Como deve ser a dieta de quem tem pedras na vesícula

06 Junho, 2020
É muito importante beber de 2,5 a 3 litros de água por dia e ser rigoroso com a dieta em casos de pedras na vesícula. Se você tomar medicamentos e não corrigir a dieta, não resolverá a raiz do problema.
 

Se você sofre de pedras na vesícula, deve seguir uma dieta que consiste principalmente em alimentos com baixo teor de gordura, evitando comer frituras, óleos e embutidos. Em vez disso, você precisará aumentar seu consumo de água, frutas e vegetais.

Todo esse cuidado ajuda a reduzir sintomas como dor abdominal e outros desconforto durante as crises, sendo a alimentação um componente fundamental. No entanto, isso não deve substituir o tratamento clínico prescrito pelo médico, que pode incluir o uso de alguns medicamentos para aliviar os sintomas.

O que são as pedras na vesícula?

Pedras na vesícula
As pedras na vesícula são formações duras que podem bloquear os ductos biliares. Uma intervenção oportuna pode ajudar a evitar complicações de saúde.

O aparecimento de pedras na vesícula é um problema comum. Os cálculos biliares ou pedras na vesícula são partículas sólidas que se formam na vesícula biliar causadas pela cristalização da bile.

A vesícula biliar é um pequeno órgão que, juntamente com o pâncreas e o fígado, é responsável pela produção de enzimas digestivas e bile para digerir gorduras. Os cálculos biliares impedem a vesícula biliar de fazer o seu trabalho, impedindo a fácil digestão de todos os alimentos. 

Outros acreditam que os cálculos biliares podem ser causados ​​por maus hábitos alimentares. Um consumo excessivo de alimentos ricos em gorduras força o fígado a secretar mais bile. Daí a importância de controlar o que é consumido, tanto para evitar o aparecimento de pedras quanto para aliviar seus sintomas.

 

Talvez você possa se interessar por: Atresia biliar: sintomas e tratamento

Dieta para pacientes que sofrem de pedras na vesícula

É muito importante beber de 2,5 a 3 litros de água por dia e ser rigoroso com a dieta nos casos de pedras na vesícula, porque se você tomar medicamentos e não corrigir a dieta, não resolverá a raiz do problema.

Estabeleça um horário fixo para fazer 5 ou 6 refeições diárias, levando em consideração:

  • Não mais do que 4 porções de frutas por dia.
  • Três refeições principais e dois/três lanches.
  • Não deixe passar mais de uma hora depois de acordar para tomar o café da manhã.
  • Não deixe passar mais de 4-5 horas entre as refeições.
  • Se mais de três horas se passarem desde o jantar até a hora de dormir, faça um lanche (como o do meio da manhã).

Alimentos permitidos

Alimentos saudáveis
Manter uma dieta equilibrada e saudável pode ajudar no tratamento das pedras na vesícula. É importante limitar o consumo de alimentos com alto teor de gordura.

Você deve comer alimentos ricos em água e com pouco ou nenhum teor de gordura, como:

  • Frutas, exceto coco, abacate e açaí.
  • Vegetais em geral, especialmente os cozidos, pois facilitam a digestão.
  • Grãos integrais, como arroz, macarrão e pão integral.
  • Carnes com pouca gordura cozidas ou grelhadas, como frango sem pele, peixe e peru.
 
  • Água e sucos de frutas.

Além de consumir esses alimentos, é importante fazê-los grelhados ou cozidos no vapor, porque essas são as formas que não adicionam gordura aos alimentos.

Leia também: 6 sinais que alertam sobre problemas na vesícula biliar

Alimentos não permitidos

Alimentos proibidos são alimentos ricos em gordura, como:

  • Leite integral, queijo cottage e iogurte
  • Queijos amarelos como o parmesão
  • Manteiga e qualquer outra gordura animal
  • Carnes gordurosas como costela, salsicha, carne de pato ou ganso
  • Vísceras como fígado, coração, rins ou tripas
  • Oleaginosas como nozes, castanhas, amêndoas, amendoim
  • Outros: chocolate, biscoitos, massa folhada, caldo de carne, molhos prontos, maionese
  • Bebidas alcoólicas
  • Produtos açucarados
  • Bebidas carbonatadas (refrigerantes e gaseificados)

Por que é importante limitar a ingestão de gordura?

A bile é uma substância produzida pela vesícula biliar. Sua função é misturar-se com gorduras no intestino para ajudá-las a serem absorvidas; portanto, se forem ingeridas, a vesícula biliar será estimulada a liberar bile, e isso causará ainda mais dor e desconforto.

É importante lembrar que pessoas com cálculos na vesícula biliar devem consultar um nutricionista para traçar um plano nutricional individual de acordo com as suas necessidades. Também é importante procurar um especialista em sistema digestivo para indicar o tratamento a seguir.

 
  • Moreira V., Ramos Zabala F.. Litiasis biliar. Rev. esp. enferm. dig.  [Internet]. 2005  Oct;  97( 10 ): 752-752.
  • Covarrubias C, Valdivieso V, Nervi F. Epidemiology of gallstone disease in Chile. En: Copocaccia L, Ricci G, Angelico F, Editores, Epidemiology and prevention of gallstone disease. Lancaster, England: MTP; 1984. p. 26-30.
  • Jüngst D, Gussmann E, Zündt B, Meyer G, Jüngst C, del Pozo R, et al. Solubility of cholesterol in the crystal-free gallbladder bile of gallstone patients. J Lab Clin Med 2004; 144: 134-40.
  • Jessri M, Rashidkhani B. Dietary patterns and risk of gallbladder disease: a hospital-based case-control study in adult women. J Health Popul Nutr. 2015;33(1):39–49.
  • Tseng, M., Everhart, J. E., & Sandler, R. S. (1999). Dietary intake and gallbladder disease: a review. Public Health Nutrition.