Qual a diferença entre nutricionista e dietista?

Você está em dúvida entre buscar um nutricionista ou dietista porque não tem certeza de qual a diferença entre eles? Te ensinaremos com detalhes a seguir.
Qual a diferença entre nutricionista e dietista?

Última atualização: 15 dezembro, 2021

Nos últimos anos, o mundo nutricionista e dietista evoluiu bastante. O aumento no excesso de peso da população e a maior preocupação com a saúde fazem com que existam cada vez mais profissionais dedicados a melhorar a alimentação das pessoas. A importância que o contexto esportivo dá à alimentação também tem uma grande influência.

É importante ressaltar que nutricionistas e dietistas não são a mesma coisa. O grau de formação varia, assim como o treinamento para tratar determinados pacientes. Para que você entenda, vamos explicar as diferenças a seguir:

O que é um dietista?

O dietista é um profissional que não se enquadra na categoria de profissional da saúde, mas que cursou um módulo de treinamento em dietética. Ele tem capacidade e autorização para elaborar cardápios voltados para pessoas sem patologias e que buscam melhorar algum aspecto da própria vida ou saúde.

Por esse motivo, um dietista pode ajudar a definir um plano de perda de peso, criar um regime de suplementação para aumentar o desempenho atlético ou elaborar uma estratégia para fins estéticos.

No entanto, essa classe de profissionais não possui conhecimentos fisiológicos, fisiopatológicos ou dietoterápicos suficientes para lidar com o tratamento de doenças por meio da nutrição. Por esse motivo, eles não podem elaborar dietas ou estratégias nutricionais para atenuar sintomas. Eles também não estão capacitados para lidar com a nutrição enteral ou para trabalhar no ambiente hospitalar.

É preciso ter me mente que por meio da alimentação é possível prevenir e tratar um grande número de patologias. Por exemplo, foi demonstrado que a epilepsia farmacorresistente pode ser tratada através de uma dieta cetogênica, por exemplo.

A elaboração dessas diretrizes é complicada, pois muitas variáveis que influenciam no processo. Além disso, geralmente é necessário considerar a medicação que o paciente utiliza.

Plano de dieta para doenças.
A elaboração de planos de dieta para doenças é um processo complexo, pois sofre a influência de diversas variáveis.

O que é um nutricionista?

O nutricionista é um profissional de saúde formado em nutrição. Ele está capacitado para elaborar cardápios e dietas para pessoas com e sem patologias. Também atua na área de nutrição esportiva, podendo desempenhar suas funções em um contexto hospitalar e realizar orientações de nutrição enteral em doentes.

Nesse caso, o conhecimento a respeito do funcionamento do corpo humano é muito maior. Os nutricionistas têm uma visão mais completa da fisiologia do corpo, da origem e progressão de muitas patologias complexas e das possíveis interações entre medicamentos e alimentos.

Além disso, eles podem ser especialistas em fitoterapia, e entender as propriedades das plantas medicinais para o tratamento de doenças. Por exemplo, o cardo mariano é um produto de origem vegetal que previne e melhora muitas lesões e doenças hepáticas. Isso é evidenciado por pesquisas publicadas na revista Phytoterapy Research.

Quando consultar um dietista?

Se você deseja melhorar a sua alimentação e não possui nenhuma patologia que a condicione, consulte um dietista para elaborar o seu plano nutricional. Com a ajuda de um cardápio variado e equilibrado do ponto de vista energético, você poderá alcançar um bom estado de saúde.

Somente garantindo um maior consumo de alimentos frescos em comparação aos ultraprocessados, além da redução na ingestão de açúcares simples e supressão da presença de refrigerantes, bebidas açucaradas e de álcool, grandes avanços podem ser alcançados.

É importante levar em consideração que esta última substância é tóxica, independentemente da dose consumida. Existem evidências de que ela é capaz de provocar danos ao organismo a médio prazo.

Também pode te interessar: Doença pulmonar obstrutiva crônica e álcool: existe relação?

Quando procurar um nutricionista?

Você pode visitar o nutricionista para melhorar a sua alimentação sem ter nenhuma patologia prévia, e também para adaptar o seu plano alimentar e alcançar um maior rendimento esportivo. Mas, acima de tudo, isso é essencial se você tiver alguma doença diagnosticada, pois a dieta pode auxiliar no tratamento.

Com uma mudança de hábitos é possível suprimir a parte da farmacologia a médio prazo. Em alguns casos, basta reestruturar a dieta e melhorar o estilo de vida para experimentar uma melhora considerável na saúde.

Por exemplo, praticar exercícios de força diariamente, ter uma boa noite de sono e uma exposição frequente ao sol podem produzir resultados muito satisfatórios. No entanto, alguns desses hábitos devem ser supervisionados por um profissional.

Onde posso encontrar um nutricionista ou um dietista?

Infelizmente, em muitos países o dietista e o nutricionista não fazem parte do sistema nacional de saúde. Por essa razão é mais comum é que seja feita uma consulta pelo sistema particular para se ter acesso aos serviços desses profissionais.

A boa notícia é que cada vez mais pessoas estão se formando nessa área e ingressando no mercado de trabalho. Se até poucos anos atrás era difícil encontrar um dietista ou nutricionista em muitas cidades menores ou de interior, atualmente quase todos os núcleos populacionais costumam ter pelo menos um nutricionista.

Em ambos casos, a forma de trabalho costuma ser semelhante. Na primeira consulta é feita uma avaliação inicial, mais ou menos detalhada, dependendo da formação do profissional. A partir daí, é proposto um tratamento ou cardápio que é ajustado ao longo do tempo por meio de revisões.

Nutricionista em consulta.
As sucessivas consultas nutricionais permitem adequar a dieta proposta aos objetivos a serem alcançados.

Basta ir ao nutricionista ou ao dietista?

Embora melhorar a dieta seja fundamental para alcançar uma boa saúde, esse não é o único pilar essencial. Outro aspecto determinante é a prática de atividades físicas. Isso pode exigir a ajuda de um treinador profissional.

Em alguns casos também será necessário procurar um fisioterapeuta, principalmente se houver alguma disfunção mecânica ou estrutural que atrapalhe o exercício. É importante superar esses condicionantes.

Embora a prática de esportes seja positiva em todas as suas variações, exigir do corpo sem que ele tenha um condicionamento físico prévio ou sem avaliar a funcionalidade dos movimentos pode ser prejudicial. Portanto, é sempre recomendável ter a ajuda profissional. A maioria das lesões que podem ocorrer não são graves, mas poderiam ter sido evitadas.

Procure um nutricionista ou dietista para melhorar a sua saúde

Tanto o nutricionista quanto o dietista são profissionais que podem ajudar a melhorar a sua saúde. Embora seja verdade que existam diferenças entre eles, o objetivo será propor uma mudança de hábitos que melhore a prevenção de patologias complexas.

Além disso, existe cada vez mais empenho em uma abordagem integradora e multidisciplinar, por isso em todos os casos o profissionais te aconselharão a acompanhar a boa alimentação com outras práticas saudáveis. Os exercícios físicos, a exposição ao sol e um bom descanso são três dos mais importantes.

Recomendamos que você faça uma primeira consulta com um nutricionista ou dietista, dependendo das suas necessidades e situação. Você verá como a adaptação alimentar é benéfica, e sentirá o seu corpo cada vez mais funcional.

This might interest you...
Influência dos processos tecnológicos no valor nutricional dos alimentos
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Influência dos processos tecnológicos no valor nutricional dos alimentos

Como os processos tecnológicos influenciam o valor nutricional dos alimentos? Hoje, veremos quais são alguns dos métodos mais usados.



  • Sampaio L. P. (2016). Ketogenic diet for epilepsy treatment. Arquivos de neuro-psiquiatria74(10), 842–848. https://doi.org/10.1590/0004-282X20160116
  • Tajmohammadi, A., Razavi, B. M., & Hosseinzadeh, H. (2018). Silybum marianum (milk thistle) and its main constituent, silymarin, as a potential therapeutic plant in metabolic syndrome: A review. Phytotherapy research : PTR32(10), 1933–1949. https://doi.org/10.1002/ptr.6153
  • Peng, B., Yang, Q., B Joshi, R., Liu, Y., Akbar, M., Song, B. J., Zhou, S., & Wang, X. (2020). Role of Alcohol Drinking in Alzheimer’s Disease, Parkinson’s Disease, and Amyotrophic Lateral Sclerosis. International journal of molecular sciences21(7), 2316. https://doi.org/10.3390/ijms21072316