Exercícios para reduzir o inchaço dos pés na gravidez

12 Março, 2020
A retenção de líquidos e o inchaço das extremidades inferiores são incômodos muito comuns em mulheres grávidas. Felizmente, é possível aliviar esta condição com exercícios muito simples.

Quando uma mulher está grávida, a quantidade de água presente em seu corpo aumenta de 6 para 8 litros, o que favorece a retenção de líquidos em diferentes áreas. Para combater esse problema, a seguir informaremos quais são os exercícios que ajudam a reduzir o inchaço dos pés na gravidez.

Durante a gestação, não é recomendável tomar diuréticos sem supervisão médica. Isso também se aplica aos remédios naturais, uma vez que eles podem ter efeitos adversos. A solução é recorrer à prática de exercícios.

Inchaço na gravidez

O inchaço é a consequência do aumento da retenção de líquidos. No entanto, existem outros fatores que podem influenciá-lo, como altas temperaturas e sedentarismo.

À medida que a gestação avança, e principalmente no final do dia, a mulher grávida tende a sofrer de inchaço nas extremidades inferiores devido à retenção de líquidos. Na maioria dos casos, não é algo sério ou patológico.

De fato, o inchaço dos pés na gravidez é um sintoma muito comum relacionado ao aumento da pressão venosa nas pernas e à obstrução do fluxo linfático.

Entretanto, deve ser analisado quando acompanhado por pressão alta ou proteinúria (excesso de proteína na urina). Nesses casos, pode ser um sinal de outros problemas que o médico deve avaliar.

Não deixe de ler: Pressão arterial alta durante a gravidez: sintomas e tratamentos

Exercícios para reduzir o inchaço dos pés na gravidez

Retenção de líquidos na gravidez
O inchaço dos pés na gravidez é comum, embora possa ser evitado e aliviado através de exercícios.

Em geral, recomenda-se que a gestante pratique atividade física. Com esse bom hábito, será possível reduzir o risco de excesso de peso e de distúrbios como diabetes gestacional, pré-eclâmpsia, parto prematuro, varizes e inchaço.

Além disso, o exercício também proporciona benefícios psicológicos, pois pode ajudar a prevenir a ansiedade e a depressão.

No entanto, ao se exercitarem, as mulheres grávidas devem tomar certas precauções, como evitar atividades de alto impacto, além de evitar exceder o tempo de atividade física recomendado pelo médico, por exemplo.

Você também pode se interessar: 4 maneiras de se exercitar durante a gravidez

Ginástica na piscina

Uma excelente opção para as gestantes são os exercícios que podem ser realizados em uma piscina. Especificamente, a prática de hidroginástica pode ajudar a melhorar a diurese e reduzir o inchaço dos pés durante a gravidez.

Além disso, evita o impacto nas articulações, melhora a circulação e previne dores nas costas. Portanto, é recomendável realizar sessões de meia hora, desde que você não sinta nenhum desconforto.

Imersão

Essa é uma técnica simples e sem riscos que aproveita os benefícios da água para combater o inchaço dos pés na gravidez. Além disso, é muito relaxante para a última fase da gestação, quando a ansiedade aumenta.

Para realizar a imersão corretamente, a mulher deve se sentar na banheira com as pernas na horizontal e com a água até a cintura. A imersão também pode ser feita em algum lugar onde ela possa ficar em pé com a água até os ombros. A temperatura ideal é de cerca de 32 ° C.

Caminhar para reduzir o inchaço dos pés

Caminhar é um dos exercícios mais simples e eficazes para mulheres grávidas que desejam prevenir ou aliviar o inchaço nos pés. O risco de ferimentos ou outros problemas é muito baixo e, por outro lado, esta atividade é agradável e benéfica para a saúde geral.

A caminhada deve ser moderada e realizada por meia hora várias vezes por semana. O ideal seria completar 150 minutos por semana. No entanto, a prática só é permitida em gestações sem complicações, e sempre com a orientação do médico.

Além disso, também é possível optar pelo uso de meias de compressão. Elas favorecem a boa circulação e facilitam o retorno venoso ao coração. Isso também evita as varizes.

Ioga pré-natal

Os benefícios da ioga na gestação
Este exercício traz grandes benefícios para as mulheres grávidas, tanto física quanto emocionalmente.

Para terminar, se quiser optar por uma atividade guiada, você pode experimentar a ioga pré-natal. Essa disciplina pode trazer melhorias físicas, mentais e emocionais, além de combater a retenção de líquidos nos pés. As famosas posturas de ioga (asanas) dessas aulas específicas contemplam todas as peculiaridades das gestantes.

Esses exercícios que compartilhamos são simples e ideais para minimizar qualquer risco durante a gestação. Além de ajudar a reduzir o inchaço dos pés na gravidez, eles também trazem muitos outros benefícios não apenas durante a gestação, mas também para o momento do parto. Então, não deixe de experimentar!

  • Davison, J. M. (1997). Edema in pregnancy. Kidney International. Supplement.
  • Katz, V. L., Ryder, R. M., Cefalo, R. C., Carmichael, S. C., & Goolsby, R. (1990). A comparison of bed rest and immersion for treating the edema of pregnancy. Obstet Gynecol.
  • T., K., J., G., L., D., & V., K. (1999). Edema of pregnancy: A comparison of water aerobics and static immersion. Obstetrics and Gynecology.
  • Evenson, K. R., Chasan-Taber, L., Downs, D. S., Yeo, S., & Leiferman, J. (2012). Physical Activity and Pregnancy: Past and Present Evidence and Future Recommendations. Research Quarterly for Exercise and Sport. https://doi.org/10.5641/027013612804582669
  • Curtis, K., Weinrib, A., & Katz, J. (2012). Systematic Review of Yoga for Pregnant Women: Current Status and Future Directions. Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine. https://doi.org/10.1155/2012/715942