O que os gases intestinais dizem sobre a sua saúde

· 10 de setembro de 2017
Os gases intestinais costumam ser motivo de piada e vergonha. Porém, são uma enorme fonte de informação que nos permite avaliar o estado de nossa saúde.

De todos os problemas digestivos, talvez o mais incômodo sejam os gases intestinais.

Costumam aparecer nos momentos mais inoportunos e, se não são liberados, causam uma dor abdominal intensa, junto com barulhos que expõem o que está acontecendo dentro de nós.

Apesar de ser um processo natural, as normas sociais nos obrigam a segurá-los quando estamos em público. Assim, uma situação como essa pode dificultar nossas relações sociais.

Porém, por mais que nos esforcemos para escondê-los, são um grande indicador do nosso estado de saúde.

Os gases intestinais são formados no fim da digestão. Por isso, servem para indicar se existe algum problema no processo ou não.

Como sabemos, a metabolização dos alimentos é fundamental para o nosso bem-estar físico e mental.

Está envolvida na força do sistema imunológico e na liberação de hormônios que nos ajudam a controlar a ansiedade e a tristeza.

Portanto, é hora de começar a observá-los com mais atenção. Evite os preconceitos e seus estigmas.

Lembre-se de que os gases intestinais são um fenômeno tão natural quanto qualquer outro, como espirrar ou sentir coceira.

É necessário aprender a aceitar os fluxos e as reações do nosso organismo.

O que os gases intestinais indicam sobre a sua saúde?

Cólon irritável

os gases intestinais

Ainda que esta síndrome costume ser detectada quando passamos por períodos de prisão de ventre ou diarreia, as flatulências constantes são a primeira etapa.

  • O normal é ter menos de 14 episódios por dia.
  • No caso do cólon irritável, os gases não apenas são mais frequentes, mas o cheiro é muito mais forte do que o habitual.
  • Se você percebeu uma mudança nesse sentido, deve consultar seu médico.

Leia também: Como limpar o cólon de forma natural?

Maus hábitos alimentares

Quando você come muito rápido, a digestão é problemática. O aparelho digestivo não tem tempo suficiente para produzir os ácidos e sucos necessários para sintetizar os alimentos.

Como consequência, são produzidos gases ou outros problemas de trânsito intestinal.

Ao fazer isso de uma maneira contínua, é provável que apareçam infecções ou se desenvolvam alergias que causem excesso de flatulências.

Os gases intestinais são sintomas de úlceras e parasitas

os gases intestinais

Estes indicam a presença de elementos estranhos e feridas (ou úlceras) em nossos órgãos. Além disso, costumam vir acompanhados de arrotos.

Como tais circunstâncias não são produto de um hábito, se você sofre de alguma dessas dificuldades, notará mudanças nesse sentido.

Portanto, procure um especialista no instante em que detectar esse tipo de alteração. São problemas fáceis de tratar se identificados a tempo.

Sensibilidade a determinados alimentos e bebidas

É comum pensar somente nas alergias quando falamos sobre esse assunto. Porém, nem sempre temos fortes reações a elementos que não nos caem bem.

Pode ser que nosso organismo gere gases intestinais para dizer que não está metabolizando uma substância de maneira adequada, ainda que não responda com uma rejeição de natureza autoimune.

O ideal é que você observe quando ocorrem em maior quantidade e quando não. Assim, descobrirá o que causa o problema.

Leia também: 5 alimentos para repovoar a flora intestinal

Efeitos colaterais de um medicamento

os gases intestinais

Este é o mais fácil de notar e o menos preocupante, a menos que se trate de um tratamento de uma doença crônica. Surgirá quando começarmos o tratamento com o medicamento.

Quando o tratamento é temporário, geralmente não vai causa problemas.

Porém, não acontecerá o mesmo se for uma estratégia de longo prazo. Neste caso, recomendamos que você converse sobre isso com seu médico.

É comum que exista mais de uma alternativa farmacológica para determinada doença. Assim, ele poderá substituir o remédio por outro que funcione melhor no seu caso.

É verdade que os gases intestinais são um grande incômodo, mas seu aparecimento pode impedir que uma pequena contrariedade se transforme em algo maior.

Sempre que possível, dê liberdade aos seus gases e analise-os. Estão cheirando pior? Estão mais frequentes? Há momentos em que incomodam e outros em que só se fazem presentes?

Todos esses dados são importantes para garantir que tudo está bem ou para alertar que é preciso fazer uma consulta com o médico.

Imagem principal oferecida por © wikiHow.com