Gordura abdominal: 10 alimentos para combatê-la

· 2 de abril de 2014
Ao incluir vegetais crus em nossa dieta, ativamos nosso organismo para que este queime gordura. Os que têm um alto teor de fibras também nos ajudam a reduzir a absorção de gordura.

A maioria de nós tem ou já teve um pouco de excesso de gordura abdominal. É antiestético, mas também um risco para a saúde, uma vez que a gordura está próxima aos órgãos vitais. Por isso, daremos algumas dicas simples para você incluir na sua dieta diária.

Milhões de pessoas que sofrem com a gordura abdominal têm o peso adequado, porém, exibem este pequeno excesso acumulado no intestino.

O que fazer? Não precisa recorrer à cirurgia, já que existem opções naturais que podem ajudar a resolver a questão.

Riscos da gordura abdominal

  • O nosso corpo tem uma “reserva energética” de pequenos excessos de gordura para nos proteger do clima e assegurar o bom funcionamento dos órgãos. A energia não queimada se torna ácido graxo que se acumula no fígado e nos tecidos musculares.
  • A gordura armazenada na área estomacal causa sérios riscos à saúde: artérias entupidas, problemas cardíacos e aumento dos triglicerídeos.
  • A cintura dos homens não deve ultrapassar os 102 centímetros, e nas mulheres, 88 centímetros.

10 alimentos que combatem a gordura abdominal

Para combater o excesso de gordura na cintura, inclua diariamente os seguintes alimentos naturais, evitando todas aquelas comidas industrializadas com alto teor de frituras ou gorduras.

1. Cítricos

Quem não gosta de laranjas, limões ou toranjas? São maravilhosas fontes de vitamina C, ajudam o nosso corpo a processar gorduras mais rapidamente e a eliminar a insulina, evitando o ganho de peso. Por que não incluí-los no café da manhã e nas sobremesas?

Descubra: 8 sintomas da deficiência de vitamina C

2. Melões e melancias

Sandia

São deliciosas frutas com alto teor de água e potássio, o que permite regular os níveis de sódio, evitando assim o incômodo e o característico inchaço do abdômen.

3. Nozes

Inclua nozes nas saladas. Elas são saborosas e contêm ômega 3, regulam os hormônios do estresse, como o cortisol, e evitam o acúmulo de gordura. Consuma cerca de 4 unidades por dia, por exemplo.

4. Amêndoas

Pode-se consumir até 10 por dia; a sua composição glicêmica controlará o açúcar e ativará o metabolismo. São ricas em proteínas, cálcio, fibras e ômega 3, fornecendo uma boa dose de energia.

5. Café verde

grano-cafe-verde

O café verde vem se destacando nos últimos anos como um excelente eliminador da gordura abdominal.

Seus grãos ainda verdes contêm ácido clorogênico, componente que reduz a absorção de açúcar no trato gastrointestinal, queimando a gordura armazenada, além de estimular o metabolismo do fígado e queimar mais gordura.

6. Aveia

Avena_

É uma fonte natural importante de fibras e proteínas, ideal para o café da manhã e o jantar. Reduz o colesterol e limpa o sangue, capturando gorduras e eliminando toxinas do nosso organismo. Não deixe de inclui-la em sua dieta.

Leia também: Batida saciante de pera, chia e aveia para perder peso

7. Vegetais com alto teor de fibras

É sempre aconselhável comer uma porção diária de vegetais crus: cenoura, folhas verdes, etc. Dessa maneira, o nosso corpo será melhor ativado para queimar gorduras. Inclua também legumes ricos em fibras, como espinafre, brócolis e aspargos.

Seus nutrientes reduzem a absorção de gordura quando estão no intestino.

8. Morangos, framboesas, amoras e mirtilos

Frutos-rojos

Estas frutas saborosas contêm uma elevada quantidade de fibras e água e muitas poucas calorias. Seus flavonoides regulam os níveis de sódio, e suas antocianinas inibem a assimilação de gorduras e açúcares. Você pode incluí-las em todas as refeições.

9. Salmão

Fonte essencial de ômega 3 e proteínas, ativa o metabolismo e evita que a gordura se acumule no abdômen. Para quem puder comprá-lo, seu consumo é recomendado duas vezes por semana.

10. Azeite de oliva

Quem não gosta de um fiozinho de azeite em suas saladas? O azeite favorece a absorção de nutrientes e reduz o colesterol, além de regular a gordura abdominal.