Meu bebê só quer dormir nos meus braços

30 de julho de 2018
Os bebês exigem atenção porque dependem totalmente dos pais para sobreviver. Uma forma de os pequenos se sentirem seguros é através do contato físico. É por isso que não é estranho que eles exijam que você os abrace para que possam dormir.

Os abraços e as crenças populares

Em alguns países e culturas é muito comum que avós, mães, ou amigos que tiveram filhos, lhe dissessem para não pegar no colo seu filho sempre que ele pedir, toda vez que ele chora, ou até mesmo quando vai dormir.

Acredita-se que, se você passar muito tempo abraçando seu bebê, poderá malcriá-lo. Como resultado, não será fácil dormir sozinho no seu berço. Em outras palavras, você sempre precisará abraçá-lo para que possa dormir.

Essa crença popular não é totalmente correta ou incorreta. Por que dizemos isso? O tema da educação das crianças é complexo, pois cada criança é diferente.

Bebês que precisam dormir nos braços da mãe

Existem alguns bebês que não precisam de muita atenção, e há bebês que são mais exigentes. Estes últimos são aqueles que exigem dormir nos braços da mãe.

Bebê que precisa dormir nos braços da mãe

Portanto, a decisão de abraçar ou não as crianças dependerá do contexto e, em grande parte, do instinto materno. No entanto, devemos esclarecer que um bebê depende inteiramente de seus pais para sobreviver.

Uma forma primitiva que a criança usa para exigir atenção é através do choro. Obviamente, as crianças exigem interesse e cuidado. E uma maneira pela qual eles se sentirão seguras é através do contato físico.

Isso envolve perceber o calor do seu peito e braços, sua voz amorosa, e até mesmo do seu cheiro. Sim, tê-la em seus braços é um ato natural para os pais, e os bebês precisam disso. Por isso, é normal que um bebê queira dormir em seus braços.

As crianças vão parar de exigir seus braços

Como quase todos os seres vivos, os filhos evoluem de acordo com sua idade. Isso inclui o desenvolvimento emocional, a autonomia e, portanto, o gradual desapego do bebê em relação à mãe.

À medida que os bebês crescem, seus ciclos de sono e vigília evoluem e se regularizam na mesma medida. Ou seja, as crianças precisarão, cada vez menos, serem carregada ou ninadas para poderem dormir, porque é um processo natural.

Obviamente, não é uma transformação cujo ritmo possa acelerar-se ou não, já que cada criança tem seu próprio ritmo de amadurecimento. Para acompanhá-la neste caminho, você precisa de uma boa dose de paciência e amor.

Você também pode se interessar: Por que algumas crianças se comportam mal na presença de sua mãe?

Abraços e choro nos primeiros meses

Durante os primeiros meses de vida, o bebê chora principalmente devido à cólicas, sono, fome, ou fatores externos que o incomodam, como frio ou calor. Uma das melhores maneiras de tranquilizar o pequeno é abraçá-lo.

De acordo com o livro “Você tem que carregar o seu bebê nos braços quando chora?”, os autores apontam que o choro do bebê acalma ou cessa imediatamente assim que ele é abraçado.

Bebê chorando porque quer dormir nos braços da mãe

No entanto, eles também recomendam deixá-lo protestar alguns minutos antes de abraçá-lo, para fazê-lo dormir mais tarde. Isso porque, às vezes, são necessárias lágrimas de cansaço para o bebê dormir.

Carregar nos braços não estraga o bebê

Outro aviso da tradição de criação era “Se você sempre carrega seu bebê, ele se acostumará em seus braços, e será mimado” . Mas você deve saber que esse fato está muito longe da realidade.

Se você está preocupado em ser rude com seu filho, pode ficar mais calmo. Os autores do livro comentaram com antecedência, e enfatizem que não há risco de criar maus hábitos em seu filho, se ele só quer dormir em seus braços, especialmente durante os primeiros seis meses de idade. De fato, é muito benéfico porque isso ajudará a fortalecer sua segurança interior.

Os bebês são projetados para dormir nos braços

Outro componente importante que servirá para tranquilizar você, é o fato de que os bebês já foram projetados para dormir nos braços.

Por exemplo, especialistas indicam que as costas do recém-nascido ainda estão enroladas, como quando ele estava dentro do útero de sua mãe. Por esse motivo, não é bom endireitá-la logo, e os braços são a melhor opção para um bebê dormir.

Quando os bebês estão no útero, não estão sozinhos; eles sentem sua mãe constantemente através das vibrações que vêm do coração, da voz, da respiração, e dos movimentos diários.

Bebê querendo dormir nos braços do pai

Na verdade, é como se a mãe estivesse balbuciando suavemente durante toda a duração da gravidez. Se eles pedem que seus braços o acalmem é porque querem reproduzir a sensação que experimentaram antes de nascerem, na qual se sentem seguros e calmos.

É importante dizer: Meu filho desafia meus limites: como devo encarar isso?

Conclusões

Neste ponto, esperamos que você se sinta mais calmo. Obviamente, ter um bebê exigente pode requerer mais tempo do que o planejado. No entanto, você deve ter em mente que o pequeno só se deixa levar por seu instinto de sobrevivência, e por isso exige dormir em seus braços.

Por outro lado, você deve ter paciência. O desenvolvimento dos ciclos de sono e vigília não é algo que possa ser acelerado. O que é certo é que, em algum momento, o bebê desenvolverá autonomia, e exigirá menos noites de embalo.

Apenas tente ensinar seu bebê a enfrentar momentos estressantes por outros meios, não apenas abraços. Lembre-se, devemos ajudá-los a construir e fortalecer sua autonomia na infância.

No entanto, se você perceber que seu bebê não dorme bem, mesmo se você lhe dá muito cuidado, isso pode ser um sinal de distúrbio do sono. Nesse caso, é melhor visitar o pediatra para que avalie a saúde do seu pequeno.

Recomendados para você