O que é a microtraição?

19 Maio, 2020
A microtraição é um comportamento em que uma pessoa comprometida incorre, mas de maneira sutil. Em que consiste exatamente e como ocorre? Descubra todos os detalhes a seguir.

As redes sociais e alguns aplicativos deram lugar a um novo tipo de infidelidade: a microtraição. Esse conceito foi criado pela psicóloga Melanie Schilling, que comentou ao The Daily Mail que o fez por causa da necessidade de dar um nome a um novo comportamento entre os casais.

A microtraição é toda ação ou comportamento em que uma pessoa comprometida incorre, mas de maneira sutil. Um tipo de flerte secreto, ou micro-infidelidade. Seria o contato com outra pessoa fora do relacionamento, física ou emocionalmente, mantendo-o em segredo do parceiro.

A microtraição consiste em pequenas ações que uma pessoa realiza quando se concentra em alguém fora do relacionamento. Em que consistem exatamente? Por que ocorrem? A seguir, queremos discutir um pouco mais sobre esse tópico.

Exemplos de microtraição

Alguns exemplos de microtraição, segundo essa psicóloga, seriam:

  • Consultar informações sobre o ex.
  • Interagir constantemente com alguém que não seja o seu parceiro, não por amizade, mas apenas por atração.
  • Não comentar a essa terceira pessoa que está em um relacionamento sério.
  • Minimizar o relacionamento real.
  • Ter conversas comprometedoras com outra pessoa, ou seja, com caráter sensual.
  • Salvar o número dessa pessoa no celular com um código.

Não deixe de ler: Como reagir diante de uma infidelidade?

Embora algumas pessoas possam acreditar que essas são características de pessoas controladoras ou muito ciumentas, a psicóloga enfatiza que a diferença entre um ato ingênuo com um amigo e uma microtraição é que essa última é ocultada do parceiro.

Dependendo do motivo pelo qual a pessoa decide ocultar o segredo, será possível fazer uma avaliação quanto à existência ou não de uma microtraição.

Microtraição no relacionamento
Em tempos em que a tecnologia facilita a comunicação com outras pessoas, fala-se de uma nova forma de infidelidade: a microtraição.

Novas infidelidades

Alguns especialistas mencionam que, com o surgimento das novas tecnologias, também apareceram novas formas de infidelidade, entre as quais se destacam:

  • Sexo virtual
  • Romance virtual
  • Sexting
  • Toque real
  • Sexo com avatares

Para identificar se estamos na presença da microtraição, também podemos avaliar as características das novas formas de infidelidade:

  • São acessíveis: só precisamos de uma conexão à Internet.
  • Custo módico: seu preço não é alto.
  • Anônimo: às vezes a verdadeira identidade se mantém oculta.
  • Adaptável: na medida em que permite a realização de fantasias, com base em um duplo padrão.
  • Aceitável: essa forma de comunicação já é considerada normal.
  • Ambíguo: uma vez que nem sempre há um limite claro entre o que é permitido e proibido e o que é saudável e patológico.
  • Existem segredos e intensidade.
  • Diminui a ameaça que a pessoa prejudicada sente, porque ocorre no mundo virtual e não no mundo real.
  • Há desinibição graças à distância física.
  • Demonstra-se mais segurança.

No entanto, antes de identificar qualquer uma dessas pistas, é melhor esclarecer os limites que existem no relacionamento.

Descubra: Como saber se meu parceiro está sendo infiel

O relacionamento deve ter regras claras

No momento em que duas pessoas decidem formar um relacionamento, a primeira coisa a fazer é estabelecer limites. Dessa maneira, ambos poderão saber como direcionar seus comportamentos ou que tipos de condutas podem prejudicar emocionalmente o casal. Por outro lado, regras claras também permitem saber quais atitudes ou ações podem prejudicar o relacionamento.

A quebra da confiança
Ter regras claras no relacionamento permite saber quais são as ações que podem prejudicar ou magoar o parceiro.

Por que a microtraição ocorre?

Entre as razões pelas quais as micro-infidelidades ocorrem, podemos dizer que esse tipo de comportamento permite sentir a emoção da conquista. Da mesma forma, existem aqueles que cometem essa forma de engano por que isso lhes dá o prazer de se sentirem atraentes para os outros.

É importante notar que é necessário saber até que ponto a pessoa que incorre na microtraição pretende chegar com esse novo “relacionamento”. Poderá classificá-lo posteriormente como uma infidelidade propriamente dita?

Muitas vezes, o que começa como um jogo sem intenções de cruzar o limite acaba se tornando uma infidelidade e, assim, termina desmanchando o relacionamento que existia anteriormente.

Por esse motivo, é importante determinar se os “jogos” românticos realmente terminarão aí ou se passarão do ambiente virtual para o real, afetando o relacionamento mantido no presente com a outra pessoa.

  • Imaz, J. A. G., & Alum, J. S. (2012). Las infidelidades: aprendiendo desde dentro de las conversaciones terapéuticas*. Revista Colombiana de Psiquiatría.
  • Ortiz, J. M. C., García, P., & Gómez, L. (2009). Celos y emociones : Factores de la relación de pareja en la reacción ante la infidelidad Jealousy and emotion : how partners react to infidelity. Athenea Digital.
  • Posada, I., & Noreña Ramírez, D. (2014). La infidelidad virtual como una oportunidad de resignificación positiva. Facultad Nacional de Salud Pública: El Escenario Para La Salud Pública Desde La Ciencia.
  • Varela, M. (2014). Estudio sobre infidelidad en la pareja: análisis de contenido de la literatura. Alternativas En Psicologia.
  • Valdez Medina, J. L., Colín, B. G., Maya Martínez, M. U., Montes de Oca, Y. P. A., Arratia López Fuentes, N. I. G., & Torres Muñoz, M. A. (2013). Las Causas Que Llevan A La Infidelidad: Un Análisis Por Sexo. Acta de Investigación Psicológica.