O ruído afeta nossa saúde: 5 consequências

24 de abril de 2019
Mantenha seu corpo afastado de estímulos ruidosos e estressantes para conservar seu sistema imunológico forte. O ruído excessivo pode afetar a saúde tanto física como psicologicamente.

A poluição sonora está em todos os lugares. Apesar de que pareça inofensivo, o barulho das buzinas, a exposição a sons elevados e o volume com que escutamos música podem ter uma influência negativa na nossa qualidade de vida. Por isso, é importante que saibamos como o ruído afeta nosso bem-estar.

O que é o ruído?

Mulher evitando o ruído

Dia a dia convivemos com estímulos auditivos. Mas, quando começam a ser prejudiciais para nosso organismo? O ruído é um som exterior não desejado e perigoso para a saúde.

Uma investigação realizada por 3 importantes organizações europeias descreve o ruído como “uma emissão de energia originada por um fenômeno vibratório que é detectado pelo ouvido e gera uma sensação de moléstia”. Esta sensação é sentida principalmente, quando o ruído é alheio a nosso contexto no momento de percebê-lo, ou se não estivermos acostumados a ele.

Já temos então um panorama mais claro em quanto à diferença entre o som e o ruído. O limite da salubridade termina quando começamos a sentir-nos incômodos e quando o volume se torna nocivo.

Leia também: O que significam os zumbidos no ouvido?

O ruído: um problema mundial

Atualmente, o ruído constituiu uma importante preocupação ambiental a nível de saúde pública. Tanto que uma das metas da União Europeia para o ano 2020 é reduzir a contaminação acústica até os níveis aproximados aos recomendados pela Organização Mundial da Saúde. Quer dizer, menos de 85 dB por 8 horas diárias durante o período de trabalho.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, algumas das causas adquiridas da surdez podem ser pela exposição a sons muito altos em atividades recreativas: danceterias, concertos, eventos e o uso de aparelhos de áudio a um volume exagerado durante longos períodos de tempo. Por isso é tão importante escutar sons em um volume adequado.

Entretanto, os efeitos do ruído vão muito além da surdez. De fato, estes estímulos influem em nosso bem-estar físico e emocional muito mais do que pensamos. Aqui vamos contar como o ruído afeta a nossa saúde.

5 formas em que o ruído afeta a nossa saúde

1. Hipoacusia

Este é talvez o efeito mais preocupante, mas não é o único. A exposição laboral ao ruído por longos períodos de tempo é uma das principais causas da perda da audição. Isso ocorre porque o ruído produz danos nas células sensoriais do ouvido interno.

Por outro lado, a perda da audição pode gerar ansiedade, depressão, discriminação, diminuição do rendimento acadêmico ou isolamento, entre outras consequências. Por isso, é importante não submeter nosso corpo a estes estímulos estressantes.

2. Aumenta os transtornos do sono

O barulho ocasiona transtornos do sono

O ruído ambiental é uma das principais causas da interrupção do sono. Seus efeitos podem produzir insônia, evitar que tenhamos um descanso reparador e alterar as etapas do sono.

Se a interrupção do sono se torna crônica, incide nas mudanças de humor, na concentração e no rendimento. Ademais, tem efeitos importantes no estado de alerta e atenção.

3. Afeta o sistema circulatório

Estar expostos a ruídos constantes aumenta o risco de padecer enfermidades cardiovasculares. Quer dizer, incrementa a possibilidade de sofrer angina de peito ou infarto do miocárdio, e também de sofrer de hipertensão arterial.

Os níveis de áudio superiores a 65 dB ou as exposições agudas maiores aos 80-85 dB podem gerar alterações cardíacas a longo prazo.

Isto ocorre porque o alto volume atua como um estressante biológico que faz com que o organismo ative os hormônios do sistema nervoso, aumente a pressão arterial e a frequência cardíaca.

4. Causa estresse ou irritação

O estresse é uma resposta de nosso corpo sob um desafio externo. Entretanto, se durar muito tempo, afeta a nossa saúde. Por outro lado, o estresse causado por sons muito altos está relacionado com transtornos do sistema endócrino e imunológico.

Como efeitos secundários deste processo, a contaminação acústica afeta os processos de aprendizagem, a memória e interfere na resolução de problemas. Ademais, faz com que aumente a irritabilidade e as agressões.

Isso também pode te interessar: Os melhores conselhos para lutar contra o estresse

5. Alteração do sistema imunológico

O ruído e o sistema imunológico

O sistema imunológico necessita de muita energia para funcionar. Aliás, o estresse gera um estado de alerta que também requer muito esforço para o organismo. Quando o corpo é submetido a um estresse crônico se gera uma espécie de deficiência imunológica.

Como você pode ver, uma coisa leva à outra, pois a alteração do sistema imunológico abre as portas para que as bactérias e os vírus entrem no organismo e o ataquem já que fica indefeso. Desta maneira, é mais fácil que o organismo contraia enfermidades virais.

Como evitar os efeitos do ruído?

Uma vez esclarecido como o ruído afeta a nossa saúde, é importante saber como reduzir seu efeito. A seguir, compartilhamos com você algumas medidas que podemos tomar.

  • Primeiramente, por mais que você fique emocionado com a sua música preferida, evite ouvi-la com um volume muito alto. Seus ouvidos, certamente vão agradecer.
  • Por outro lado, se for a um concerto, evento ou festa, afaste-se vários metros das fontes de som.
  • Mesmo assim, se no lugar onde mora ou trabalha você está continuamente exposto a sons muito altos, use protetores de ouvido se for necessário.
  • Por outro lado, não supere os 100 dB.
  • Você deve também evitar usar eletrodomésticos barulhentos.
  • Por último, não escute música com fones de ouvido por mais de 60 minutos.

Siga estes simples conselhos e assim, manterá uma boa saúde auditiva. Entretanto, se sentir que sua audição está falhando, consulte sem perda de tempo a um médico especialista para que revise seu caso.

  • Organización Mundial de la Salud. Sordera y pérdida de la audición. (2018) [Online] Available at: www.who.int/es/news-room/fact-sheets/detail/deafness-and-hearing-loss
  • Unión Europea, Observatorio de Salud y Medio Ambiente de Andalucía, Junta de Andalucía. Ruido y Salud. [Online] Available at: www.diba.cat/c/document_library/get_file?uuid=72b1d2fd-c5e5-4751-b071-8822dfdfdded&groupId=7294824