Tretinoína: indicações e usos

02 Agosto, 2020
A tretinoína é um retinoide. Essas moléculas estão envolvidas em inúmeros processos no corpo, como diferenciação e proliferação celular, bem como apoptose ou morte celular programada e reprodução.

A tretinoína, também conhecida como ácido retinoico, é vitamina A ativa em todos os tecidos do corpo, exceto na retina. É amplamente utilizada na área de dermatologia para o tratamento da acne vulgar.

Faz parte da família dos retinoides, que possuem ação comedolítica, isto é, normalizam o processo de descamação do epitélio folicular e reduzem a obstrução do folículo. No entanto, veremos seu mecanismo de ação mais adiante e com mais detalhes.

Sua aplicação é realizada de forma tópica, tanto em adultos como em crianças com mais de 12 anos de idade. Uma fina camada de creme deve ser aplicada antes de dormir e a repetição da aplicação é regulada dependendo da eficácia e tolerância de cada paciente.

Antes da aplicação, recomenda-se lavar a pele com água e sabão, a fim de promover a absorção. Uma melhora na condição costuma ser observada entre 2 e 4 semanas. No entanto, o efeito máximo não é atingido antes de 6 ou 8 semanas de tratamento.

A tretinoína é comercializada em cremes que contêm 0,025 ou 0,05 gramas desse ingrediente ativo para cada 100 gramas de produto.

O que é a acne?

A tretinoína é indicada para peles com acne

Embora você provavelmente já conheça ou tenha sofrido com essa doença, vamos falar um pouco sobre o que ocasiona esse problema e sobre suas características gerais, para que possamos expandir nosso conhecimento e esclarecer dúvidas sobre essa patologia tão comum na população em geral.

Nesse sentido, a acne é um distúrbio da pele que se origina nos folículos capilares. Durante essa doença, esses folículos ficam obstruídos com células gordurosas e mortas da pele. Como resultado, formam-se comedões, cravos e espinhas.

A acne pode aparecer em diferentes partes do corpo, mas as áreas mais comuns são o rosto, as costas, o peito e os ombros.

Foram estabelecidas quatro causas principais:

  • Infecção bacteriana, como a causada por Propionibacterium acnes.
  • Produção excessiva de gordura.
  • Obstrução dos folículos capilares devido ao acúmulo de gordura e células mortas da pele, como já mencionamos.
  • Alta atividade hormonal, especialmente de andrógenos.

Além disso, existem outros fatores que favorecem o aparecimento dessa doença e a agravam. Por exemplo, o estresse pode piorar essa condição, assim como a dieta e certos medicamentos.

Como curiosidade, um pequeno estudo foi realizado para descobrir se o chocolate piorava os sintomas da acne, e os resultados foram positivos. No entanto, são necessários mais dados para saber exatamente o porquê.

Como a tretinoína exerce seu efeito no corpo?

Cremes para a pele

Como vimos, a tretinoína é um retinoide. Os retinoides estão envolvidos em muitos processos no corpo, como diferenciação e proliferação celular, bem como apoptose ou morte celular programada e reprodução.

Esse medicamento estimula a mitose das células da pele e reduz a coesão intercelular do estrato córneo. Além disso, interfere na queratinização anormal do folículo piloso, impedindo a formação de excesso de queratina e o acúmulo de lipídios. A queratina é uma proteína com uma estrutura muito fibrosa que constitui o principal componente das camadas mais externas da epiderme.

Além disso, a tretinoína possui ação comedolítica, ou seja, consegue normalizar a descamação do epitélio folicular e, assim, reduzir a obstrução folicular. Também possui ação anti-inflamatória e preventiva para a formação de novos microcomedões, que são os comumente conhecidos cravos.

Leia também: Costas sem acne: como conseguir

Advertências sobre o tratamento com tretinoína

É importante levar em consideração uma série de precauções quando em tratamento com esse retinoide. Nesse sentido, é importante evitar o seguinte:

  • Queimadura de sol.
  • Reações de fotossensibilidade.
  • O contato do produto com os olhos, pálpebras, nariz, boca e outras membranas mucosas do corpo.
  • As pessoas idosas precisam ser especialmente cuidadosas, assim como os mais novos, pois um perfil de segurança não foi estabelecido em crianças.
  • Infecções nas áreas afetadas.
  • Nenhuma mulher grávida deve tomar retinoides orais, como tretinoína, durante a gravidez. Também devem evitá-los as mulheres que possam engravidar durante o tratamento. Topicamente, o risco não é tão alto, mas também deve ser evitado.

Descubra: O que desencadeia acne nas mulheres?

Conclusão

A tretinoína é um medicamento usado em dermatologia para tratar diferentes condições da pele, mas, acima de tudo, para combater a acne.

É importante estar bem informado sobre a administração desse medicamento, bem como sempre seguir as recomendações do médico. O uso indevido desse medicamento pode causar sérias consequências.

  • Gómez-Flores, M., García-Hidalgo, L., Fierro-Arias, L., Ruiz-Ávila, J., Herz-Ruelas, M., Garza-Gómez, J., … Zubirán, S. (2011). Uso de tretinoína en el acné común. Rev Med Inst Mex Seguro Soc.
  • Fernández Vozmediano, J. M., Armario Hita, J. C., & Ferná Ndez Vozmediano, J. M. (2003). Retinoides en dermatología Retinoids in Dermatology. Med Cutan Iber Lat Am.
  • Arenas Gou, I. M. T., Calopa Cusi, I. A., & Baldrich Moix, I. E. (1996). TRETINOINA I ISOTRETINOINA. Circular Farmaceutica.