4 maneiras de se exercitar durante a gravidez

· 24 de maio de 2019
A menos que tenha problemas de saúde ou a sua gravidez tenha complicações, o exercício físico durante a gravidez é mais do que recomendado. Consulte o seu médico e anime-se.

Grávida! A notícia é, certamente, a melhor da sua vida. No entanto, durante a gravidez, sua vida e seu corpo mudarão e, consequentemente, o seu estilo de vida. Uma das perguntas que muitas mulheres grávidas fazem é sobre a possibilidade de se exercitar durante a gravidez. E a resposta é direta: claro que sim!

No entanto, nem todos os tipos de exercício são recomendados durante esses meses. Vai depender da sua condição antes da gravidez, se você tiver problemas de saúde ou se a gravidez trouxer complicações. Neste artigo, falaremos mais a respeito. Confira.

Se exercitar na gravidez

Nadar é uma boa forma de se exercitar durante a gravidez

O exercício físico regular é mais do que recomendado durante os meses de gravidez. Com efeito, te ajudará a se manter saudável e se sentir muito melhor. De fato, o Colégio Americano de Obstetrícia e Ginecologia recomenda às mulheres grávidas exercícios físicos regulares de 30 minutos por dia, praticamente todos os dias da semana.

A única exceção é a existência de complicações médicas ou gravidez. Assim, as contraindicações são poucas e lógicas: não exagere. Se você fazia exercício físico antes da gravidez, pode continuar fazendo isso, porém, com moderação. Na verdade, o exercício aeróbico de baixo impacto é recomendado durante a gravidez.

Por isso, aconselhamos que você se exercite guiada por um monitor ou especialista em educação física que conheça sua condição. Além disso, em qualquer caso, você deve sempre consultar seu médico antes de iniciar qualquer atividade física durante a gravidez.

Benefícios de se exercitar durante a gravidez

Além dos benefícios da atividade física em qualquer momento de nossas vidas, o exercício físico durante a gravidez tem outros benefícios a serem considerados e isso te incentivará a se movimentar mais:

  • Te ajudará a manter uma musculatura forte e, portanto, melhorar sua saúde postural. Desta forma, você pode evitar problemas como dor nas costas e favorecer o seu estado no momento do parto.
  • Isso também melhorará sua resistência. Desta forma, aliviará a fadiga típica dos meses de gravidez.
  • Por outro lado, há evidências científicas de que gestantes que fazem exercícios físicos apresentam menor risco de desenvolver diabetes gestacional.
  • Também ajudará a manter um peso correto durante a gravidez.
  • Além disso, o exercício físico irá ajudá-la a aliviar o estresse, melhorar o seu bem-estar e ser um aliado na hora de dar à luz.

Que tipo de exercício é recomendado?

Como mencionado acima, os exercícios especialmente recomendados são os aeróbicos de baixo impacto. Além disso, você nunca deve esquecer a importância do alongamento, tanto antes quanto depois da atividade física.

Recomendamos que leia ademais: Os 9 melhores alongamentos para ficar em forma

1. Caminhar

Caminhar é uma forma de se exercitar durante a gravidez

É, certamente, o exercício mais recomendado durante a gravidez. Além disso, é aconselhável durante todas as etapas dela, até o final. Além dos benefícios mais conhecidos, a caminhada favorece a chegada do bebê no último mês e ajuda a atacar problemas como inchaço nos pés e pernas ou prisão de ventre.

Por outro lado, permite manter o peso certo sem se esforçar demais. Não hesite, ande todos os dias.

2. Exercícios na água são outra maneira saudável de se exercitar na gravidez

Exercícios aquáticos são ótimos para a gravidez

Outro tipo de exercício durante a gravidez altamente recomendado. Por ter a ausência de gravidade proporcionada pela água, músculos e articulações não são sobrecarregados, reduzindo a possibilidade de lesão.

Nesse sentido, exercícios como hidroginástica ou natação são ideais. Eles te ajudarão a ter uma musculatura mais forte e reduzir possíveis problemas, como dor nas costas. Além disso, melhorarão a sua saúde circulatória e respiratória e o seu bem-estar em geral.

3. Se exercitar praticando ioga

Praticar yoga é outra forma de se exercitar durante a gravidez

Por sua natureza, a ioga ajuda a relaxar e a ter uma postura melhor. Nesse sentido, ajudará a reduzir possíveis dores nas costas e aliviar a tensão e o estresse. É um tipo de exercício altamente recomendado para se preparar para o parto.

No entanto, não esqueça de consultar o especialista nesta atividade física. Conhecendo o seu estado ele poderá projetar uma rotina ideal sem contraindicações.

Não deixe de conferir também: Quais são os benefícios da ioga para a saúde?

4. Pilates para se exercitar

Mulher grávida se exercitando com pilates

O método Pilates fortalece a musculatura do abdômen, das costas e do assoalho pélvico. Neste sentido, uma vez que também não sobrecarrega as articulações, pode ser um exercício realmente aconselhável na gravidez.

Na verdade, pode ajudar a prevenir dores nas costas, manter o equilíbrio, controlar a respiração e relaxar. Além disso, como mencionamos, também se concentra nos músculos da região pélvica. Assim, você pode se beneficiar ainda mais com os exercícios de Kegel.

Seja como for, lembre-se de ser guiada por um monitor ou especialista que descarte os exercícios que você não deve fazer e te ajude a desenvolver uma rotina específica para mulheres grávidas.

Em conclusão, é aconselhável se exercitar durante a gravidez, a menos que haja uma razão médica que desencoraje. Depois de consultar o seu médico ou ginecologista, você pode iniciar uma rotina que só te trará benefícios.

Além disso, tenha em mente que o exercício físico sempre apoia a autoconsciência e a autopercepção do corpo, de modo que, nesses meses de mudança juntos, podem inclusive influenciar no fortalecimento do vínculo mesmo a fortalecer o vínculo com a nova vida que se desenvolve dentro de você.

Mova-se!

  • M.J. Aguilar Cordero et al. “Actividad física en embarazadas y su influencia en parámetros materno-fetales; revisión sistemática”, Nutr Hosp. 2014;30(4):719-726
  • Danielle Symons Downs et al. “Physical Activity and Pregnancy: Past and Present Evidence and Future Recommendations”, Res Q Exerc Sport. 2012 Dec; 83(4): 485–502.
  • Kelly R. Evenson et al. “Guidelines for Physical Activity during Pregnancy: Comparisons From Around the World”, Am J Lifestyle Med. 2014 March/April; 8(2): 102–121.
  • Gema Sanabria Martínez, Efectos de la actividad física durante el embarazo: resultados maternos y neonatales, Tesis doctoral, Universidad de Castilla la Mancha, s.f. https://ruidera.uclm.es/xmlui/bitstream/handle/10578/9027/TESIS%20Sanabria%20Mart%C3%ADnez.pdf?sequence=1