Como fortalecer o sistema imunológico?

9 de março de 2019
São muitas as coisas que podem acabar afetando o sistema imunológico, por isso é importante saber identificar o que causa isso e como resolver este problema.

Antes de mais nada, o sistema imunológico protege o corpo contra os agentes nocivos e sua função é a defesa contra infecções e doenças, destruindo células patógenas.

Por isso, é importante levar um estilo de vida saudável para reforçar o sistema imunológico, especialmente quem sofre de doenças que o afetam diretamente ou doenças crônicas.

Reduzir o estresse para fortalecer o sistema imunológico

Em primeiro lugar, é importante dizer que o estresse é capaz de alterar os estados de ânimo e causar depressão ou ansiedade, que afetam diretamente no sistema imunológico.

Além disso, são capazes de danificar a resistência desse sistema e aumentar as probabilidades de contração ou desenvolvimento de doenças.

Utilize métodos de relaxamento, meditação, exercícios de respiração, yoga ou tai chi e mantenha contato com a natureza sempre que possível, para, assim, contrariar estes estados prejudiciais.

 Reduzir o estresse para fortalecer o sistema imunológico

Exercício físico

Os benefícios do exercício regular incidem diretamente sobre o sistema imunológico.

Sendo assim, é muito importante caminhar pelo menos 20 minutos, quatro ou cinco dias da semana. Além disso, esse tipo de atividade também ajuda a reduzir a queda da função imune, relacionada com a idade.

No entanto, quando realizamos exercícios ultrapassando os limites pessoais, corremos o risco de adquirir infecções, especialmente do trato respiratório superior; por isso é de extrema importância regular a intensidade, para não danificar o sistema imunológico.

Dessa forma, leia também: Exercícios simples para a dor nas costas

Exercício físico fortalece o sistema imunológico

Nutrientes benéficos ao sistema imunológico

Certos nutrientes são específicos para aumentar a função do sistema imunológico, e os antioxidantes ajudam a eliminar as toxinas do corpo, que podem afetar negativamente o sistema imunológico.

Vitamina C

É o nutriente mais importante para o sistema imunológico; aumenta a produção de células que combatem infecções no sangue e reduz o risco de contração de vírus.

A vitamina C é encontrada em cítricos, pimentas, morangos, kiwis, mangas, tomates, batata, couve-flor, couve, brócolis e couves de Bruxelas, por exemplo.

Sendo assim, leia também: Conheça os benefícios da vitamina C

Vitamina E

Estimula a produção de células que combatem os germes, bactérias e o câncer, e protegem o corpo dos contaminantes ambientais. Só para ilustrar, pode ser encontrada em frutas, verduras, azeites prensados à frio, cereais integrais, legumes, sementes e frutos secos.

Vitamina E do azeite reforça o sistema imunológico

Carotenoides

São ricos em betacaroteno e encontrados em alimentos como damasco, pêssego, melancia, milho, couve, batata, abóbora, beterraba, brócolis e aspargos. Essas frutas e verduras contêm antioxidantes, que ajudam a reparar as células danificadas por radicais livres.

Ainda mais, os alimentos ricos em betacaroteno proporcionam vitamina A e melhoram a função do sistema imunológico.

O brócolis pode melhorar a função do sistema imunológico

Selênio e zinco

O selênio pode ser encontrado no atum, bem como em carnes, cereais integrais, nozes, dentre outros alimentos; e o zinco pode ser encontrado em produtos lácteos, frutos secos, mariscos, carnes vermelhas, feijões e cereais integrais.

Esses alimentos são ricos em proteínas, tanto vegetais como animais, e servem de construtores para muitas células do corpo, pois possuem aminoácidos.

As nozes podem reforçar o sistema imunológico

A fibra dos cereais integrais ajuda o corpo a se desfazer das toxinas, através do fígado, fortalecendo o sistema imunológico.

Já o zinco se mostra muito importante no melhoramento das funções das células T, que são vitais na identificação de antígenos e que, dessa maneira, informam nosso corpo e o sistema imunológico sobre a presença de invasores nocivos.

Imagens oferecidas por: flickr, WealthOfHealth4 e stayhealthier