Para que servem os corticoides ou corticosteroides?

3 de janeiro de 2020
Ao intervir em muitos processos orgânicos, os corticoides terão efeitos adversos bastante variados. Por exemplo, um aumento considerável na suscetibilidade de infecções foi descrito, uma vez que são imunossupressores.

Corticoides ou corticosteroides são um tipo de medicamentos também conhecidos como cortisona. Isso ocorre porque, na verdade, esses medicamentos têm a estrutura química dos esteroides naturais que são sintetizados no cérebro. Por esse motivo, os corticoides, assim como os hormônios, interferem em vários processos orgânicos.

Entre essas reações, podemos citar algumas, como os processos metabólicos de nutrientes, como proteínas ou carboidratos, ou processos inflamatórios. Também intervêm no funcionamento do sistema imunológico, como veremos mais adiante, e na resposta ao estresse.

Os corticoides são vendidos com receita médica, porque têm efeitos muito poderosos. As doses e a posologia devem ser controladas pelo médico, pois o uso indevido desse tipo de medicamento é altamente perigoso.

Por outro lado, e como veremos ao longo do artigo, os corticoides são indicados para combater inúmeras doenças. Por exemplo, são usados ​​para o tratamento de doenças reumáticas ou para a doença de Crohn.

Para que são utilizados os corticoides?

Os corticoides ou corticosteroides são indicados para várias doenças

Como já dissemos, os corticoides ou corticosteroides são medicamentos usados ​​para tratar muitas doenças. É por isso que também estão disponíveis em várias formas farmacêuticas.

Em primeiro lugar, esses medicamentos são amplamente utilizados no tratamento de doenças pulmonares crônicas, como asma ou DPOC, bem como no tratamento da bronquite crônica. Para essas doenças, existem no mercado inaladores que permitem sua administração através de nebulização.

Além disso, existe também a formulação clássica em comprimidos para administração oral. É usado principalmente para tratar quase todos os tipos de doenças inflamatórias, como as classificadas como doenças reumáticas. Entre elas, a artrite reumatoide, osteoartrite ou lombalgia. Aliás, para dor nas articulações, pode ser administrado por via intramuscular.

Outro uso dos corticoides ou corticosteroides é o tratamento de psoríase, eczema ou diferentes tipos de dermatite. Para essas doenças é utilizada a formulação tópica aplicada diretamente na área afetada.

Finalmente, outra das indicações desse tipo de medicação são doenças autoimunes, como o lúpus eritematoso sistêmico.

Leia também: Remédios naturais para combater o lúpus

Ação farmacológica dos corticoides

Como sabemos, os corticoides afetam inúmeros processos no organismo, o que desencadeia inúmeros efeitos sobre ele. A seguir, mencionaremos algumas das principais ações farmacológicas:

  • Metabolismo de carboidratos, proteínas, lipídios, água e eletrólitos: os corticoides aumentam os níveis de glicose e de piruvato no sangue. Além disso, intervêm na redistribuição de gordura e aumentam a sensação de apetite. Por outro lado, retêm sódio e água, mas favorecem a excreção de potássio e hidrogênio. Podem desencadear osteoporose e miopatias.
  • Ações no sistema cardiovascular: facilitam o aparecimento de edema.
  • Imunossupressão: afetam o sistema imunológico, enfraquecendo-o, o que justifica sua eficácia em doenças autoimunes.
  • Ação anti-inflamatória: diminui os sintomas da inflamação, como rubor, calor, dor e edema. Além disso, também inibem a secreção de histamina.

Isso também pode te interessar: 7 anti-inflamatórios naturais que você deve conhecer

Reações adversas dos corticoides

Os corticoides ou corticosteroidos precisam de receita médica

Como todos os medicamentos comercializados, os corticosteroides não estão isentos de produzir uma série de reações adversas que foram relatadas em ensaios clínicos com esses fármacos.

Nesse sentido, ao intervir em muitos processos orgânicos, os corticosteroides terão efeitos adversos bastante variados. Por exemplo, um aumento considerável na suscetibilidade de infecções foi descrito, uma vez que são imunossupressores.

Outros efeitos colaterais comuns dos corticoides são:

  • Problemas músculo-esqueléticos, como dor muscular, osteoporose e necrose óssea.
  • Pancreatite e úlcera péptica.
  • Hipertensão.
  • Acne.

Além dessas reações, também podem produzir outros efeitos, como distúrbios psicológicos, entre eles, depressão, psicose ou insônia, além de catarata, glaucoma ou problemas endócrinos (diabetes, excesso de peso ou diminuição do crescimento, porque estão relacionados ao hormônio do crescimento).

Conclusão

Os corticoides ou corticosteroides são medicamentos relacionados aos hormônios esteroides do organismo que provocam inúmeros efeitos no paciente que os toma. É um medicamento com efeitos muito poderosos, portanto, é necessário ter muito cuidado com o seu uso, seguir as instruções do médico e nunca se automedicar.

  • Francisco Pizarro, I. (2014). Historia de los corticoides. Revista Médica Clínica Las Condes. https://doi.org/10.1016/s0716-8640(14)70120-8
  • Azparren, A., Servicio, A., & Farmacéuticas, D. P. (2009). Corticoides tópicos. Boletín de Información Farmacoterapéutica de Navarra.
  • Grau, P. S. (2006). Corticoides tópicos. Actualización. Medicina Cutanea Ibero-Latino-Americana.