O iogurte, um alimento muito versátil

· 21 de outubro de 2013
Mergulharemos nas propriedades e vantagens desse alimento e descobriremos como ele reage em nosso organismo, regulando-o e fortalecendo-o. Confira!

Uma bandeja de iogurte no fundo da geladeira, pronto para ser comido a qualquer hora do dia. Quem não visualiza com água na boca essa imagem?

Então abrimos a geladeira, escutamos o “clack” ao separarmos um iogurte dos demais, pegamos uma colher, deslizamos a tampa metálica e ele se transforma no alimento perfeito para, por exemplo, o café da manhã, lanche da tarde, sobremesa ou como opção entre uma refeição e outra.

Entretanto, será que conhecemos realmente todos os benefícios que este alimento pode oferecer a nossa saúde?

Em seguida, mergulharemos nas propriedades e vantagens desse alimento e descobriremos como ele reage em nosso organismo, regulando-o e fortalecendo-o. Confira!

Sobre o iogurte

É produto da fermentação do leite. Em sua fabricação, o açúcar do leite (lactose) é transformado em ácido láctico por meio da fermentação bacteriana. Por isso, geralmente, pessoas que apresentem intolerância à lactose conseguem consumir o iogurte sem problemas.

Mas, este alimento sempre presente nas geladeiras modernas, é na realidade uma herança dos antepassados.

No livro 101 alimentos que podem salvar sua vida, de David Grotto, o iogurte é indicado como um dos mais antigos da história da humanidade.

O autor relata que a primeira ocorrência do alimento foi possivelmente acidental, mas que posteriormente os benefícios e propriedades do iogurte foram reconhecidos e disseminados, o que generalizou seu consumo.

Além disso, segundo as estatísticas, no Brasil, em 2001 o consumo per capita/ano era de 3,5 kg. De lá pra cá este número quase dobrou contabilizando atualmente 6 kg.

Assim, pesquisas apontam que o crescente consumo do produto no mundo inteiro está relacionado aos benefícios que ele apresenta à saúde. Benefícios esses que abordaremos em seguida!

Valor nutricional

É rico em proteínas e nutrientes essenciais. Dentre eles encontramos minerais como cálcio, potássio, magnésio e zinco. Além disso, ele também apresenta as vitaminas A e do complexo B.

Assim, as proteínas são fundamentais na construção, renovação e reparação dos tecidos, incluindo a pele, cabelos e unhas. Além de participarem também dos hormônios, enzimas e anticorpos.

O cálcio é fundamental na manutenção e formação, por exemplo dos ossos, unhas e dentes, além de participar nas contrações musculares.

O zinco aumenta a ação das enzimas no combate aos radicais livres e ajuda no fortalecimento do sistema imunológico, retardando o envelhecimento e fortalecendo o crescimento dos cabelos.

A vitamina A é reconhecida como extremamente benéfica para a saúde dos olhos e da pele. Ela restaura e constrói novos tecidos, além de auxiliar no tratamento de furúnculos, abscessos, queda de cabelo e acne.

Por fim, o iogurte contém um ingrediente especial. As bactérias responsáveis pelo processo de fermentação, denominadas Streptococuccus thermophilus e Lactobacillus bulgaricus, principais agentes no bom funcionamento do intestino.

O intestino humano é composto por bactérias boas e ruins, o iogurte apresenta mais bactérias benéficas que qualquer outro derivado do leite, e é isso que estimula o bom funcionamento do intestino.

Conheça mais benefícios deste maravilhoso alimento.

iogurtecaseiro - Diego Cosenza
O iogurte é rico em cálcio, potássio, magnésio e zinco. Além de vitaminas A e do complexo B.

Benefícios do iogurte

Em 2013, na cidade de Boston (EUA), especialistas internacionais em nutrição reuniram-se na Primeira Conferência sobre os Efeitos Saudáveis do Iogurte para apresentarem a atual posição da ciência sobre os efeitos saudáveis do produto na saúde. Mas quais efeitos são esses?

  • Proporciona hálito fresco – um estudo no Japão demonstrou que voluntários que consumiam 150 g de iogurte SEM AÇÚCAR, contendo as bactérias Streptococuccus thermophilus, apresentaram redução nas concentrações de uma bactéria que provoca o mau hálito.

Leia também: Combata o mau hálito com iogurte natural

  • Facilita a digestão – o que o torna ideal para lidar com problemas gastrointestinais.
  • Age no bom funcionamento do intestino. Além disso, reforça a resistência natural à doenças infecciosas do trato gastrointestinal e regulação do trânsito intestinal – por ação das bactérias benéficas que contém.
  • Ajuda no fortalecimento dos dentes, além de ser indicado em casos de osteoporose.
  • Ajuda no combate à artrite – pesquisas feitas em ratos com artrite, que foram alimentados com iogurte contendo as milagrosas bactérias, demonstraram que esses ratos apresentaram depois de um tempo apenas uma inflamação leve.
  • Funciona na melhoria da absorção de nutrientes em nosso organismo.
  • Diminui gases, processos de fermentação, inflamações, infecções intestinais e flatulências.
  • Fortalece o sistema imunológico.
  • Renova os tecidos do corpo;
  • Desacelera o processo de envelhecimento;
  • Auxilia na queima de gordura, constituindo-se como um alimento ideal para quem quer perder aquela barriguinha.
  • É um ótimo aliado na reposição de cálcio no período da menopausa.

Quanto consumir?

É recomendável o consumo de 3 porções diárias de leite e seus derivados (iogurte e queijos). Além disso, o iogurte é um produto versátil, funcionando perfeitamente como ingrediente de, por exemplo, molhos para saladas, bolos, vitaminas, ou como acompanhamento em cereais, com frutas, e como a imaginação nos permitir empregá-lo.

Leia também: Receita para preparar iogurte grego em casa

yogurt with muesli and berries
O iogurte é um produto versátil, funcionando perfeitamente como ingrediente de molhos para saladas, bolos, vitaminas, ou como acompanhamento em cereais, com frutas, e como a imaginação nos permitir empregá-lo.
  • Bortolozo, E. Q., & Quadros, M. H. R. (2007). Aplicação de inulina e sucralose em iogurte. Revista Brasileira de Tecnologia Agroindustrial, 1(1).
  • Damin, M. R., Almeida, K. E., Minowa, E., & Oliveira, M. N. (2006). Propriedades físico-químicas e viabilidade de Streptococcus salivarius subsp. bulgaricus em diferentes marcas de iogurtes comerciais no período final da vida de prateleira. Revista Leite E Derivados, 9, 20-30.
  • Brandão, S. C. C. (2002). Novas gerações de produtos lácteos funcionais. Indústria de Laticínios, 6(37), 64-66.