O que significam os zumbidos no ouvido?

Os zumbidos nos ouvidos podem ser resultado de diferentes fatores. Quando se recebe um diagnóstico e tratamento adequados é possível superar esse problema sem maiores consequências
O que significam os zumbidos no ouvido?

Última atualização: 18 Fevereiro, 2021

Muitas vezes na vida você pode ouvir ruídos estranhos ou zumbidos no ouvido. Eles podem se tornar mais ou menos incômodos e, embora sejam frequentemente temporários, quando persistem, costumam causar preocupação. Especialmente porque sua causa é desconhecida. Isso já aconteceu com você? Muito provavelmente sim.

Em alguns casos, o zumbido nos ouvidos pode ser devido a fatores circunstanciais. Por exemplo, água que entrou no ouvido médio ou você ter viajado recentemente de avião. Também devido à prática de atividades físicas extremas ou a uma mudança de postura, após ter ficado muito tempo numa posição.

No entanto, algumas pessoas sentem esse desconforto de forma recorrente e com intensidade moderada a grave. Nestes casos, o médico deve ser consultado imediatamente.

Zumbido alto e contínuo em um ou ambos os ouvidos pode ser devido a alguma patologia grave. Em geral, eles não constituem uma doença em si, mas são um reflexo sintomático de outras condições.

A seguir, veremos algumas causas que o produzem e uma série de recomendações. Lembre-se de que até a dieta pode influenciar.

Definição e causas dos zumbidos no ouvido

Definição e causas dos zumbidos no ouvido

Os zumbidos no ouvido também são conhecidos como tinnitus ou acufeno. Podem ser definidos como uma sensação de som nos ouvidos sem que haja uma origem externa dos mesmos. Ou seja, só a própria pessoa os escuta.

De acordo com as estatísticas , “ninguém sabe ao certo quantas pessoas têm zumbido permanente. Mas vários estudos realizados ao redor do mundo descobriram que cerca de 5% dos adultos afirmam ter zumbido permanente em um ou ambos os ouvidos”. Por isso, há quem considere que cerca de 3,5 milhões de espanhóis sofrem deste problema; estes parecem bipes, pulsações ou vibrações, entre outras analogias. Sua incidência é maior em pessoas com mais de 40 anos.

O tinnitus ou acufeno pode acontecer por diferentes razões. As causas mais comuns são as relacionadas com o aparelho auditivo, sendo patológicas ou não.

As causas não patológicas podem ser:

  • Excesso de cera no conduto auditivo.
  • Entrada de água no interior do ouvido.
  • Corpos estranhos no ouvido.
  • Mudanças hormonais.

Entre as causas patológicas se encontram:

  • Tímpano perfurado.
  • Diabetes e obesidade.
  • Doença de Ménière.
  • Problemas neurológicos.
  • Distúrbios psicológicos graves.
  • Cadeia ossicular endurecida.
  • Tumores carnais, cistos ou tumores.
  • Otite ou infecção de qualquer área do ouvido.

Causas relacionadas com traumas:

  • Pancadas próximas ao ouvido ou na cabeça por queda, impacto, etc.
  • Hipertensão arterial e doenças coronárias.

Outras condições que podem causar tinnitus ou acufeno incluem:

  • Consumo de drogas.
  • Estresse, ansiedade e fadiga.
  • Consumo de certos medicamentos.
  • Exposição a sons muito altos.
  • Exposição a ruído ambiental alto e contínuo.
  • Uso frequente de fones de ouvido com volume alto.

O que fazer no caso de ter zumbidos no ouvido?

Se o desconforto for frequente e contínuo, você deve consultar um médico imediatamente para um diagnóstico. Quer se trate de tinnitus ou zumbido localizado, ou de uma doença que o cause, o tratamento deve ser oportuno. Desta forma, evita-se o agravamento ou a possibilidade de sequelas irreversíveis.

O médico pode aplicar um teste de som ou solicitar estudos clínicos. O paciente pode ser encaminhado a outros especialistas, como psiquiatra, psicólogo ou endocrinologista. Quanto ao tratamentodependendo da causa, o médico escolherá entre terapia medicamentosa, soluções cirúrgicas, terapias acústicas ou radiofrequência.

O que fazer

Recomenda-se não tomar aspirina, pois o ácido acetilsalicílico é prejudicial nesses casos.

Por outro lado, a única condição para o uso de remédios caseiros é que a causa não seja patológica. Ou seja, desde que o problema não seja consequência de uma patologia, certos remédios podem ser usados ​​(de preferência após consulta com o médico).

  • As recomendações incluem consumir abacaxi, gingko biloba ou colocar toalhas quentes nas orelhas, entre outros.

Como evitar os zumbidos não causados por patologias

Uma das medidas de prevenção consiste em evitar se expor a ruídos muito fortes. Em geral, basta ter hábitos de vida saudáveis, manter a saúde física e psicológica.

  • Deve-se reduzir o consumo excessivo de sal, açúcar, cafeína e fast food.
  • Devemos adotar hábitos para manter uma alimentação saudável balanceada.
  • Não esqueça de se hidratar adequadamente e de praticar exercícios.

Consequências de padecer de zumbidos no ouvido de forma prolongada

Consequências
Com a síndrome do ouvido musical, a música ouvida não vem de fora.

Se o diagnóstico e o tratamento forem os adequados, existe uma grande probabilidade de superar o problema sem nenhum tipo de consequência. Do contrário, a falta de atenção ao tema representa grandes riscos para a saúde.

Um sofrimento prolongado de tinnitus pode levar à perda de audição que ocorre pelo esgotamento das células auditivas. No entanto, também pode produzir o contrário: hiperacusia, uma alta sensibilidade adquirida aos estímulos auditivos devido à estimulação auditiva em excesso.

Outros danos colaterais dos acufenos são a redução da qualidade de vida e do rendimento no trabalho. O paciente também pode ficar suscetível a sofrer de cefaleia, tonturas, insônia, depressão ou ansiedade, entre muitos outros males.

Pode interessar a você...
Por que sinto um zumbido no meu ouvido? Descubra as causas e soluções
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Por que sinto um zumbido no meu ouvido? Descubra as causas e soluções

O zumbido pode ser um sintoma de alguma doença de maior cuidado, então, se ele se prolongar no tempo, devemos ir ao otorrinolaringologista