesse caso, a respiração é feita no nível do peito.

À medida que as contrações aumentam, a melhor técnica é a respiração acelerada e breve. Nesta fase, é completamente normal a respiração acelerar.

  • Esta técnica baseia-se na inalação mais breve. No entanto, é necessário continuar fazendo o mesmo: o ar é inspirado pelo nariz e expelido pela boca.
  • A futura mamãe deve tentar respirar um pouco de ar quando a contração começar. Logo depois, tentar expirar quando a contração terminar. Isso pode ser feito em várias expulsões ou em apenas uma.

Durante essa fase, as respirações geralmente são realizadas no nível do peito, porque é necessária uma maior rapidez para manter os níveis de oxigênio do bebê (e os da mãe).

Isso também pode te interessar: Tudo que é preciso saber sobre parto na água

O momento final

Quando chega a hora de dar à luz, a técnica de respiração frequentemente usada é chamada de respiração de expulsão.

  • Consiste em inalar uma grande quantidade de ar até sentir a sensação de ter enchido os pulmões.
  • Quando o desejo de empurrar for muito forte, deve-se inclinar o queixo em direção ao peito. Quando empurrar, o ar deve ir saindo aos poucos. Sempre que isso acontecer, a técnica deve ser repetida.
  • O ideal, é que, entre esforço e esforço, a respiração volte à normalidade para que a mulher se recupere.

Vale a pena dar atenção às técnicas de respiração para o trabalho de parto

As técnicas de respiração para o parto são muito úteis, pois ajudam a aliviar a dor e a lidar com as contrações com força e energia. É normal que a futura mamãe tenha medo de esquecer esses preparativos para o momento do parto.

No entanto, cursos de preparação e as orientações do obstetra tornam possível que essas técnicas sejam quase intuitivas durante o parto. De qualquer maneira, o melhor é praticar essas técnicas antes de que chegue a hora.

  • Lothian, J. A. (2011). Lamaze Breathing. The Journal of Perinatal Education, 20(2), 118–120. https://doi.org/10.1891/1058-1243.20.2.118
  • Yuksel, H., Cayir, Y., Kosan, Z., & Tastan, K. (2017). Effectiveness of breathing exercises during the second stage of labor on labor pain and duration: a randomized controlled trial. Journal of Integrative Medicine, 15(6), 456–461. https://doi.org/10.1016/S2095-4964(17)60368-6
  • Ahmadi Z, Torkzahrani S, Roosta F, Shakeri N, Mhmoodi Z. Effect of Breathing Technique of Blowing on the Extent of Damage to the Perineum at the Moment of Delivery: A Randomized Clinical Trial. Iran J Nurs Midwifery Res. 2017;22(1):62–66. doi:10.4103/1735-9066.202071