Relações à distância: chaves para o sucesso

· 16 de dezembro de 2018
Acredita-se que as relações à distância não podem prosperar devido à falta de contato físico. No entanto, estes casais costumam ter sucesso sem saber viver na etapa da paixão.

A ‘vida moderna’ e a tecnologia permitem muitas coisas, entre elas ter relações à distância e estar conectado continuamente; algo completamente impensado há algumas décadas.

Ninguém disse que é fácil, já que como seres humanos necessitamos do contato com o outro. Por isso, no seguinte artigo mostraremos algumas chaves para que a relação prospere.

As relações à distância têm vínculos mais estreitos

Relações a distância têm vínculos mais estreitos

Talvez tenham se conhecido pela Internet e cada um vivia no extremo oposto do planeta. Talvez por questões de trabalho um dos dois tenha se mudado para uma cidade muito longe.

Ou até mesmo pode ser que estejam poucos quilômetros de distância, mas devido as obrigações não se veem diariamente.

As relações à distância não são novidade, ainda que seja verdade que aconteçam mais do que em outros tempos. Antes, escreviam-se cartas e esperava-se meses pela resposta. Hoje em dia, é questão de enviar uma mensagem ou fazer uma vídeo chamada pelo celular.

No passado, eram necessários muitos meios de transporte para chegar a um destino. Hoje, pegamos um avião e em um par de horas estamos a milhares de quilômetro de casa.

As relações à distância podem ter mais sucesso que as convencionais

Ainda que pareça algo estranho, as relações à distância podem ter mais sucesso do que as convencionais. Por quê? Por que o vínculo gerado por essas duas pessoas costuma ser mais estreito.

O “simples” fato de não se ver todo o tempo os leva a se esforçarem cada vez mais quando estão juntos, seja pessoalmente ou através de uma tela.

Os casais que vivem longe têm um maior grau de intimidade, aproveitam ao máximo o tempo disponível e superam todo tipo de barreiras: idiomas, quilômetros, meios de comunicação.

As relações à distância permitem prolongar a chamada “etapa da paixão” na qual idealizamos o outro e continuamente pensamos na pessoa. Nas relações convencionais, essa situação acaba com a rotina e com a convivência.

Ter saudade também pode ser positivo, porque o encontro é planejado com detalhes e com muita vontade. O tempo que podem passar juntos será de maior qualidade, porque não o “usarão” para brigar nem discutir.

“Se a gente se vê um fim de semana por mês, não iremos perder tempo discutindo” seria o pensamento recorrente. O mesmo se aplica para o sexo, para as dores de cabeça ou para as desculpas que são deixadas de lado.

Leia também: Fortaleça as relações familiares

Chaves para que as relações à distância funcionem

A primeira pergunta gerada quando se decide ter uma relação à distância é: a separação física vale a pena? Ou mesmo, podemos ter sucesso? Se iniciou um romance com estas características ou está a ponto de fazê-lo, conheça estas chaves:

1. Avalie a situação

Como primeira medida, faça um trabalho de introspecção e seja muito consciente da decisão a ser tomada. As relações à distância nem sempre são como nos filmes.

Avalie se será capaz de suportar tantos dias, semanas ou até mesmo meses de separação.

Saiba que algumas questões como, por exemplo, quantas vezes poderão se ver e sob quais condições (quem terá que viajar, em qual momento do ano, quando dinheiro será necessário); caso queiram uma relação duradoura, o que acontecerá no futuro quando decidirem conviver ou se assentar, etc.

2. Estabeleçam normas

Mulher com celular

Uma vez que tenham aceitado a relação à distância, algo realmente importante é acordar algumas regras. Deixem todas as coisas claras. 

Por exemplo, quais horários podem ligar. Talvez para um é de dia e para o outro é de noite e é complicado combinar as obrigações e tarefas.

Outra questão muito importante é estabelecer e planejar os encontros: nas festas de Natal, nas férias, feriados, finais de semana, etc.

Organizar um calendário com antecipação permitirá por um lado ansiar pelo momento; e por outro fazer o possível para que aconteça (por exemplo, economizar dinheiro para as passagens de avião).

É importante cuidar: Os 4 pilares fundamentais de um casal

3. Mantenham contato

Hoje em dia, com a tecnologia não temos desculpas. Basta uma conexão com a Internet e um dispositivo eletrônico. É realmente importante estabelecer uma comunicação com certa periodicidade.

As relações à distância sem comunicação fluída não prosperam porque os seres humanos precisam de certo contato, ao menos através de uma tela.

Mesmo que se trate de cinco minutos por dia, contar para o outro as experiências do dia e aquilo que acontece permite reforçar o vínculo e manter a cumplicidade.

Falem de coisas frívolas, de qualquer situação que tenha ocorrido; mas também incluam conversas sobre sonhos, planos, futuro e objetivos.

Podem variar o meio de comunicação para que não seja tudo tão monótono: vídeo chamada, telefone, mensagens, áudios, e-mails ou até mesmo cartas.

4. Aceite as mudanças que podem surgir

Nas relações, no geral, existem questões que escapam de nossas possibilidades. Imagine o que acontece quando estamos com alguém que se encontra a vários quilômetros de distância!

É muito importante se adaptar às mudanças: que a Internet pare de funcionar, que o outro durma pela diferença de horário, que o outro tenha que estudar, que modifiquem o horário de trabalho, etc.

Nada nem ninguém garantirá que uma relação tenha futuro. No caso das relações à distância talvez requeiram um esforço maior pela falta de proximidade física.

No entanto, se ambos se gostam e têm os mesmos objetivos, à distância é somente um obstáculo a mais que devem ultrapassar juntos.