Dieta vegetariana: confira suas consequências

· 15 de janeiro de 2019
A troca para uma dieta vegetariana traz uma série de mudanças. No entanto, nem todas são ruins.

Quando se adota uma dieta vegetariana, podem aparecer certas mudanças positivas no organismo.

No entanto, a verdade é que muitos as ignoram, e costumam pensar exclusivamente no vegetarianismo como um sinônimo de déficit de ferro.

Cabe destacar que existem mudanças mais evidentes do que outras. No entanto, a partir dos 6 meses podem-se notar várias melhorias que vão desde a perda do excesso de gordura na área abdominal, até uma pressão arterial mais estável.

Passar de uma alimentação onívora para uma vegetariana não é o fim do mundo.

Apesar de ter popularizado mais suas consequências na saúde, de fato, este tipo de alimentação tem muito mais benefícios do que parece. Principalmente se a pessoa mantém um estilo de vida coerente e saudável.

A passagem para uma dieta vegetariana

Se não é uma pessoa muito aficionada com a carne ou o peixe, e não consome estes produtos com muita frequência, passar para uma dieta vegetariana não será um grande desafio. Por outro lado, uma boa opção será reduzir, pouco a pouco, a ingestão de carne e peixe.

Por exemplo, pode-se começar por reduzir a carne vermelha e, no lugar, consumir somente peixe e carne magra. Logo depois, comece a preferir o peixe azul e branco. Por fim, abandone o peixe e comece uma dieta vegetariana, propriamente.

A nível internacional, no ano de 2003, foi lançada uma campanha denominada Meatless Monday (Em português: segundas sem carne). Esta campanha tentava ajudar as pessoas a moderarem o consumo de carne, ou mesmo reduzi-lo para melhorar a saúde.

Países como Bélgica, acolheram muito bem a iniciativa. De fato, durante o mês de maio do ano 2009, a cidade de Gante converteu-se na primeira cidade com dias vegetarianos oficiais.

Prato de uma dieta vegetariana

A adoção de uma dieta vegetariana e as mudanças

1. Mudanças no peso

Com uma dieta vegetariana, ao final de alguns meses, o mais provável é perder peso. Na maioria dos casos, trata-se de alguns quilos que não costumam fazer falta.

A saber, ao contrário do que muitos pensam, uma dieta vegetariana não tem, necessariamente, que ser mais saudável ou com menos calorias. Isso se deve ao fato de que as frituras e os doces podem ser consumidos da mesma forma.

Por isso, existem pessoas que perdem peso. No entanto, existem outras que ganham peso, dado que tendem a consumir uma maior quantidade de alimento. Costumam fazê-lo para compensar o “desejo” que a mudança de dieta traz.

O mais recomendado será fazer um exame de sangue ao final de alguns meses. Além disso, é importante informar-se bem sobre quais são as melhores formas de satisfazer as novas necessidades nutricionais.

Nesse sentido, o consumo regular de frutas, verduras, hortaliças e legumes, sem dúvida, trará muitos benefícios a curto, médio e longo prazo. Assim como ajudará a manter na linha qualquer indício de anemia.

Com uma dieta vegetariana adequada, é possível alcançar os níveis de vitamina B12 perdidos ao deixar a carne e o peixe para trás. Este nutriente pode ser encontrado no tofu ou no queijo, por exemplo.

2. Melhor digestão

Ao elevar o consumo de alimentos ricos em fibras (tais como legumes, verduras e hortaliças), melhora-se a saúde gastrointestinal. Assim, consequentemente, realiza-se uma melhor digestão. No entanto, saiba que isso também dependerá do cuidado com a hidratação.

Tofu na dieta vegetariana

Descubra: 5 esportes que trazem vários benefícios para a saúde

3. Mudanças no rendimento esportivo

Durante os primeiros meses, o mais provável é que não sejam notadas mudanças significativas na rotina de exercícios aeróbicos. Ademais, o levantamento de peso tampouco deverá mudar. Em princípio, é possível seguir levantando, sem problemas, os mesmos pesos e treinar com a mesma intensidade.

Sempre e quando se mantenham bons hábitos de vida, não há por que ocorrer mudanças negativas. Passados alguns meses, poderá notar que o rendimento melhora bastante, especialmente nos treinamentos de cardio, como a corrida.

Verá como os tempos diminuem e o ritmo melhora. Ainda que isso também possa ser devido a continuidade do exercício, mais do que o tipo de dieta.

4. Mais energia

Quando se adota uma dieta vegetariana, consome-se com mais regularidade alimentos com vitamina B1. Estes são, por exemplo, a soja, os cereais ou a aveia, entre outros.

Esta substância ajuda a ter mais energia diariamente, já que participa no metabolismo dos carboidratos.

Alimentos da dieta vegetariana

Mudanças na vida social?

Ainda que ninguém ao seu redor seja vegetariano, sua vida social não tem por que ser afetada. Inegavelmente, algumas pessoas custarão a entender sua decisão, porém, o importante é armar-se de paciência e manter uma atitude tolerante.

Depois de adotar uma dieta vegetariana, muitas pessoas tentam dar o seguinte passo para uma alimentação vegana.

Nesses casos, é fundamental informar-se bem sobre o tipo de necessidades nutricionais e, é claro, manter os bons hábitos.