Quantidade recomendada de gorduras na dieta

11 Janeiro, 2019
As gorduras fazem parte dos nutrientes que seu corpo precisa. Porém, deve consumi-la nas quantidades apropriadas.
 

Em torno das estratégias para emagrecer existe uma infinidade de mitos sobre o que se pode comer e o que não se pode, bem como as quantidades. Neste sentido, é importante saber qual é a quantidade recomendada de gorduras na dieta.

Conhecer esta informação é fundamental. De fato, muitos planos alimentares fracassam ou prejudicam a saúde das pessoas devido ao fato de que não são feitos com a meticulosidade adequada.

Por isso, estamos seguros de que esta informação te será muito útil. Há muitos mitos relacionados com a presença das gorduras durante a dieta. Alguns fazem referência ao fato de que são daninhas e engordam. De fato, não é irracional dizer que a crença popular as rejeita.

Claro que essa crença é falsa. Dito isto, neste artigo te explicaremos por que deve ingerir gorduras e quais são as quantidades recomendadas. Confira!

Mitos

Para que negar? O grupo alimentar mais maltratado de todos é o das gorduras. Isso se deve ao fato de que as pessoas colocam a culpa nelas por seus problemas de saúde relacionados com o metabolismo e, claro, pelo excesso de peso.

Consumo de gorduras durante a dieta

Como mencionamos anteriormente, existe uma crença estendida de que os alimentos gordurosos engordam. O que não é totalmente falso, mas também não é totalmente certo. É preciso prestar muita atenção neste ponto em particular.

 

Não é verdade que a gordura engorde por si mesma, o que engorda é o excesso de calorias. Em efeito, as gorduras contribuem com a quantidade de calorias, mas também as proteínas e os carboidratos têm um teor calórico considerável.

Reduzir o consumo de gorduras não garante que você perderá peso

Muitas pessoas diminuem e, inclusive, eliminam o consumo de gorduras durante as dietas. Acreditam que com isso conseguirão perder peso. Porém, talvez não elimine esses quilos a mais. Mas não só isso: se seu consumo de gorduras for insuficiente sua saúde pode ser afetada.

É um erro crer que pelo simples fato de parar de comer gordura, você perderá peso. E mais: se o seu consumo de proteínas e carboidratos continuar excessivo, vai gerar gordura em seu organismo, ainda que não as consuma diretamente.

Gorduras durante a dieta

Para a alimentação cotidiana de um adulto recomenda-se que seu consumo de gorduras equivalha a 30% das calorias totais. Isso é quando não se está fazendo uma dieta para emagrecer. Por sua vez, quando se trata da alimentação de uma criança essa cifra aumenta até chegar a 40%.

Agora, quando estamos submetidos a dietas para emagrecer o natural é a diminuição do consumo alimentar, tanto das gorduras quando dos demais grupos nutricionais. Como mencionamos anteriormente, todos os alimentos oferecem calorias.

A porcentagem de gorduras durante a dieta é basicamente a mesma que na alimentação cotidiana. Porém, dependendo do avanço da dieta pode-se diminuir um pouco a proporção.

 
Consumo de gorduras durante a dieta

O nível ótimo é ao redor de 25%. Agora, caso ganhe peso com muita facilidade, pode diminuir a porcentagem de gorduras em 20%.

Caso contrário, se nas primeiras semanas da dieta você perder peso com rapidez, recomenda-se que aumente a porcentagem de gorduras em até 30%, com a finalidade de compensar o déficit. Em qualquer caso, procure contar com a assessoria de um profissional durante este processo.

Como medir a quantidade de calorias em gramas?

Não é o mesmo falar de quantidade de calorias e de quantidade de gramas. Se dizemos que a proporção de gorduras frente aos outros grupos alimentares é de 30%, isso não significa que você deve comer 30 gramas de gordura para cara 100 gramas totais de comida.

As quantidades são medidas em calorias. O que quer dizer é que a seu consumo calórico deve calcular a porcentagem correspondente às gorduras.

Por exemplo, para 2000 calorias totais com 30% de gorduras, a quantidade de calorias e gorduras que deverá consumir é 600. Agora, esses 600 representam calorias e não gramas.

A esse respeito, pode usar uma calculadora para comprovar quantos gramas de gorduras oferecem essas 600 calorias. O cálculo é simples, pois, cada grama de gordura equivale a 9 calorias. Portanto, só tem que dividir o montante de calorias que precisa entre 9.

 

Leia também: 2 dietas que aceleram o seu metabolismo e te ajudam a perder peso

A gordura que você come não é o mesmo que o tecido adiposo

Toda a confusão com respeito à gordura deriva do fato de que confundimos as gorduras que comemos com a gordura que se aloja no corpo. A estas últimas deveríamos chamar “tecido adiposo”. Trata-se daquelas que nos fazem parecer com sobrepeso.

A gordura que comemos não é a mesma que acumulamos, chamada de tecido adiposo

Definitivamente, a gordura que comemos oferece material que se transforma em tecido adiposo. Mas como dissemos antes, o excesso de calorias é o que gera o sobrepeso. Portanto, os excessos de qualquer outro grupo de alimentos também se transformam em tecido adiposo.

Te recomendamos ler: 5 dietas da moda que colocam sua saúde em risco

As gorduras são macronutrientes

Apesar de toda a má fama que as gorduras possam ter, na realidade são macronutrientes vitais.

Oferecem ácidos graxos essenciais que, como seu nome indica, são necessários para a boa saúde de nosso corpo.

Agora, seu teor calórico por grama é maior em comparação com o de outros grupos alimentares (9 calorias por grama), razão pela qual as gorduras devem ser consumidas na medida justa durante a dieta.

 
  • Gardenr CD., Trepanowski JF., Gobbo LC., Hauser ME., et al., Effect of low fat vs low carbohydrate diet on 12 month weight loss in overweight adults and the association with genotype pattern or insulin secretion: the DIETEFIT randomized clinical trials. JAMA, 2018. 319(7): 667-679.
  • Abdelhamid AS., Brown TJ., Brainard JS., Biswas P., et al., Omega 3 fatty acids for the primary and secondary prevention of cardiovascular disease. Cochrane Database Syst Rev, 2018.