Dormir faz bem à saúde?

14 de março de 2019
Muitos se questionam se dormir bem realmente faz diferença na saúde... a resposta é "sim"!

Uma boa noite de sono auxilia na perda de peso e no tratamento de doenças consideradas graves, como o câncer, por exemplo. Além disso, a pele também permanece bonita e com aspecto saudável se a pessoa dormir bem.

Antes de mais nada, o corpo continua em atividade enquanto dormimos. Ou seja, ocorre um processo de memória e de hormônios, como o hormônio do crescimento.

Afinal, como dormir bem pode nos ajudar?

No momento em que uma pessoa dorme adequadamente, o seu organismo se fortalece, e o sistema imunológico passa a protegê-la melhor contra qualquer tipo de doença que possa se manifestar. Assim, eis alguns dos benefícios que o bom sono proporciona:

  • Retarda o envelhecimento;
  • Previne doenças nervosas, assim como físicas;
  • Promove a beleza;
  • Não há desgastes físicos e mentais;
  • Trata doenças graves;
  • Possibilita maior rendimento nas atividades pessoais e profissionais, etc.

Danos que noites mal dormidas acarretam:

  • Irritação durante o dia;
  • Cansaço;
  • Perda de água no organismo;
  • Envelhecimento celular;
  • Estresse;
  • Surtos, etc.

Leia também: Vença a insônia com estes 5 conselhos

Então, como dormir bem?

Quando o assunto é o sono o que realmente importa é o dia seguinte, ou seja, todo o rendimento do seu dia dependerá de como você acordou; em outras palavras, vai depender se você teve um sono tranquilo e completo ou uma noite mal dormida.

Sendo assim, o ideal é dormir durante 7 ou 8 horas seguidas, sem interrupção. Uma curiosidade é que, segundo pesquisas na área, a quantidade de horas dormidas varia de acordo com o sexo. Dessa forma, as mulheres dormem menos que os homens, e têm mais chance de sentir dificuldade para dormir.

O interessante também, segundo especialistas, é procurar não dormir num ambiente barulhento e com muitos equipamentos eletrônicos, mesmo que permaneçam desligados. Isso porque as ondas eletromagnéticas durante o uso dos aparelhos podem ficar impregnadas no ambiente, dificultando o relaxamento do cérebro.

Mulher que sabe dormir bem
As mulheres dormem menos que os homens, e assim têm mais chance de sentir dificuldade para dormirem.

Distúrbios durante o sono

Existem problemas e/ou ações involuntárias que acontecem durante as horas em que o indivíduo está dormindo, no entanto, nem todos são considerados graves.

Os principais distúrbios do sono

  • Ronco;
  • Apneia (pausa na respiração);
  • Sonambulismo (pessoa levanta interage de diversas maneiras enquanto dorme);
  • Sexonmia (sonambulismo sexual);
  • Transtorno alimentar noturno;
  • Pesadelo;
  • Terror noturno infantil (criança grita);
  • Distúrbio do sono REM (a pessoa chuta, fala ou vive o sonho, por exemplo);
  • Síndrome das pernas inquietas;
  • Fibromialgia (o sono não é reparador, dessa forma, o corpo todo dói);
  • Narcolepsia (em resumo, a pessoa dorme profundamente de uma hora para outra);
  • Insônia;
  • Bruxismo (pressão excessiva no maxilar);
  • Síndrome da cabeça explosiva (no sono profundo, a pessoa acorda de repente ao ouvir uma explosão ou barulho forte);
  • Paralisia do sono (a mente desperta, mas o corpo não);
  • Enurese noturna (xixi na cama).

Leia também: Bruxismo: um transtorno psicossomático

Influenciadores do bom sono

  • Dormir tarde e acordar cedo no verão e na primavera;
  • Cabeça para o norte e pés para o sul;
  • Dormir do lado direito;
  • Dormir entre 23 h e 1 h.