Quantidade recomendada de gorduras na dieta

11 de janeiro de 2019
As gorduras fazem parte dos nutrientes que seu corpo precisa. Porém, deve consumi-la nas quantidades apropriadas.

Em torno das estratégias para emagrecer existe uma infinidade de mitos sobre o que se pode comer e o que não se pode, bem como as quantidades. Neste sentido, é importante saber qual é a quantidade recomendada de gorduras na dieta.

Conhecer esta informação é fundamental. De fato, muitos planos alimentares fracassam ou prejudicam a saúde das pessoas devido ao fato de que não são feitos com a meticulosidade adequada.

Por isso, estamos seguros de que esta informação te será muito útil. Há muitos mitos relacionados com a presença das gorduras durante a dieta. Alguns fazem referência ao fato de que são daninhas e engordam. De fato, não é irracional dizer que a crença popular as rejeita.

Claro que essa crença é falsa. Dito isto, neste artigo te explicaremos por que deve ingerir gorduras e quais são as quantidades recomendadas. Confira!

Mitos

Para que negar? O grupo alimentar mais maltratado de todos é o das gorduras. Isso se deve ao fato de que as pessoas colocam a culpa nelas por seus problemas de saúde relacionados com o metabolismo e, claro, pelo excesso de peso.

Consumo de gorduras durante a dieta

Como mencionamos anteriormente, existe uma crença estendida de que os alimentos gordurosos engordam. O que não é totalmente falso, mas também não é totalmente certo. É preciso prestar muita atenção neste ponto em particular.

Não é verdade que a gordura engorde por si mesma, o que engorda é o excesso de calorias. Em efeito, as gorduras contribuem com a quantidade de calorias, mas também as proteínas e os carboidratos têm um teor calórico considerável.

Reduzir o consumo de gorduras não garante que você perderá peso

Muitas pessoas diminuem e, inclusive, eliminam o consumo de gorduras durante as dietas. Acreditam que com isso conseguirão perder peso. Porém, talvez não elimine esses quilos a mais. Mas não só isso: se seu consumo de gorduras for insuficiente sua saúde pode ser afetada.

É um erro crer que pelo simples fato de parar de comer gordura, você perderá peso. E mais: se o seu consumo de proteínas e carboidratos continuar excessivo, vai gerar gordura em seu organismo, ainda que não as consuma diretamente.

Gorduras durante a dieta

Para a alimentação cotidiana de um adulto recomenda-se que seu consumo de gorduras equivalha a 30% das calorias totais. Isso é quando não se está fazendo uma dieta para emagrecer. Por sua vez, quando se trata da alimentação de uma criança essa cifra aumenta até chegar a 40%.

Agora, quando estamos submetidos a dietas para emagrecer o natural é a diminuição do consumo alimentar, tanto das gorduras quando dos demais grupos nutricionais. Como mencionamos anteriormente, todos os alimentos oferecem calorias.

A porcentagem de gorduras durante a dieta é basicamente a mesma que na alimentação cotidiana. Porém, dependendo do avanço da dieta pode-se diminuir um pouco a proporção.

Consumo de gorduras durante a dieta

O nível ótimo é ao redor de 25%. Agora, caso ganhe peso com muita facilidade, pode diminuir a porcentagem de gorduras em 20%.

Caso contrário, se nas primeiras semanas da dieta você perder peso com rapidez, recomenda-se que aumente a porcentagem de gorduras em até 30%, com a finalidade de compensar o déficit. Em qualquer caso, procure contar com a assessoria de um profissional durante este processo.

Como medir a quantidade de calorias em gramas?

Não é o mesmo falar de quantidade de calorias e de quantidade de gramas. Se dizemos que a proporção de gorduras frente aos outros grupos alimentares é de 30%, isso não significa que você deve comer 30 gramas de gordura para cara 100 gramas totais de comida.

As quantidades são medidas em calorias. O que quer dizer é que a seu consumo calórico deve calcular a porcentagem correspondente às gorduras.

Por exemplo, para 2000 calorias totais com 30% de gorduras, a quantidade de calorias e gorduras que deverá consumir é 600. Agora, esses 600 representam calorias e não gramas.

A esse respeito, pode usar uma calculadora para comprovar quantos gramas de gorduras oferecem essas 600 calorias. O cálculo é simples, pois, cada grama de gordura equivale a 9 calorias. Portanto, só tem que dividir o montante de calorias que precisa entre 9.

Leia também: 2 dietas que aceleram o seu metabolismo e te ajudam a perder peso

A gordura que você come não é o mesmo que o tecido adiposo

Toda a confusão com respeito à gordura deriva do fato de que confundimos as gorduras que comemos com a gordura que se aloja no corpo. A estas últimas deveríamos chamar “tecido adiposo”. Trata-se daquelas que nos fazem parecer com sobrepeso.

A gordura que comemos não é a mesma que acumulamos, chamada de tecido adiposo

Definitivamente, a gordura que comemos oferece material que se transforma em tecido adiposo. Mas como dissemos antes, o excesso de calorias é o que gera o sobrepeso. Portanto, os excessos de qualquer outro grupo de alimentos também se transformam em tecido adiposo.

Te recomendamos ler: 5 dietas da moda que colocam sua saúde em risco

As gorduras são macronutrientes

Apesar de toda a má fama que as gorduras possam ter, na realidade são macronutrientes vitais.

Oferecem ácidos graxos essenciais que, como seu nome indica, são necessários para a boa saúde de nosso corpo.

Agora, seu teor calórico por grama é maior em comparação com o de outros grupos alimentares (9 calorias por grama), razão pela qual as gorduras devem ser consumidas na medida justa durante a dieta.

Philippi, S. T., Latterza, A. R., Cruz, A. T. R., & Ribeiro, L. C. (1999). Pirâmide alimentar adaptada: guia para escolha dos alimentos. Revista de Nutrição. https://doi.org/10.1590/S1415-52731999000100006

Bernardon, R., Perin, M. G., & Sampaio, C. H. (2008). Influência das Informações Nutricionais na Intenção de Compra do Consumidor de Alimentos. Encontro Da ANPAD – EnANPAD, 32.