Como combater a inflamação e gases intestinais com aloe vera e papaia

As propriedades laxantes do aloe vera são combinadas com as propriedades carminativas da papaia em um único remédio, ideal para combater a inflamação e gases intestinais e outros problemas digestivos.
Como combater a inflamação e gases intestinais com aloe vera e papaia

Última atualização: 17 Março, 2021

Você está procurando um remédio eficaz e natural para aliviar os gases e as inflamações intestinais? Às vezes, consumir grandes refeições pode causar dificuldades digestivas que, geralmente se manifestam na forma de dor e distensão abdominal.

E esses pequenos desconfortos são capazes de interferir nas tarefas diárias; apresentando complicações quando não é dada atenção suficiente a eles.

Entre outras coisas, sua aparição indica que as bactérias intestinais estão fora de controle; e em suma, causa um desequilíbrio no pH do sistema digestivo.

Mas a boa notícia é que esses desconfortos podem ser aliviados naturalmente; pois existem remédios alternativos que favorecem o processo da digestão e a regulação da flora intestinal ou microbiota.

Dois aliados naturais, a criação de um remédio para os gases intestinais

Tanto o gel de aloe vera quanto o papaia têm propriedades anti-inflamatórias e depurativas que ajudam a melhorar os desconfortos mencionados anteriormente.

A seguir, contaremos mais sobre os benefícios desses dois aliados.

Antecipamos que, quando combinados na mesma bebida, obtemos uma preparação com fibras e enzimas digestivas; ideal para aliviar ou prevenir a dispepsia (indigestão).

O aloe vera e seus benefícios

O cristal que contém as folhas de aloe vera foi usado por centenas de anos como aliado para melhorar a saúde gastrointestinal.

Entre seus principais benefícios, um artigo publicado em 2014 pela Revista Internacional de Revisión e Investigación de Ciencias Farmacéuticas destaca que:

  • Este ingrediente concentra vitamina B, um nutriente que estimula a absorção de nutrientes e a digestão.
  • Fornece vitamina A, aminoácidos essenciais e enzimas que participam do sistema digestivo.
  • Possui substâncias como aloemodina e alomitina, que  ajudam a cicatrizar os tecidos em caso de gastrite, úlceras e excesso de acidez.
  • São-lhe atribuídas propriedades laxantes, adequadas para melhorar o movimento intestinal em casos de constipação.
  • Possui propriedades antivirais e antibacterianas que ajudam a reduzir o risco de infecções intestinais.
  • Seu efeito anti-inflamatório combate a indigestão e a sensação de barriga pesada.
  • Ajuda a regular a flora microbiana do intestino e, mais ainda, diminui a produção de gases.

Papaia e seus benefícios

A papaia é uma fruta tropical com uma textura suave que, devido ao seu sabor delicioso, faz parte da dieta regular de milhões de pessoas.

Entre suas qualidades, o pesquisador Milind Parle da Universidade de Ciência e Tecnologia Guru Jambheshwar (Índia) presta atenção especial às seguintes:

  • É valorizada pelo seu significativo contributo de nutrientes essenciais, incluindo as vitaminas A, B e C, potássio e fibras.
  • Possui uma enzima chamada papaína, que atua como anti-inflamatória, antioxidante e desintoxicante.
  • Esta substância favorece o alívio dos problemas digestivos, pois ajuda a acelerar a digestão e a assimilação de proteínas.
  • Impede o acúmulo de resíduos no interior do intestino.
  • Seus compostos melhoram o processo de cicatrização dos tecidos do estômago, especialmente no caso de úlceras e gastrite.
  • Previne e combate o refluxo ácido.
  • Diminui o inchaço do abdômen e atua como carminativo em caso de gases intestinais.
  • Combate a infecção por parasitas intestinais e ajuda a fortalecer o sistema imunológico.

Remédio para a inflamação e gases intestinais

O remédio caseiro de aloe vera e papaia é uma bebida saudável que, além de ajudar na digestão e saciar o apetite, melhora a saúde da pele e dos cabelos devido aos nutrientes que fornece.

Seus nutrientes são fáceis de assimilar e, ao regular o pH do sangue, ajuda a eliminar as toxinas.

Ingredientes

  • 7 colheres e meia de sopa de gel fresco de aloe vera (75 g).
  • 3 fatias de papaia (300 g).
  • 5 colheres de sopa de mel (50 g).
  • 1 copo de água (250 ml).

Preparação

  • Primeiramente, descasque e corte o papaia em vários cubos.
  • Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata até obter uma mistura homogênea.
  • Caso deseje uma bebida mais líquida, adicione mais água e volte a bater.
  • Sirva e consuma imediatamente.

Com que frequência você deve consumir esse remédio para gases intestinais?

Antes de tomar esse remédio de forma contínua, o ideal é consultar o médico. Isso para que, sobretudo, o profissional indique qual quantidade seria aconselhável tomar diariamente ou de vez em quando.

Além disso, é necessário consultá-lo antes de consumir qualquer tipo de remédio para evitar reações adversas, principalmente no caso de sofrer de algum tipo de patologia gastrointestinal crônica.

Se você já tem as recomendações do profissional, pode considerar o seguinte:

  • Se você deseja apenas combater gases intestinais e inflamações pontuais, consuma até 2 vezes ao dia.
  • Para desintoxicar o corpo, consuma esta bebida com o estômago vazio.

Pronto para fazer essa bebida em casa? Se você tem digestão lenta, ou então, se está inflamado por ter comido demais; combine esses ingredientes e tire proveito de suas propriedades.

Sem dúvida, te convidamos a incluir esta bebida em sua dieta sempre que quiser combater os gases intestinais.

Pode interessar a você...
O que os gases intestinais dizem sobre a sua saúde
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
O que os gases intestinais dizem sobre a sua saúde

De todos os problemas digestivos, talvez o mais incômodo sejam os gases intestinais. Saiba o que eles podem estar dizendo sobre a sua saúde.



  • Parle, Milind & , Gurditta. (2011). Basketful benefits of papaya. International Research Journal of Pharmacy. 2. 6-12.
  • Sharma, Priyanka & Kharkwal, Amit & Kharkwal, Harsha & Abdin, M & Varma, Ajit. (2014). A Review on Pharmacological Properties of Aloe vera. International Journal of Pharmaceutical Sciences Review and Research. 29. 31-37.