Hoje serei egoísta e cuidarei de mim mesma

Colocar o interesse próprio antes do alheio é algo que pode ser prejudicial para os outros. No entanto, às vezes você precisa ser egoísta para cuidar de si mesmo. Continue lendo!
Hoje serei egoísta e cuidarei de mim mesma

Última atualização: 09 Maio, 2021

Quando uma pessoa se expressa dizendo: “Hoje vou ser egoísta, vou cuidar de mim”, o que ela pretende transmitir? Qual é o significado dessa frase?

Porque parece que se comportar de forma egoísta significa colocar o seu interesse antes dos dos outros, o que muitas vezes tem consequências negativas para os demais.

No entanto, quando você pensa em si mesmo, também está tentando atender às suas respectivas necessidades individuais. Isso, longe de implicar sempre uma ausência de empatia ou generosidade, pode se dever a outras questões.

Você quer saber mais? Se sim, continue lendo. Nós vamos te contar.

O que significa essa história de “hoje serei egoísta, cuidarei de mim mesma”?

Aprender a cuidar de si mesmo muitas vezes exige tempo para se ouvir e para satisfazer suas próprias prioridades. Ou seja, sem deixar de prestar atenção nos outros, também é possível ver o que queremos ou o que precisamos em um determinado momento.

Mas quais aspectos são importantes para atingir esse equilíbrio?

A primeira pessoa sou eu

Talvez você já tenha se encontrado na situação de dizer “agora acabou, agora vou ser egoísta, vou pensar em mim”. Pode ser que você tenha passado por alguma decepção pessoal, tenha percebido que dá muito e recebe pouco ou, ainda, que, nessa dedicação contínua aos outros, tenha se esquecido de si mesmo.

 

Certamente você se sente mal quando pronuncia a palavra NÃO ou por deixar de oferecer sua ajuda quando alguém a pede. Porém, além de sentir qualquer culpa, “aprender a ser egoísta” é uma estratégia que pode ser útil em mais de uma ocasião.

Além disso, você já notou como as outras pessoas não sentem remorso quando fazem isso? Então, talvez pensar em si mesmo não seja uma coisa tão negativa.

Porque você também é importante. Porque você também merece ser feliz sem ter que desistir constantemente das suas necessidades.

“Hoje vou ser egoísta, vou cuidar de mim” significa que eu me aceito e me respeito

Se você não se aceita e nem se respeita, você acha que os demais vão fazer isso? Você tem tantas coisas pelas quais deve se preocupar antes de pensar nos outros.

É claro que seus atos de bondade farão você se sentir bem, mas a generosidade também não deve eclipsar todos os seus movimentos. Por esse motivo, se você se aceitar e respeitar a si mesmo, é provável que agradar aos outros deixe de ser um objetivo principal.

Assim, será natural que você queira apoiar os outros, mas sua felicidade não dependerá exclusivamente de atender aos interesses alheios, mas estará, por sua vez, direcionada a cuidar dos seus próprios interesses.

Quando dou, mereço receber

A ideia de “dar sem receber” se encaixa nas situações em que se oferece ajuda de forma desinteressada. Pressupõe que não há razão para esperar qualquer recompensa após uma boa ação. Você decide ser altruísta a qualquer momento simplesmente dando uma mão.

No entanto, esse pedágio pode ser algo que chega até nós de uma forma diferente, sem que venha de quem está ao nosso redor. Ou seja, quando nos ‘damos’ aos outros, também parece uma opção saudável nos conceder a permissão de pensar sobre nós mesmos.

Embora algumas pessoas considerem isso inaceitável, colocar-se em primeiro lugar de vez em quando é uma forma de “receber”. Trata-se de responder aos nossos próprios desejos sem que, por isso, devamos ser classificados como “egoístas”.

A importância de também pensar em si mesmo

Dar a si mesmo permissão para cuidar de suas próprias necessidades significa, por sua vez, que cada pessoa é importante. Aprender a aceitar e respeitar a si mesmo implica, entre outras coisas, a oportunidade de cuidar de si mesmo.

Além disso, faz sentido que a iniciativa nasça a nível individual, pois esperar que outros assumam essa responsabilidade pode ser uma aposta incerta. Quando você vai começar a se cuidar? Você se atreve a ser um pouco ‘egoísta’?

Pode interessar a você...
5 razões para ter um “frasco da felicidade”
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
5 razões para ter um “frasco da felicidade”

O "frasco da felicidade": uma técnica motivadora que costuma obter bons resultados em pequenos grupos de pessoas. Conheça mais a seguir!



  • Antoni Martinez, “Saber decir no: claves de la asertividad”, en web psicologíaenpositivo
  • Romi Arellano, Manuel J. Cuando digo no, me siento culpable. Nuevas ediciones de bolsillo, 2003.
  • Castanyer, Olga. La asertividad. Expresión de una sana autoestima. Bilbao: Descleé de Brouwer, 1996. 348 pp.
  •  «Técnicas para conductas asertivas»www.fundacioncadah.org.