Receita de massa quebrada sem glúten

Pessoas com doença celíaca ou sensibilidade ao glúten devem restringir a ingestão desta proteína na dieta. Por isso, vamos ensiná-lo a preparar uma massa quebrada sem glúten.
Receita de massa quebrada sem glúten

Última atualização: 12 Outubro, 2021

A massa quebrada é excelente para preparar pratos salgados ou sobremesas. No entanto, nem todos podem apreciá-la, pois ela contém glúten. Por isso, hoje vamos compartilhar uma receita de massa quebrada sem glúten que pode ser introduzida na dieta de pessoas com doença celíaca. É fácil de fazer e tem uma excelente textura.

Antes de começar, saiba que a massa quebrada é um tipo de massa dura muito comum na confeitaria que costuma servir de base para bolos. Também é usada em quiches.

É assada no forno e recebe este nome devido à sua característica quebradiça, visto que se parte com alguma facilidade. Também pode ser comprada pronta em quase todos os supermercados, embora perca parte da qualidade em relação à versão artesanal.

Ingredientes da massa quebrada sem glúten

Massa quebrada sem glúten
Prepare inúmeras sobremesas com essa massa quebrada sem glúten.

Para fazer uma massa quebrada sem glúten, você precisará dos seguintes ingredientes:

  • 220 gramas de farinha sem glúten.
  • 90 gramas de manteiga.
  • 60 gramas de açúcar.
  • 1 ovo e uma gema de ovo.
  • 1 pitada de sal.

Ao escolher os ovos, certifique-se de que eles venham de galinhas criadas soltas e não em gaiolas. Este ato promove o desenvolvimento de boas práticas para a obtenção de produtos respeitando o bem-estar animal. Além disso, a qualidade nutricional e o sabor desse tipo de ovo é superior.

Não deixe de ler: Como fazer geleia de uva caseira?

Passo a passo

  1. Misture a farinha sem glúten com o açúcar e o sal em uma tigela grande. Esses ingredientes devem ser bem mexidos para que se integrem perfeitamente.
  2. Corte a manteiga em cubos e coloque na tigela. Recomenda-se que esteja em temperatura ambiente para facilitar o seu manuseio.
  3. Quando tiver concluído a etapa anterior, adicione o ovo e a gema. Trabalhe a massa até obter um resultado homogêneo. Lembre-se de que é necessário evitar amassar demais; caso contrário, ela pode se tornar muito elástica e isso afetará negativamente a textura final.
  4. Assim que terminar, forme uma bola e embrulhe em filme plástico para deixar descansar por 1 hora na geladeira.
  5. Depois desse tempo, despeje a farinha em uma superfície limpa e coloque a massa. Abra primeiro com as mãos e depois com a ajuda de um rolo.
  6. Forre uma assadeira com papel manteiga e coloque a massa por cima, retirando o excesso com a ajuda do rolo.
  7. Pique a superfície com um garfo e leve ao forno por cerca de 10 minutos a 180 graus Celsius até dourar.

Antes de assar, é importante colocar uma camada de papel vegetal por cima da massa. Cubra-o com leguminosas secas para evitar que inche.

Lembre-se de que você também pode cobrir a massa com ingredientes doces ou salgados antes de assar, dependendo da receita que deseja fazer. Porém, com essa receita, o melhor seria incorporar ingredientes doces. A seguir, mostraremos outra maneira de preparar a massa quebrada para incluir em pratos salgados.

Massa quebrada sem glúten ideal para receitas saudáveis

Torta de alho-poró sem glúten
A massa sem glúten pode ser usada para fazer vários tipos de quiches e tortas.

Quer saber como fazer uma massa quebrada sem glúten adequada para quiches e outros pratos salgados? O processo é bastante semelhante ao anterior, embora as proporções dos ingredientes variem. Lembre-se de que o resultado final deve ter uma textura quebradiça e fina.

Ingredientes

Nesse caso, você precisará dos seguintes ingredientes:

  • 220 gramas de farinha sem glúten.
  • 10 gramas de sal.
  • 6 gramas de açúcar.
  • 90 gramas de manteiga.
  • 1 ovo e uma gema.

Passo a passo

  1. Misture os ingredientes secos para que se misturem bem.
  2. Junte a manteiga cortada em cubos, em temperatura ambiente, o ovo inteiro e a gema. Trabalhe a massa com as mãos até obter uma textura homogênea, mas sem exagerar para evitar que fique elástica.
  3. Em seguida, forme uma bola e embrulhe a massa em filme plástico.
  4. Coloque na geladeira por uma hora para descansar.
  5. Depois de um tempo, coloque a farinha sobre uma superfície de trabalho e abra a massa quebrada com a ajuda de um rolo.
  6. Forre uma assadeira com papel manteiga e coloque a massa sobre ela. Elimine o excesso com a ajuda do próprio rolo.
  7. Fure a massa com um garfo e coloque outra folha de papel vegetal por cima com leguminosas secas para evitar que inche.
  8. Cozinhe por 10 minutos a 180 graus Celsius.

Quando devemos evitar comer glúten?

Farinhas sem glúten
A massa quebrada sem glúten é adequada para pessoas com doença celíaca ou sensibilidade ao glúten não celíaca.

Nos últimos anos, tornou-se moda limitar a presença de glúten na dieta. Especulou-se que isso poderia gerar certos benefícios para a saúde e para o funcionamento do corpo humano.

A verdade é que não há evidências de que a remoção do glúten seja vantajosa em pessoas saudáveis. No entanto, há situações em que ele não pode ser consumido, como as citadas abaixo.

Pessoas celíacas

A doença celíaca é uma doença autoimune que causa danos ao corpo pelo consumo de glúten, conforme evidenciado por pesquisas publicadas na revista BMC Medicine. Nestes casos, é necessário não só evitar o consumo do glúten como tal, mas também ter extremo cuidado com a contaminação cruzada.

Caso contrário, a função digestiva pode ser afetada adversamente. Sintomas incômodos como diarreia, dor e gases seriam causados, e aumentaria o risco de desenvolver outras patologias mais graves. No entanto, as pessoas que sofrem de doença celíaca costumam ser diagnosticadas desde as primeiras fases da vida, e estão cientes desta limitação alimentar.

Pessoas com sensibilidade ao glúten não celíaca

O que é comumente conhecido como “intolerância ao glúten” não existe. No entanto, existe um problema típico conhecido como “sensibilidade ao glúten não celíaca”. Nesse caso, o consumo da proteína gera uma série de efeitos adversos no organismo.

De acordo com um estudo publicado na Medicine, o melhor para quem sofre de sensibilidade ao glúten não celíaca é retirar o nutriente da dieta, embora seja possível reintroduzi-lo no futuro.

Em algumas ocasiões, esse problema é temporário, por isso pode ser resolvido com o passar do tempo. Da mesma forma, deve-se observar que a única coisa que a ingestão de glúten causa nesses casos são os sintomas, mas a saúde do sistema digestivo não é afetada como acontece nos pacientes celíacos.

Pacientes com patologias intestinais inflamatórias

As doenças inflamatórias intestinais ainda são alvo de muitas dúvidas na comunidade científica. Existem muitas variações entre os pacientes e o mesmo tratamento nem sempre é eficaz. No entanto, a relação entre a supressão do glúten da dieta e o manejo dessas patologias tem sido estudada, e uma melhora tem até sido observada em alguns casos.

Por esse motivo, uma dieta pobre em glúten ou sem essa proteína pode ser considerada para tentar melhorar a qualidade de vida desses pacientes. Da mesma forma, a supressão do nutriente na dieta pode beneficiar pessoas com outros tipos de doenças, como o hipotireoidismo. No entanto, ainda existem certas incógnitas a esse respeito.

Experimente esta massa quebrada sem glúten

Como você viu, fazer uma massa quebrada sem glúten é muito fácil. Poucos ingredientes e pouco tempo são necessários em todo o processo. O resultado não será exatamente igual ao da versão sem glúten, mas será muito parecido. Por isso, é uma excelente alternativa para preparar bolos, quiches e outros pratos doces ou salgados.

No entanto, lembre-se de que moderar o consumo de carboidratos pode ser benéfico para muitas pessoas, especialmente aquelas que não se exercitam regularmente. Assim, é mais fácil evitar patologias metabólicas complexas, como a diabetes tipo 2. O estado da composição corporal também será beneficiado a médio prazo.

Por fim, lembre-se de que para melhorar a sua saúde, será fundamental combinar uma alimentação adequada com outros bons hábitos. Dormir pelo menos 7 horas por noite irá garantir que os processos de recuperação que ocorrem no corpo sejam concluídos com sucesso e, assim, as ineficiências de médio prazo que causam patologias serão evitadas.

Pode interessar a você...
Torta de limão com merengue sem glúten e sem lactose
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Torta de limão com merengue sem glúten e sem lactose

Aprenda a preparar uma deliciosa torta de limão com merengue adaptada para celíacos e intolerantes à lactose. Não deixe de experimentar!



  • Caio, G., Volta, U., Sapone, A., Leffler, D. A., De Giorgio, R., Catassi, C., & Fasano, A. (2019). Celiac disease: a comprehensive current review. BMC medicine17(1), 142. https://doi.org/10.1186/s12916-019-1380-z
  • Roszkowska, A., Pawlicka, M., Mroczek, A., Bałabuszek, K., & Nieradko-Iwanicka, B. (2019). Non-Celiac Gluten Sensitivity: A Review. Medicina (Kaunas, Lithuania)55(6), 222. https://doi.org/10.3390/medicina55060222
  • Paduano, D., Cingolani, A., Tanda, E., & Usai, P. (2019). Effect of Three Diets (Low-FODMAP, Gluten-free and Balanced) on Irritable Bowel Syndrome Symptoms and Health-Related Quality of Life. Nutrients11(7), 1566. https://doi.org/10.3390/nu11071566