Isotretinoína para a acne: benefícios e efeitos colaterais

A isotretinoína é um medicamento muito eficaz, mas seu uso requer cautela. Na maioria dos casos, ele corrige problemas de acne, mas ao mesmo tempo tem o potencial de causar efeitos colaterais graves.
Isotretinoína para a acne: benefícios e efeitos colaterais

Última atualização: 07 Maio, 2021

A isotretinoína é um medicamento usado para tratar a acne moderada ou grave. Está disponível em cápsulas de 10, 20 e 40 miligramas e estima-se que seja eficaz em até 80% dos casos. O tratamento médio dura entre 4 e 5 meses.

A isotretinoína às vezes também é prescrita para tratar outros problemas de pele ou alguns tipos de câncer. Apesar da sua eficácia, tem sido associada a efeitos colaterais e adversos significativos. Causa defeitos de nascença e é por isso que as mulheres grávidas não devem consumi-la. Também não pode ser usada simultaneamente com suplementos de vitamina A.

Para que a isotretinoína é usada?

Embora a isotretinoína possa ser usada para tratar vários tipos de acne, quase sempre é prescrita para tratar uma forma grave chamada acne nodular recalcitrante grave. Normalmente, é prescrita quando outras abordagens não funcionaram.

É um dos medicamentos mais eficazes contra a acne. Em alguns casos, é indicada para tratar problemas como a rosácea, hidradenite supurativa, foliculite decalvante, dermatite crônica das mãos, fotoenvelhecimento cutâneo e psoríase. Por outro lado, tem sido utilizada no tratamento de alguns tipos de câncer de pele desde a década de 1980.

Quais são os benefícios para o corpo?

A isotretinoína é uma droga que atua em vários níveis. Possui ação comedolítica, ou seja, evita a formação da obstrução que dá origem a cravos e espinhas. Isso causa uma melhora muito significativa nas lesões já presentes e evita o aparecimento de novas.

Este medicamento inibe o crescimento de uma bactéria chamada Propionibacterium acnes. O microrganismo é encontrado naturalmente na pele, mas sua disseminação causa várias infecções, incluindo a acne.

Da mesma forma, a isotretinoína tem ação anti-inflamatória. Um dos seus principais benefícios é a redução da produção do sebo. Isso a torna muito eficaz contra vários problemas de pele.

Mulher com acne
A acne tem diferentes formas de apresentação. Algumas são graves e incluem múltiplas lesões cutâneas.

Efeitos colaterais da isotretinoína

Os efeitos colaterais da isotretinoína podem ser leves ou graves. Entre os primeiros está o aumento do ressecamento que atinge a pele, lábios, nariz e olhos. Isso leva a dificuldades como lábios rachados, hemorragias nasais e olhos ressecados.

Esses efeitos colaterais quase sempre desaparecem por conta própria. Quando este não for o caso, o médico deve ser consultado. Por outro lado, o medicamento também foi associado a outras reações mais graves que veremos a seguir.

Colesterol alto

O medicamento pode aumentar os níveis de colesterol no sangue. Isso é mais comum em pessoas com sobrepeso, diabetes, síndrome metabólica ou que consomem álcool. É melhor fazer um acompanhamento regular com exames de sangue.

Problemas musculares e articulares

Foram relatadas dores nas articulações e nos músculos em pessoas que tomam isotretinoína. Em adolescentes, ela pode interromper o crescimento normal dos ossos longos. Da mesma forma, pode causar fraqueza muscular.

Pressão no cérebro

A pressão no cérebro não é um efeito comum, mas é muito sério. Pode levar à perda de visão e até à morte. Ela se manifesta por meio de sintomas como dor de cabeça muito forte, tontura, náusea, vômito e visão turva. Esta condição deve ser resolvida o mais rápido possível.

Erupção cutânea

Às vezes, uma erupção cutânea pode ser séria, embora seja rara. É considerada uma emergência médica e pode ser acompanhada pelos seguintes sintomas:

  • Bolhas nos braços, pernas ou rosto.
  • Feridas nos olhos, nariz, boca ou garganta.
  • Descamação na pele

Dano nos órgãos e toxicidade

A isotretinoína pode causar danos a órgãos como fígado, pâncreas, intestino e esôfago. Isso é raro. Sintomas como sangramento digestivo, pele amarelada, diarreia, urina escura ou dor muito forte no abdômen são sinais de alerta.

Problemas de audição

É possível, embora raro, que esta droga cause redução da audição ou zumbido nos ouvidos. Se isso ocorrer, é importante consultar um médico imediatamente.

Problemas visuais

O medicamento pode causar secura nos olhos, mas também uma quantidade incomum de lágrimas. Além disso, às vezes causa visão turva, visão dupla ou visão em túnel. Pode ser mais difícil enxergar no escuro.

Reações alérgicas

Este medicamento causa reações alérgicas moderadas ou graves. Às vezes, há erupções na pele, hematomas nas pernas ou manchas vermelhas. Se houver urticária, inchaço da face ou dificuldade para respirar, é necessário ir ao pronto-socorro.

Diabetes

Este efeito colateral da isotretinoína também não é comum. Em algumas pessoas, causa problemas de açúcar no sangue que podem levar à diabetes. Você deve ficar atento aos sintomas e realizar uma consulta.

Níveis baixos de glóbulos vermelhos

Este medicamento pode diminuir o nível de glóbulos vermelhos e causar doenças como a anemia. Os principais sintomas são fraqueza, cansaço, tontura, pele pálida e mãos e pés frios.

Níveis baixos de glóbulos brancos

Níveis baixos de glóbulos brancos aumentam o risco de infecção. Se uma pessoa está tomando o medicamento e tem febre ou infecções com mais frequência, ela deve informar o médico. Felizmente, isso não é comum.

Problemas de saúde mental

A isotretinoína pode causar sérios problemas de saúde mentalPode levar à depressão, pensamentos suicidas e até psicose ou perda de contato com a realidade. Se houver mudanças perceptíveis no humor ou no comportamento, é necessário consultar um médico.

Considerações antes de tomar isotretinoína

Feto no ventre da mãe
As malformações fetais causadas pelo medicamento tornam necessário considerar o cuidado do seu uso em pacientes do sexo feminino em idade fértil.

Todos devem estar totalmente informados sobre os riscos de tomar isotretinoína. Em alguns casos, é necessário assinar um consentimento informado. O paciente deve informar ao médico sobre qualquer outro medicamento, suplemento ou substância que consuma regularmente.

Vários dos efeitos mais graves estão relacionados à gravidez. Uma mulher grávida ou amamentando não deve tomar este medicamento, nem ninguém que esteja planejando engravidar. Pode causar aborto, parto prematuro ou malformações no feto.

Se uma mulher tomar o medicamento, ela deve se certificar de que está usando um método anticoncepcional confiável. No caso dos homens, a substância pode permanecer no sêmen e não se sabe se isso tem algum efeito no caso de fertilizar uma mulher. Portanto, a cautela deve prevalecer.

A isotretinoína é um medicamento que exige cuidado

Deve-se notar que alguns dos efeitos adversos causados ​​pela isotretinoína são reversíveis, mas outros não. Às vezes basta interromper o uso do medicamento, enquanto em outros casos o dano é permanente.

Uma substância como essa deve ser tomada com extremo cuidado. Você deve seguir as instruções à risca, fazer os exames prescritos e manter seu médico informado sobre qualquer alteração ou preocupação.

Pode interessar a você...
Tratamentos para a acne
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Tratamentos para a acne

Os tratamentos para acne devem ser realizados logo que o problema for identificado. Portanto, é importante ir ao dermatologista aos primeiros sintomas.



  • Rubio-García, Leticia, Nancy Pulido-Díaz, and José Luis Jiménez-López. “Isotretinoína y síntomas de depresión en pacientes con acné severo y recurrente.” Revista Médica del Instituto Mexicano del Seguro Social 53.S1 (2015): 54-59.
  • Santos-Pérez, M., et al. “Sospecha de diabetes mellitus por isotretinoína.” Farmacia Hospitalaria 37.4 (2013): 340-342.
  • Aranda Núñez, A. P. (2019). Estudio de la relación del esfuerzo de corte con la presión en aneurismas cerebrales y la predicción del riesgo de ruptura usando herramientas de inteligencia artificial basado en datos morfológicos, fluidodinámicos y estructurales.
  • Ramos, P. P., Argilagos, C. S., & Tejo, I. L. (2020). Uso de isotretinoína en pacientes con acné nódulo-quístico en el Hospital. Revista Cubana de Farmacia, 52(3), 1-15.
  • Gómez-Flores, Minerva, et al. “Declaración de posición conjunta. Uso de isotretinoína en acné común.” Revista Médica del Instituto Mexicano del Seguro Social 49.3 (2011): 281-288.
  • Concha, Elescano, and Ivy Marcela. “Cambios séricos de colesterol y transaminasas en pacientes tratados con isotretinoína Centro Médico Naval 2014-2015.” (2015).
  • Guzman Rojas, Patricia, et al. “Hepatitis autoinmune inducida por isotretionina.” Revista de Gastroenterología del Perú 36.1 (2016): 86-89.
  • Peña, Ruth Beatriz, Ángela Cadavid, and Walter Cardona Maya. “Posible relación entre el uso de isotretinoína y la presencia de globozoospermia.” Revista Cubana de Obstetricia y Ginecología 37.3 (2011): 428-430.
  • Vega Zuñiga, Julio Hugo. “Monitorización laboratorial para el uso de isotretinoina en el tratamiento del Acné.” (2017).