Dieta vegana crua: benefícios e riscos

9 de maio de 2019
A dieta vegana crua, também conhecida como crudiveganismo é muito simples de fazer e consiste em não cozinhar os alimentos e, assim, comê-los em sua forma natural.

Você alguma vez quis iniciar uma dieta vegana crua mas não sabe se se acostumaria o suficiente para realizá-la? Neste artigo te contamos como pode realizá-la mas, antes você precisa saber em que consiste.

Leia mais e fique por dentro!

O que é a dieta vegana crua ou crudiveganismo?

Opção de dieta vegana crua ou crudiveganismo

Diferente do veganismo tradicional, esta opção não contempla o cozimento dos alimentos.

Esta dieta é feita porque é realmente nutritiva para o corpo e, além disso, porque os benefícios são grandiosos, uma alimentação crudivegana é importante para o corpo dos veganos porque assim adquirem mais nutrientes do que os que usualmente consomem em uma dieta com alimentos cozidos.

A alimentação crudivegana se refere à comida viva ou raw food, outro termo utilizado é raw vegan. Assim, você pode se alimentar de vegetais naturais ecológicos e sem cozinhar.

Também pode consumir frutas, raízes, hortaliças, sementes, frutos secos, algumas algas e germinados. Pode comer alimentos desidratados porque, quando são cozidos a menos de 42ºC não perdem as propriedades que possuem.

Leia também: Dieta vegetariana: confira suas consequências

Cardápio da dieta vegana crua

Para escolher seus cardápios você deve saber fazer uma boa combinação de alimentos, por isso deve saber quais são as melhores combinações e regras neste estilo de vida.

Existem muitos tipos de alimentos que você pode comer para realizar sua dieta vegana, enquanto fornece combinações simples ao seu corpo, ele consegue fazer uma digestão mais simples e assimila os nutrientes mais facilmente.

Por outro lado, é preciso se lembrar de que os seguidores da dieta vegana crua devem se assegurar de poder suplementar a vitamina B12, e não depender de fontes naturais como, por exemplo, algas ou alimentos fermentados, já que estes não constituem uma fonte efetiva de tal vitamina.

Lista de alimentos ideais numa dieta vegana crua:

Frutos secos são parte da dieta vegana crua

Os frutos secos são uma das principais fontes de gorduras para o crudiveganismo.

  • Amidos: abóbora, batata e beterraba
  • Gorduras: frutos secos, coco, sementes e abacate
  • Ácidos: tomate, pimentão e frutas ácidas
  • Doces: frutas secas e frutas doces

Se quiser fazer boas combinações, siga estas regras simples do crudiveganismo que não haverá problema se pular algumas vezes:

  • Tente não combinar gorduras e doces
  • Preferencialmente não combine diferentes tipos de gorduras
  • Não combine frutas ácidas e doces
  • Não combine ácidos com amido

A transição para uma dieta crua: como fazer isso direito

Para fazê-lo direito, deve começar incluindo alimentos não cozidos em suas refeições. Lembre-se que não é bom fazer mudanças drásticas assim, use o vapor para cozinhar ou cozinhe em uma temperatura menor do que 45 ºC.

Prós e contras

Na dieta vegana crua pode haver deficiência de vitamina B12

Deve-se avaliar o benefícios e riscos da falta considerável de outros nutrientes como a vitamina B12. Antes de adotar o estilo de vida de uma dieta vegana crua, devemos avaliar todos os prós e contras, com suas vantagens e inconvenientes, antes de aplicá-la. Claro, consultar um especialista seria o mais recomendado.

Benefícios da dieta crudivegana

As pessoas que seguem uma dieta de alimentos crus acreditam que têm numerosos benefícios de saúde, incluindo:

  • Aumento da energia
  • Uma pele mais clara
  • Perda de peso
  • Redução do risco de desenvolver algumas doenças

A dieta de alimentos crus contém menos gorduras trans e gorduras saturadas do que a típica dieta ocidental. Além disso, é pobre em sódio e açúcar e oferece altos níveis de potássio, magnésio, ácido fólico, fibra, vitamina A e antioxidantes, todos eles benéficos para a saúde.

Leia também: 3 formas de preparar bebidas veganas

Riscos de seguir uma dieta vegana crua

Uma das principais objeções que são levantadas é o possível risco de sofrer de deficiências nutricionais, principalmente pela carência de, por exemplo, vitamina B12, ferro, zinco e ácidos graxos Ômega-3.

Um estudo encontrou que as pessoas crudiveganas têm níveis mais altos de homocisteína e baixos níveis de colesterol HDL, devido à deficiência de vitamina B12.

Por outro lado, as pessoas com hipoglicemia ou diabete devem ter cuidado na dieta de alimentos crus. Ainda que os antioxidantes, verduras e fibras possam ser úteis, uma quantidade excessiva de sucos poderia piorar sua condição.

Do mesmo modo, é indispensável consultar um médico especialista em nutrição antes de empreender numa dieta crudivegana. Especialmente pessoas com antecedentes de transtornos da alimentação ou as que pesam pouco.

Por fim, lembre-se de  que o sucesso que tiver em sua dieta dependerá da motivação que tiver em realizá-la. Além da vontade que tem de fazer uma mudança de vida.

  • Kapoor, A., Zuberi, N. A., Rathore, M. I., & Baig, M. (2015). Serum homocysteine level in vegetarians in District Tharparker, Sindh. Pakistan journal of medical sciences31(1), 127-30.
  • Rogerson, D., Maçãs, D., Milner, M., Liu, Y., & Klonizakis, M. (2018). Contrasting Effects of Short-Term Mediterranean and Vegan Diets on Microvascular Function and Cholesterol in Younger Adults: A Comparative Pilot Study. Nutrients10(12), 1897. doi:10.3390/nu10121897
  • Bloomer, R. J., Gunnels, T. A., & Schriefer, J. M. (2015). Comparison of a Restricted and Unrestricted Vegan Diet Plan with a Restricted Omnivorous Diet Plan on Health-Specific Measures. Healthcare (Basel, Switzerland)3(3), 544-55. doi:10.3390/healthcare3030544