Eridose para a acne: precauções importantes

O uso de eridose para a acne está crescendo. Trata-se de uma marca comercial do antibiótico eritromicina. Está sendo vendido e recomendado sem receita médica, daí as precauções a tomar. Neste artigo, explicamos qual é a sua ação e quais são os seus perigos.
Eridose para a acne: precauções importantes

Última atualização: 17 Janeiro, 2021

O uso da eridose para a acne, embora não seja novo, ganhou uma certa fama com base nas recomendações feitas nas redes sociais. Eridose é a marca registrada de uma apresentação específica do antibiótico eritromicina.

Em outras palavras, o ingrediente ativo é a eritromicina, só que ela não é comercializada em comprimidos ou xaropes, mas em lenços umedecidos. A apresentação não impede que seja um medicamento e, como tal, requeira receita médica.

O problema surgiu porque ele é recomendado por pessoas que não são profissionais de saúde, e porque foi registrado e algumas farmácias o vendem sem receita médica. É necessário esclarecer que a própria caixa do medicamento explica a necessidade de receita médica profissional para a sua venda.

Embora possa parecer um produto cosmético, na verdade não é. Como regra geral, os cosméticos não contêm ingredientes ativos que penetrem na derme. A eritromicina pode ser absorvida pela pele, o que a torna um medicamento tópico.

Essa diferenciação é importante porque cosméticos e medicamentos têm leis diferentes. Enquanto os primeiros estão disponíveis sem receita médica e podem ser adquiridos em diversos locais em diferentes áreas, os medicamentos só podem ser vendidos em farmácias.

A eridose para o tratamento da acne usa eritromicina em uma concentração de 2%. Isso significa que cada limpeza tem cerca de vinte miligramas de antibiótico, com base no fato de cada uma estar impregnada com um mililitro da solução.

O que é a eritromicina que a eridose utiliza para tratar a acne?

Dissemos que, para o tratamento da acne, as toalhinhas da marca eridose são impregnadas com eritromicina. Este antibiótico pertence ao grupo dos chamados macrolídeos, onde também encontramos a claritromicina e a azitromicina.

A eritromicina é capaz de combater muitas bactérias diferentes, mas é usada principalmente no tratamento da acne, porque é ativa contra o micro-organismo Propionibacterium acnes, que está ligado à formação de lesões de acne.

Este medicamento é conhecido desde a década de 1950. Em 1952, seus descobridores o publicaram na comunidade científica. Eles o encontraram como o produto de um micro-organismo que vivia no solo das Ilhas Panay, nas Filipinas. Foi bem aceito no campo da medicina, mas com o tempo sua indicação foi limitada a certas patologias precisas, como a acne.

O antibiótico é capaz de abordar um amplo espectro de bactérias, incluindo aquelas de difícil tratamento, como treponemes, micoplasmas e clamídias. Em alguns protocolos de tratamento é o antibiótico de escolha, por exemplo, quando há infecções por legionella, campylobacter ou bordetella.

Antibióticos
A eridose é basicamente um antibiótico: eritromicina. Por isso, deve ser usado com as devidas precauções para esse tipo de medicamento.

Tratamentos para a acne

Temos que entender que o uso de eridose para a acne é mais uma opção de uma variedade de opções terapêuticas para a patologia. Acima de tudo, devemos entender que não existem soluções mágicas, mas tratamentos prolongados.

Além da eritromicina, outras substâncias foram avaliadas e ainda estão sendo estudadas para determinar seu efeito na acne. Por exemplo, o peróxido de benzoíla, que é frequentemente usado em combinação com a eritromicina, a fim de aprimorá-la e para evitar a resistência microbiana.

O peróxido de benzoíla também pode ser combinado com derivados da vitamina A,  chamados retinoides. Esta combinação combate o Propionibacterium acnes e descama as células da pele para impedir que obstruam os poros cutâneos.

Entre os antibióticos também se incluem opções alternativas à eritromicina. Uma delas é a doxiciclina. Esse antibiótico é consumido por via oral e tem um efeito adverso importante: a fotossensibilidade. Enquanto é consumido, a pele se torna muito sensível à luz solar, o que pode causar vermelhidão extrema com pouca exposição ao sol.

A doxicilina também é combinada com o peróxido de benzoíla e com retinoides, a fim de indicar uma dose mais baixa e evitar a resistência microbiana. Como estamos vendo, embora a eridose seja uma opção para a acne, não é a única disponível.

Finalmente, o último passo do tratamento, se as opções anteriores falharem, é a isotretinoína. É o medicamento mais eficaz contra a acne, mas seus efeitos adversos no fígado exigem monitoramento constante. Por esse motivo, é reservado para casos especiais.

A isotretinoína também gera fotossensibilidade, assim como a doxiciclina e, em alguns casos, a secura excessiva dos lábios e narinas. Quando a secura é prolongada ao longo do tempo, pode levar a hemorragias nasais.

Mulher com acne
O uso de Eridose é indicado exclusivamente para a acne, mediante receita médica.

Precauções com o uso de eridose para a acne

Já vimos que o uso de eridose para a acne é mais uma opção em um grupo de medicamentos. A acne é uma patologia, e não um simples efeito de alteração da beleza. Portanto, seu tratamento deve ser direcionado.

Como a eridose contém eritromicina, as precauções a serem tomadas são as mesmas que as recomendadas para qualquer apresentação do referido antibiótico.

Estudos científicos não estabeleceram segurança para o uso de eritromicina durante a gravidez e a lactação, já que o antibiótico é capaz de atravessar a placenta e atingir o feto. A eritromicina também foi encontrada no leite materno.

Embora não haja fotossensibilidade, como ocorre com outros antibióticos, a eritromicina pode causar efeitos dermatológicos indesejados, tais como:

  • Eritema: vermelhidão
  • Pele seca
  • Prurido e coceira.
  • Bolhas

O uso de antibióticos deve ser conduzido com cautela devido à possibilidade de gerar resistência microbiana, ou seja, as bactérias se tornarem mais capazes de suportar o efeito da droga e, portanto, ficarem mais difíceis de matar.

Na presença de lesões da pele, sempre será preferível fazer uma consulta médica e obter um aconselhamento profissional. Lembre-se: medicamentos como a eridose devem ser prescritos por um profissional, e a farmácia não pode vendê-los sem a prescrição correspondente.

Pode interessar a você...
Os perigos do uso de antibióticos durante a gravidez
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Os perigos do uso de antibióticos durante a gravidez

O uso de antibióticos durante a gravidez pode ser perigoso, de acordo com o que a ciência sabe até o momento. É preciso escolher o medicamento certo.



  • Herane, María Isabel. “Actualización terapéutica en acne vulgaris.” Dermatol Pediatr Lat 3.1 (2005): 5-19.
  • Kaminsky, Ana, and Rosana Lago. “Tratamiento del acné.” Dermatología Argentina 10.3 (2004): 171-184.
  • Pascual, A. Macaya. Guía de tratamientos dermatológicos. Jarpyo, 2007.
  • Farzam K, Quick J. Erythromycin. [Updated 2019 Jun 29]. In: StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; 2019 Jan-. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK532249/
  • Weisblum B. Insights into erythromycin action from studies of its activity as inducer of resistance. Antimicrob Agents Chemother. 1995;39(4):797–805. doi:10.1128/aac.39.4.797