Simule o jejum e retarde o envelhecimento com a dieta FMD

Apesar de seu nome, a dieta intermitente do jejum não é absoluta. Durante 5 dias no mês. Focaremos mais na qualidade dos micronutrientes e macronutrientes do que nas calorias

É daquelas pessoas que deixam de comer ou fazem jejum com a intenção de perder peso? Se sim, certamente já escutou que isso é ruim porque o corpo se protege dessa falta de energia guardando forças na forma de gordura.

Bom, não se preocupe mais. Neste artigo falaremos da dieta FMD (Fast Mimicking Diet ou Dieta intermitente do jejum) que simula o jejum mas segue trazendo nutrientes para o organismo.

Descobrirá que o segredo é saber o que eliminar por completo e como dar ao corpo o que ele precisa para estar saudável. Está interessado? Vamos lá:

De onde vem a dieta FMD?

A dieta FMD foi criada pelo direto do Longevity Institute da Universidade da Califórnia do Sul, o doutor Valter Longo. Este médico é um sério crítico das dietas tradicionais que apostam em baixar calorias para perder peso.

Como parte de sua oposição, expôs a ideia de criar um regime que permita reduzir a gordura corporal, atrasar o envelhecimento e melhorar a saúde das células pancreáticas. 

Veja também: Um chá perfeito para sua dieta

Como funciona a dieta FMD?

Alimentos que pode consumir na dieta FMD

Esta dieta se baseia em seguir um regime de semi jejum por 5 dias. O resto do mês fica livre para comer um pouco de tudo, mas com moderação. Os 5 dias são organizados da seguinte forma:

  • 1 º dia: somente são consumidos 1100 calorias ao longo do dia.
  • 2 º ao 5 º dia: o consumo se mantém em 800 calorias por dia.

Esta dietpresta mais atenção à qualidade dos micronutrientes e macronutrientes do que nas calorias. Estas são só um ponto de referência para medir e organizar os alimentos.

No geral, a dieta se divide em:

  • 34% carboidratos.
  • 10% proteínas de excelente qualidade.
  • 56% gorduras para o primeiro dia e 44% para os outros quatro dias.

Quais são os efeitos da dieta FMD?

A seguir mostraremos alguns dos efeitos que foram comprovados em quem seguiu esta dieta. Preste atenção, porque são realmente interessantes.

A dieta de simulação do jejum evita o avanço do câncer

Efeito da dieta FMD nas células

Um estudo comprovou que ao simular o jejum, atrasa-se o crescimento dos tumores cancerígenos e o avanço da doença. As pessoas que foram parte deste estudo seguiram a dieta por mais de três semanas e conseguiram avanços maiores aos esperados em sua quimioterapia.

No momento de implementar esta dieta devemos levar em consideração as recomendações do médico, caso esteja sob tratamento contra o câncer. No geral não terá problemas, mas é importante que o médico saiba toda a informação para entender sua evolução.

A dieta FMD reduz os sintomas da esclerose múltipla

Foi comprovado que a dieta de simulação do jejum gera efeitos benéficos contra os sintomas da esclerose múltipla depois de três ciclos, ou seja, três meses. Este efeito também fica refletido na redução da inflamação, níveis de corticoesteroides e nos níveis de citosinas.

É importante lembrar que a esclerose múltipla não é um problema que possa ser revertido. No entanto, pode-se sim trabalhar para evitar seus avanços.

Não sabia? 8 alimentos que não devemos comer quando temos inflamação

Ao seguir a dieta da simulação do jejum de forma contínua, promovemos a regeneração geral do organismo

Mulher bebendo chá na dieta FMD

Sua saúde é ruim e cada vez mais está consumindo medicamentos? Sente falta de energia todo o tempo? Visita vários médicos e não vê melhoras?

Nesse caso, saiba que esta dieta ajudará a melhorar a saúde do organismo de forma geral. Entre os efeitos comprovados com este regime estão:

  • Maior resistência ao estresse e seus efeitos no corpo pelos nutrientes obtidos.
  • Redução do tamanho de alguns órgãos que estão inflamados.
  • As células de todo corpo poderão se regenerar e serão criadas novas de melhor qualidade.
  • Sua densidade óssea se verá menos afetada com o passar dos anos.
  • Reduzirá o risco de apresentar câncer e combaterá o que já está presente.
  • Melhorará as habilidades cognitivas.
  • Melhor controle sobre os níveis de glicose sérica se for diabético e evitará problemas se está em risco atualmente.
  • Reduzirá o risco de apresentar doenças cardiovasculares.

O que pensa sobre a dieta? Acredita que vale a pena provar o jejum intermitente? Teste por pelo menos alguns meses e melhore a saúde de seu corpo.

Recomendados para você