Relações sexuais em locais públicos: vantagens e desvantagens

06 Julho, 2020
Em alguns países, fazer sexo em locais públicos é crime. Além disso, é preciso ter cuidado com a possibilidade de que alguém grave a sua "aventura" com uma câmera ou celular, pois nesse caso ela pode se transformar em um pesadelo.

No sexo, muitas coisas são importantes, incluindo o cenário. Portanto, a ideia de ter relações sexuais em locais públicos é algo que agrada a muitos, pois aumenta a libido e a adrenalina. No entanto, por mais emocionante que seja, também há riscos. Neste artigo, falaremos sobre as vantagens e desvantagens de fazer sexo em público.

Relações sexuais em locais públicos

Existem casais que não são independentes e que não têm casa própria. Assim, para eles, ter relações sexuais em locais públicos é uma das poucas opções para os seus encontros.

Por outro lado, também existem casais entediados com a sua rotina que, para melhorar a vida sexual, decidem arriscar e buscar o sexo em lugares “proibidos”.

Por último, há pessoas que simplesmente se sentem muito excitadas com a ideia de ter relações sexuais em locais públicos. Essas pessoas gostam do risco e do perigo de serem “pegas” e, também, de serem vistas. Esta é a fantasia sexual delas.

Vantagens de ter relações sexuais em locais públicos

Uma emoção diferente

Relações sexuais em locais públicos
Para a maioria dos casais, fazer sexo em locais públicos proporciona uma excitação extra por causa da adrenalina de poderem ser vistos.

Se o medo de ser pego não o intimida e você consegue se deixar levar por esse momento, saiba que fazer sexo em público pode provocar uma excitação muito diferente da habitual, ainda mais intensa.

A sensação de ser visto ou pego, de fazer o que é proibido, ativa uma resposta em nosso corpo que aumenta a adrenalina, a frequência cardíaca, ativa os músculos, etc. Esta é, por si só, uma forma de excitação.

Aumenta a cumplicidade no casal

Fazer algo proibido, perigoso e emocionante juntos implica uma cumplicidade maior na relação. Vocês serão parceiros nessa aventura e precisam da confiança um do outro para realizá-la. É quase como “cometer um crime” juntos.

Portanto, entre as vantagens de fazer sexo em público, devemos incluir o fato de que isso pode fortalecer o sentimento de cumplicidade entre os membros do casal. Além disso, como na maioria das vezes a prática permanece em segredo, essa sensação vai durar mesmo após o ato sexual.

Leia também: O sexo anal dói?

É uma opção para quem não tem outro lugar

Excitação sexual
Em certas ocasiões, os encontros em locais privados podem não ser possíveis.

Como mencionamos acima, existem casais que simplesmente não têm um espaço privado para suas relações mais íntimas.

Eles podem não ter meios financeiros suficientes para pagar por um motel, por exemplo. Dessa forma, fazer sexo em espaços públicos torna-se, praticamente, a única opção.

Quebrar a rotina

Especialmente para casais cuja vida sexual está sendo afetada pela rotina, fazer sexo em público pode ser uma nova aventura, uma maneira de mudar alguma coisa e inovar.

Além disso, o sentimento de fazer uma “coisa errada” juntos poderá promover e reacender a vida sexual. Da mesma forma, a mudança de lugar (geralmente em casa, na cama) também é um incentivo. Uma fantasia sexual realizada aumenta a excitação e o desejo do casal.

Talvez você possa se interessar: O que é spanking? Saiba tudo sobre esta prática sexual

Riscos

Legalidade

No Brasil, fazer sexo em público é estritamente proibido. Trata-se de um crime que pode ser motivo de detenção. Na verdade, este é o posicionamento da maioria dos países no que diz respeito ao tema.

No entanto, em alguns países, fazer sexo em público não é punível se não for praticado com menores ou com pessoas com deficiência. 

Tudo acaba na Internet

Pornografia
Entre os principais riscos está a possibilidade de ser gravado e de o vídeo ir parar na Internet.

Um casal fazendo sexo em um local público provavelmente sabe que a qualquer momento alguém pode pegá-los em ação. Inclusive, normalmente esse é o risco que aumenta a adrenalina, o medo e a excitação.

No entanto, é preciso ter em mente que também é muito possível que alguém o pegue, mas em vez de lhe dizer algo ou de passar por você, grave a cena com um celular. Talvez, mais tarde, sua “aventura rebelde” apareça na internet e nas redes sociais e possa se transformar em um pesadelo.

O “dogging

Até agora, nos referimos a casais que querem ter relações sexuais em público. No entanto, nos últimos anos, surgiu uma nova prática, o dogging, que consiste em ter relações sexuais com estranhos, sem manter qualquer outro tipo de envolvimento além do próprio ato sexual.

Em relação a esse tipo de contato, existem sites especializados que permitem marcar encontros com outros praticantes. Além disso, existem lugares “específicos” ou habituais onde as pessoas costumam fazer isso.

Na sua forma mais extrema, não se trata apenas de ter relações sexuais em locais públicos, mas também em espaços abertos, procurando voluntariamente serem vistos pelos transeuntes.

  • Sánchez Cuevas, G. (2018). ¿Qué es el morbo y dónde está su límite? Retrieved May 1, 2019, from https://lamenteesmaravillosa.com/que-es-el-morbo-y-donde-esta-su-limite/
  • Ley Orgánica 10/1995, de 23 de noviembre, del Código Penal. TÍTULO VIII. Delitos contra la libertad e indemnidad sexuales. (n.d.). Retrieved May 1, 2019, from http://noticias.juridicas.com/base_datos/Penal/lo10-1995.l2t8.html#a185