A culpa pode se tornar uma sombra muito pesada

5 de novembro de 2019
Em vez de carregar a culpa e impedir que sejamos felizes, é importante que aprendamos a enfrentá-la e façamos o possível para recuperar essa sensação de calma.

O erro humano faz parte do nosso aprendizado. O grande progresso da humanidade foi construído sobre falhas. Às vezes, esses erros podem ferir outras pessoas e é aí que a culpa surge. Um sentimento autodestrutivo que pode se tornar uma sombra muito pesada.

Pedir perdão e não alimentar pensamentos negativos

Pedir perdão para evitar a culpa

O primeiro passo para nos libertarmos de um sentimento de culpa é pedir desculpas. Se a culpa for causada por danos a outra pessoa, devemos assumir nossa responsabilidade. Devemos portanto, encarar o momento com coragem e, com humildade, pedir perdão de coração. É importante fazer tudo o que estiver nas nossas mãos para poder corrigir o erro.

Não é bom deixar passar meses ou até anos, prolongando uma situação de conflito. Devemos derrubar a parede emocional e o medo de enfrentar o problema. Porque, se carregarmos uma grande culpa, ficaremos inquietos, tristes, decepcionados ou em estados depressivos ou de ansiedade.

É mais saudável não continuar alimentando pensamentos negativos ou de culpa.

Veja também: Superar o orgulho e pedir perdão

Insônia e culpa

É muito comum ternos insônia relacionada a um sentimento de culpa. Tentamos dar mil voltas ao problema. Reconstruímos em nossa mente, repetidas vezes, situações dolorosas, o que nos impede de descansar à noite. Em geral, não percebemos o dano que estamos causando a nós mesmos.

Devemos fazer as pazes com o nosso passado para dormir bem e melhorar nossa saúde. O remorso em nossa consciência nos impede de descansar à noite. Por outro lado, produz taquicardias, hipertensão, estresse, ansiedade, depressão e insônia.

Existem exercícios de respiração para relaxar e poder adormecer. Também podemos tomar uma infusão relaxante, como valeriana ou maracujá.

Não podemos mudar o passado

Por mais que queiramos, não podemos mudar o passado. Não podemos voltar no tempo para tomar outras decisões melhores. Devemos aprender a seguir nossas vidas e, com inteligência emocional, saber como virar a página. Deter-nos em uma situação passada não pode determinar nossa vida futura.

Há dores que transitam por um período de luto mas passam com o tempo. Entretanto, também há dores que só se resolvem com resignação. Aceitar e assumir o passado nos fortalecerá no futuro. A culpa também tem um tempo de cicatrização até a sua cura completa.

Problemas para dormir? Então leia: Vença a insônia com estes 5 conselhos

Torne-se dono de seus pensamentos

Não podemos permitir que o pensamento transborde a ponto de nos machucar. Repetir como obsessão um sentimento de culpa não resolve nada.

Nesse sentido, podemos tentar estas dicas para dominar pensamentos negativos de culpa:

  • Faça atividades criativas ou motivacionais.
  • Aumente sua atividade física e use sua energia para os esportes.
  • Tente melhorar sua linguagem corporal. Endireite as costas e mova-se com vitalidade.
  • Faça listas das coisas boas que acontecem.
  • Relaxe a mente com meditações e momentos para si mesmo.
  • Visite ambientes naturais que proporcionem paz e tranquilidade (praia, floresta, campo, etc.).
Dançar para sentir-se bem

Como podemos eliminar a culpa?

Para resolver qualquer problema, precisamos primeiro estar conscientes dele. Muitas pessoas sofrem sem saber o porquê e não buscam a origem da dor e da culpa.

Portanto, o primeiro passo para a recuperação da tranquilidade é investigar dentro de nós mesmos. Encontre o momento ou as situações que criaram o estado de negatividade.

Então, devemos exteriorizá-lo e compartilhar nossas fraquezas com uma pessoa de confiança ou com um profissional. Ninguém é invulnerável e pedir ajuda não deve nos envergonhar.

Existem métodos e terapias personalizadas que os psicólogos aplicam para tratar a autoestima e sentimentos de culpa.

Por outro lado, também devemos ser pacientes. Toda mudança interna é gradual e requer força de vontade e esforço. Portanto, seja constante e não desanime se dias difíceis chegarem.

Em conclusão, os monstros da culpa se alimentam dos pontos fracos da personalidade. Entretanto, vencer a batalha depende apenas de nós mesmos.