Use estes remédios naturais eficazes para combater a clamídia

11 de junho de 2018
Embora a clamídia geralmente não apresente sintomas claros, se notarmos alguns dos sinais que explicamos deveríamos ir ao ginecologista, e idealmente combinar o tratamento médico com os remédios mencionados aqui.

Por isso  é difícil que nos proponhamos a uma consulta ao médico, a menos que percebamos algumas das características desse distúrbio, como desconforto ou dor na área genital.

Neste artigo compartilhamos os melhores remédios naturais para combater a clamídia de forma eficaz. Também detalhamos os sinais que devem nos preocupar, se suspeitarmos que podemos estar sofrendo dessa doença.

O que é clamídia?

Bactérias de clamídia

A clamídia é uma das doenças sexualmente transmissíveis mais comuns nos países industrializados. Seu nome e origem são determinados pela bactéria Chlamydia trachomatis, que pode afetar homens e mulheres.

É essencial combater a clamídia a tempo, para evitar que ela cause outras infecções mais sérias ou infertilidade. Com o tratamento certo poderemos nos curar desse transtorno muito silencioso.

No entanto, para isso é importante conhecer seus sintomas:

  • Micção dolorosa, ou durante a relação sexual.
  • Dor no baixo ventre, no ânus, ou nos testículos.
  • Alterações no corrimento vaginal, que pode ser mais escuro e ter um cheiro mais forte.
  • Secreções do pênis e do reto.
  • Sangramento fora do período menstrual.
  • Infecções nos olhos
  • Dor de garganta.
  • Febre

5 remédios para combater a clamídia

1. Óleo essencial de orégano

Óleo essencial de orégano para combater a clamídia

O óleo essencial de orégano se destaca por suas propriedades antibacterianas, que podem combater a clamídia de forma eficaz de dentro para fora.

Este óleo, que é extraído da destilação das folhas desta planta aromática, é um antibiótico que pode ser tomado em cápsulas ou gotas, misturado com mel, ou azeite de oliva, ou coco.

Este óleo também possui propriedades antivirais, antifúngicas e antiparasitárias. Além disso, suas virtudes analgésicas nos ajudarão a acalmar as dores.

Nesse sentido, é um remédio muito eficaz para prevenir e tratar todos os tipos de infecções por patógenos.

Leia também: Remédio de orégano e azeite de oliva para proteger o sistema respiratório

2. Óleo essencial de árvore do chá

Outro óleo essencial muito potente que pode ser de grande ajuda é o da árvore do chá. No entanto, este é usado por sua aplicação na pele, por isso é o complemento ideal para o orégano. Desta forma, podemos combinar tratamentos tópicos e orais.

O óleo essencial da árvore do chá é antibacteriano e antifúngico. Além disso, tem a virtude de absorver os maus odores, reduzindo a inflamação, e promovendo a regeneração das células.

Desta forma, é um remédio muito adequado para combater a clamídia.

3. Própolis

Própolis para combater a clamídia

Um dos melhores antibióticos naturais que podemos tomar é a própolis, que é usada para tratar infecções causadas por bactérias, vírus ou fungos. Além de combatê-los, também pode reduzir a inflamação, e a dor que causam.

Podemos tomar 5 gotas de própolis, 3 a 5 vezes ao dia, até notarmos melhora. No entanto, se quisermos melhorar o tratamento, devemos usá-lo diretamente (mas sem base alcoólica).

  • Deve ser diluído em um pouco de água, para lavar a área genital afetada.

4. Quiinácea

Quiinácea é uma planta muito poderosa para fortalecer o sistema imunológico contra todos os tipos de infecções. No entanto, não podemos bebê-lo continuamente por muito tempo.

  • É melhor tomar por três meses, descansar por 15 dias, e voltar a consumi-lo por um mês.

A dose ideal é a seguinte:

  • No início ou se a infecção piorar: 7,5 ou 10g por dia.
  • Manutenção: 2,5 ou 5g por dia.
  • Evite tomar cafeína durante o tratamento.
  • Interage com imunossupressores.

Veja também: 5 razões pelas quais o sexo pode não estar sendo satisfatório

5. Alho

O último dos remédios que propomos é aquele que todos temos em casa: o alho. Este poderoso antibiótico natural é muito eficaz se o consumimos cru, todos os dias. Se não o digerimos bem, podemos tomá-lo na forma de cápsulas ou óleo.

  • Em caso de sofrer uma infecção vaginal de clamídia, podemos recorrer à inserção de meio dente de alho que embrulharemos em gaze esterilizada.
  • Nós devemos fazer um nó, que ficará fora da vagina para a remoção.
  • Nós deixaremos atuar por, no máximo 4 horas, e faremos isso uma vez por dia. Nós não devemos exceder este tempo, já que poderemos irritar a área ainda mais.
Recomendados para você