O que é a hidrocortisona?

A hidrocortisona tem efeitos mineralocorticoides e glicocorticoides. Os primeiros alteram o equilíbrio de fluidos e eletrólitos, o que facilita a reabsorção de sódio e hidrogênio, bem como a excreção de potássio. Consequentemente, ela é eficaz em caso de edema e hipertensão.
O que é a hidrocortisona?

Última atualização: 20 Março, 2021

Hidrocortisona é o nome dado ao medicamento que contém o hormônio cortisol. Este medicamento pode ser encontrado no mercado sob diferentes marcas comerciais.

Está disponível para diferentes vias de administração, conforme necessário. Existem preparações para a administração oral, injeção para aplicação intravenosa e pomada para a via tópica.

É indicada para o tratamento de diversas doenças, como a insuficiência adrenocortical, a síndrome adrenogenital, a hipercalcemia, a inflamação da tireoide, artrite reumatoide, asma e DPOC. 

A hidrocortisona foi descoberta em 1955 e está em uma lista elaborada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) que indica os medicamentos que um sistema de saúde deve ter à disposição.

Principais indicações da hidrocortisona

Creme de hidrocortisona
A hidrocortisona é um corticosteroide usado para o alívio de processos inflamatórios. Ela pode ser encontrada em comprimidos, injeções ou cremes tópicos.

A hidrocortisona é classificada como um corticosteroide; portanto, pode ser usada em diversas situações. Em primeiro lugar, a hidrocortisona alivia os processos inflamatórios, por isso é administrada como um anti-inflamatório quando necessário.

Também tem efeitos imunossupressores. Por isso, pode ser utilizada em doenças autoimunes, como a artrite reumatoide (à qual se soma seu efeito anti-inflamatório). Por sua vez, é administrada em pacientes com asma ou outras doenças pulmonares.

A hidrocortisona pode ser indicada para tratar ou prevenir reações alérgicas e para o tratamento de diferentes tipos de câncer, como a leucemia, o linfoma e o mieloma múltiplo.

Por outro lado, é utilizada como terapia de reposição de esteroides em condições que se apresentam com insuficiência da glândula adrenal, conforme demonstrado pelos resultados dos estudos. Esse tipo de doença se desenvolve com a diminuição da produção necessária de esteroides.

Outras indicações da hidrocortisona são:

  • Estimula o apetite em pacientes com câncer que apresentem problemas graves desse tipo.
  • A pomada é usada no tratamento de reações alérgicas na pele, bem como no alívio dos sintomas de coceira, vermelhidão e inflamação.
  • Prevenção e tratamento de náuseas e vômitos associados a algumas terapias anticancerígenas, como a quimioterapia.

Mecanismo de ação: como a hidrocortisona age no organismo?

Os efeitos desencadeados pela hidrocortisona, assim como por todos os corticosteroides endógenos secretados pelo córtex adrenal, devem-se às modificações enzimáticas que provocam, e não a uma ação específica do hormônio.

A hidrocortisona tem efeitos mineralocorticoides e glicocorticoides. Os primeiros alteram o equilíbrio de fluidos e eletrólitos, o que facilita a reabsorção de sódio e hidrogênio, bem como a excreção de potássio. Consequentemente, ela é eficaz no edema e na hipertensão.

Quanto aos efeitos dos glicocorticoides, estes estão envolvidos em outras vias metabólicas, como:

Por outro lado, a hidrocortisona também possui ação anti-inflamatória, que se deve à sua capacidade de inibir a fosfolipase A2, uma molécula pertencente à família das lipocortinas.

Essas substâncias modulam a síntese de mediadores inflamatórios. Portanto, como estão inibidas, estas moléculas não podem ser sintetizadas e o quadro inflamatório é melhorado.

Por fim, deve ser mencionado que ela também inibe a liberação do hormônio adrenocorticotrófico pela hipófise. Esse efeito deve ser levado em consideração, pois se administrada em altas doses e por um longo período de tempo, o córtex adrenal pode atrofiar.

Reações adversas da hidrocortisona

Médico receitando medicamento
A hidrocortisona tem contraindicações e efeitos colaterais. Por isso, deve ser administrada com cautela, sob a supervisão do médico.

A hidrocortisona, como todos os medicamentos do mercado, não deixa de desencadear uma série de efeitos colaterais. As reações adversas são definidas como todos os eventos esperados que ocorrem de forma indesejável e não intencional com o tratamento de um medicamento.

É importante ter em mente que nem todas as pessoas sofrem com essas reações ou não as manifestam da mesma forma. Os efeitos variam de paciente para paciente. Além disso, geralmente eles são reversíveis e tendem a desaparecer por conta própria com o tempo. Os mais comuns, ou seja, aqueles com prevalência maior que 30%, são:

  • Aumento do apetite
  • Náuseas.
  • Dor de estomago.
  • Insônia.
  • Retenção de líquidos.

Conclusão

Hidrocortisona é o nome que o cortisol recebe quando administrado como medicamento. É usada no tratamento de muitas patologias. Devemos seguir sempre as recomendações do médico, pois o uso indevido pode desencadear reações indesejáveis.

It might interest you...
As 10 alergias mais comuns da pele
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
As 10 alergias mais comuns da pele

As erupções cutâneas na pele são um sinal de alergia. Saiba mais como identificar as dez alergias mais comuns e tratá-las antes que se tornem um pr...



  • Comité de Medicamentos de la Asociación Española de Pediatría. (2015). Hidrocortisona. Pediamécum.
  • Serra, H. A., Roganovich, J. M., & Rizzo, L. F. L. (2012). Glucocorticoides: paradigma de medicina traslacional de lo molecular al uso clínico. Medicina.
  • De Castro, M., & Elias, L. L. K. (2003). Insufici??ncia adrenal cr??nica e aguda. Medicina.