Qtrilmet: um novo medicamento para a diabetes

20 Novembro, 2020
O Qtrilmet é proposto como um tratamento para a diabetes tipo 2 em adultos que têm dificuldade de controlá-la com os medicamentos tradicionais. A Agência Europeia de Medicamentos estabeleceu que seus benefícios superam os riscos.

O Qtrilmet é um medicamento usado para tratar a diabetes. É composto por três substâncias ativas: metformina, saxagliptina e dapagliflozina. Esta droga é indicada como tratamento em pacientes de diabetes tipo 2 e que têm níveis de glicose no sangue que não podem ser adequadamente regulados apenas com metformina, ou combinada com saxagliptina ou dapagliflozina.

O uso de Qtrilmet em pacientes diabéticos também inclui aqueles que estão sendo tratados com sulfonias e que também não conseguem regular os seus níveis de glicose no sangue.

Como o Qtrilmet é usado?

Qtrilmet é um medicamento prescrito e vem em duas doses diferentes, que são:

  • Metformin 850 mgs / Saxagliptin 2,5 mgs / Dapagliflozin 5 mgs
  • Metformin 1 000 mgs / Saxagliptin 2,5 mgs / Dapagliflozin 5 mgs

Quando o especialista calcular a dose de Qtrilmet de que você precisa, ele irá considerar a dose de metformina que você estava tomando até o momento em que começar o tratamento com a nova droga. Em geral, uma vez avaliada a concentração adequada para cada caso de Qtrilmet, a orientação a seguir é de 2 comprimidos uma vez por dia. É melhor tomá-los junto com a comida.

Como o Qtrilmet funciona?

A diabetes tipo 2 é uma doença que tem sua causa na produção de insulina pelo pâncreas, embora em alguns casos o problema seja o fato de que o corpo não consegue usá-la de uma forma eficaz. A insulina é necessária para transformarmos glicose em energia.

Quando você sofre de diabetes, tem altos níveis de glicose no sangue. Esta doença pode ser tratada com Qtrilmet, que é composto por três substâncias ativas. Cada uma delas exerce um efeito diferente:

  • Metformina: funciona diminuindo a produção e absorção de glicose.
  • Saxagliptina: sua ação bloqueia a atividade dos hormônios que liberamos após a refeição, e que fazem o pâncreas iniciar sua produção de insulina. Quando esse bloqueio ocorre, a saxagliptina faz com que o pâncreas produza mais insulina quando os níveis de glicose no sangue aumentam. Além disso, essa substância ativa ajuda a reduzir a quantidade de glicose produzida no fígado.
  • Dapagliflozina: Esta substância ativa age em uma proteína nos rins chamada cotransportador sódio-glicose (SGLT2). Essa proteína funciona de uma forma que impede que a glicose passe para a urina e seja eliminada. Quando a dapagliflozina atua, ela promove a passagem de glicose para a urina para que possa ser eliminada, alcançando assim uma redução dos níveis de glicose no sangue.
Metmorfina
A dose de metformina determina o uso do Qtrilmet.

Você também pode estar interessado: Como a diabetes afeta a saúde mental?

Quais são os benefícios comprovados do Qtrilmet?

A combinação de metformina, saxagliptina e dapagliflozina tem sido útil porque elas são eficazes na redução dos níveis de glicose no sangue em pacientes com diabetes tipo II. No entanto, o que é avaliado, fundamentalmente, é a variação que ocorre nos níveis de hemoglobina glicada (HbA1c) uma vez que seis meses de tratamento tenham se passado. Esta hemoglobina é um indicador confiável dos níveis de glicose no sangue.

Os valores de HBA1c em pacientes diabéticos costumam ser maiores que 8%. Por essa razão, nos estudos realizados o objetivo é reduzi-los para pelo menos 7%. No geral, o Qtrilmet consegue uma redução nos níveis de HbA1c de 0,51%.

Entretanto, foram feitos outros estudos em que o Qtrilmet reduziu o nível médio de HbA1c em 0,82%, em comparação com os pacientes que não tomaram esse medicamento e em que observou-se uma redução de apenas 0,10%.

Exame de sangue
O exame de hemoglobina glicada permite medir a eficácia dos tratamentos de diabetes.

Quais são os efeitos colaterais?

Como todos os medicamentos, o Qtrilmet também pode causar alguns efeitos colaterais, sendo os mais comuns:

O Qtrilmet é contraindicado se você tiver hipersensibilidade a qualquer uma das três substâncias ativas em sua composição. Também não deve ser usado em pacientes com problemas renais ou hepáticos.

Leia também: Os remédios naturais mais eficazes contra a diabetes

Conclusão

A Agência Europeia de Medicamentos determinou que os benefícios do Qtrilmet superam os riscos que ele pode apresentar. Por essa razão, recomendou autorizar o seu uso, embora os resultados ainda estejam sendo monitorados.

  • (2019). Summary of opinion: Qtrilmet,metformin hydrochloride / saxagliptin / dapagliflozin. Case Medical Research. https://doi.org/10.31525/cmr-1d401a8

  • (2019). Human medicines European public assessment report (EPAR): Qtrilmet, metformin hydrochloride / saxagliptin / dapagliflozin, Diabetes Mellitus, Type 2, Date of authorisation: 11/11/2019, Status: Authorised. Case Medical Research. https://doi.org/10.31525/cmr-23ef88d

  • Reyes, B. (1982). Diabetes mellitus tipo II. Acta Méd. Colomb.